Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A ti tia!!!

Terça-feira, 04.10.16

14593381_780526698757194_1927629490_n.jpg

 Na nossa vida há sempre alguém especial em quem pensamos e de quem gostamos especialmente. O meu pai porque valores mais altos se levantam , abandonou temporariamente este cantinho onde eu vinha tantas vezes procurar a sua alma. A vida é assim , vai levando a nossa vontade como se de uma maré se tratasse e nesse eterno vai e vem , umas coisas vão , outras voltam. No início do meu ultimo ano de Direito aqui em Coimbra "espero eu", se não ficar de molho, tenho pensado muito na minha família. Nas voltas que a vida dá e queria deixar aqui umas palavras à minha tia Clarisse. Quem conhece sabe da sua força , da sua honestidade e lealdade. Ao lado do meu pai nos negócios e na Ordem a que o meu pai não faz segredo que pertence, formaram sempre uma muralha de ferro , dessas de enlouquecer inimigos. Uma mulher versátil cuja atenção se divide em tantos assuntos e que não deixou nunca por isso de ser uma esposa amiga e uma mãe espectacular , que o diga a minha prima Inês que eu sei que tem um orgulho imenso na mãe que Deus lhe deu. Lembro da minha tia o sorriso terno e o olhar ligeiramente irónico e brincalhão. Sempre a vi como uma espécie de mulher maravilha que fosse qual fosse a situação ela estava lá e continua a estar. Tenho para com esta senhora de aspecto frágil e coração de gigante uma divida eterna, impagável , pelo apoio incomparável que sempre deu ao meu pai nos piores momentos da sua vida. Ela e claro o meu tio José Francisco, mas é ela que o acolheu em momentos de uma dor quase inumana para a qual eu pela idade e inexperiência de vida era completamente impotente e era no abraço e no carinho dela que via o meu pai acalmar e refazer o sorriso maravilhoso e puro que tanto lhe amo. Por isso nesta tarde tranquila de Outono , em frente a uma chávena de chá e uma torrada quero agradecer publicamente a esta pequenina grande senhora tudo que eu lhe devo. Uma senhora que com o seu exemplo e honestidade ensina valores tão importantes da vida. A minha tia é uma enciclopédia viva e quem tem o privilégio de com ela privar e gosta de ter conversas diversificadas encanta-se com a sua enormíssima cultura e discernimento em áreas vastas e diversas. É uma senhora com uma visão muito própria do mundo em que vive , da realidade política e com uma capacidade de estratégia que deixa qualquer um surpreendido. Muito amiga dos seus amigos , é uma pessoa que dá à palavra amizade uma dimensão incomum , mas coitados dos seus inimigos , ela é uma inimiga terrível e implacável. De poucas palavras , mais perita em escutar que em falar , a minha tia é um ser humano muito especial. De uma bondade sem limites , doce , atenciosa , carinhosa , com uma alma iluminada que nos toca profundamente. E agora que ela anda um bocado em baixo em termos de saúde não pude deixar de dizer aqui o quanto a admiro e respeito. Eu sei que tudo se resolve , a minha tia não é moça de se deixar abater. Temos uma luta enorme pela frente e precisamos sempre de ti tia. Que Deus te proteja sempre e nos dê a tua presença por longos e longos anos , de certeza serás uma velhinha daquelas que nos derrete a alma. És uma pessoa que não desconfia dos outros , que dá sempre o beneficio da duvida a quem mereceria as tuas desconfianças, uma pessoa que agrega e ampara.  Para ti obrigado pelas vezes que ouviste e amparaste o meu pai , pelas vezes que me ouviste, me aconselhaste e riste dos meus dramas e eu acabava rindo contigo e passavam de dramas a comédia. Obrigado pelas vezes que me ouviste e não riste e me aconselhaste a tomar um caminho da encruzilhada que se me deparava. Obrigado pela tua paciência , o teu carinho e o teu sorriso. Obrigado pelas tuas lágrimas que vi correr em alturas que o teu coração não suportava a dor dos que amas. Obrigado por estares sempre ai, para mim , para todos.

Um beijo com amor e gratidão do teu sobrinho

Marco António Assis Batista

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 15:49

Obrigado amigo

Domingo, 26.06.16

Ser amigo

Olá Gonçalo

Esperei uns dias para te responder como você merece.

Porque um amigo como você não merece um simples obrigado.

Ter amigos é bom , mas ter amigos como você é uma honra.

Porque você sabe ser amigo e sabe que amigo não é palavra que se usa com qualquer um.

Agradeço o seu carinho , a sua amizade e o seu apoio sempre presente.

Guardo em meu coração momentos únicos de que você faz parte.

Admiro o seu coração honrado e terno , admiro a sua forma de ser e agir.

Raramente passa neste mundo alguém com sua ternura , seu carinho e sobretudo sua verdade de amor.

Meu amigo querido de olhar tão sincero e limpo que sua alma se vê plena e pura.

Meu amigo terno que se magoa tão facilmente e ao mesmo tempo tem um dom de perdão como nunca conheci.

Meu querido amigo terno , leal , de coração de menino e alma de um homem que se agiganta na sua essência.

Meu amigo querido , com uma caminhada tão dolorosa , com uma saúde tão frágil , com dores tão profundas e ao mesmo tempo tão capaz de dar e acreditar.

Meu amigo querido de sorriso feliz de criança , que apesar da dor , acredita ainda na vida , no mundo , nos seus pequenos grandes sonhos.

Meu amigo querido tenho na sua amizade um tesouro que poucas pessoas conseguem ter.

Obrigado meu querido pelas suas palavras , pela sua preocupação diária , pela ternura com que todos os dias me fala , me dá alegria e um sorriso.

Meu amigo , obrigado pela sua amizade sempre presente e pelo seu carinho inigualável.

Um abraço bem apertado.

Adoro você!

Texto de Edson Celulari  "https://www.facebook.com/Edson-Celulari-575199385854086/"

Edição de Pedro Lyon de Castro

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 18:03

Há dias...

Terça-feira, 21.06.16

Edson-Celulari-diagnostado-com-Cancro.jpg

Pergunto-me porque é que a vida é assim?

Porque é que pessoas boas , tranquilas , que trazem paz a quem com elas convive têm que passar por coisas destas.

Entramos numa Era que não entendo , feita de pessoas insensíveis ao sentimento do outro , centradas no seu umbigo , nas suas pequenas ou grandes certezas , nos seus Eus primários.

Eu não sou um exemplo para ninguém , tenho falhas e cometo erros como todos , mas não consigo vestir-me de egoísmo ou centralizar o meu Eu .

Não sou pessoa de "vontades" , aprendi acho que atempadamente que estou mais para servir do que para ser servido.

Ainda hoje guardo em mim a Oração maravilhosa que era a prece de S. Francisco de Assis.

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Onde houver erro, que eu leve a verdade;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se vive para a vida eterna.

Sei que não consigo ser tudo isso , mas procuro nortear a minha vida por ai.

Tem horas que me sinto como Santo António pregando aos peixes , eles não ouvem e nem fazem.

Quem trabalha comigo diariamente sabe do meu feitio estourado , mas sabe também que não sou injusto com ninguém.

Que a minha vontade não prevalece , que eu estou atento a todos e a tudo , que me sobrecarrego para não o fazer a ninguém.

Não que isto tenha mérito , não tem , apenas estou a fazer aquilo em que acredito e para o qual fui educado. Só sinto pena de não conseguir passar nada a ninguém.

E ao ver a notícia da doença do Édson sinto-me profundamente triste e cansado de uma vida que teima em dar-me dor.

Fico triste ao ver que por mais que eu dê um sorriso à vida , me doe aos outros , tente viver consoante regras de amor , ela continua a passar-me rasteiras e a surpreender-me da pior forma.

E eu peço pouco à vida , queria saúde , compreensão , paz e não ter que ver mais ninguém partir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 19:18

Há tardes assim

Domingo, 29.05.16

as-chuvas-dos-olhos-2-638.jpg

 

0003cqb2.jpg

 Há silêncios que falam e verdades que gritam nesse mesmo silêncio. Há tardes de rir , de chorar e tardes apenas tristes em que a vida nos dá ganas de a agarrar pelos cornos como se faz ao touro enfurecido. Há horas que doem bem no infinito do nosso ser e dói quando se vê um amigo chorar envergonhado porque a força falta e dissimula essas lágrimas num sorriso mais doloroso que qualquer lágrima. Detesto dramas , sou avesso a eles , prefiro sem sombra de duvida a comédia , o riso , a loucura inerente à gargalhada , contudo há tardes assim ...

Não vou aqui desenrolar nenhum drama , acalme-se o coração dos leitores já desabituados de encontrar palavras novas neste cantinho que o nosso poeta trocou por outras poesias , outros momentos , outros sonhos.

Também não vou aqui falar de quanto nos faz falta o toque doce e mágico das suas palavras partilhadas.

Quero apenas pedir uma coisa , porque acredito que boas energias fazem o mundo girar e que quando a energia se concentra e é positiva tem o dom e o poder de fazer milagres de amor. Não peço muito , sei no entanto que qualquer texto deixado aqui tem uma grande visibilidade pois sai no Facebook também , peço apenas que cada leitor que aqui passe faça no interior de si mesmo um minuto de elevação a Deus , de amor , de carinho pelo poeta que por aqui partilhou os seus momentos mais poéticos e belos , para que cada coração doe um pouco de carinho ao poeta que tanto nos deu e se faça uma onde de energia positiva , uma corrente que transforme em amor o sentimento e o proteja num amplexo de ternura e amizade.

O Gonçalo é um dos melhores homens que já conheci , uma pessoa honesta e sincera de valores que este mundo já perdeu.

Às vezes os poetas também precisam de nós , precisam que lhe peguemos nas mãos e lhes mostremos que nos ensinaram a sonhar , e que devolvemos esse sonho em forma de afecto sincero.

Há tardes assim...

Um enorme abraço a todos os leitores e obrigado por me aturarem.

Pedro L. de Castro

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 19:58

Fragilidade X Ultima Vez

Quarta-feira, 11.05.16

fragilidade.jpg

As pessoas agem como se tivessem todo o tempo do mundo para ficar por cá , creio que actos e pensamentos mudariam se estivesse mais presente em nós , humanos , a fragilidade inerente à nossa condição. Deixamos de ligar ao céu azul , as flores , aos pássaros , a tudo que nos rodeia como se tudo isso fosse uma moldura e nós fossemos o centro do universo. Costumamos ter a prepotência de achar que somos o centro do mundo e o resto apenas a paisagem que envolve a nossa estada aqui. Erro crasso, E esse erro ocorre porque não aprendemos nada ao longo da vida que temos cá , que deveria exactamente ser fonte de aprendizagem e compreensão da nossa fragilidade enquanto corpo físico. Bastaria para isso recordamos as despedidas a que somos submetidos ao longo desta mesma vida. Desde o inicio há uma primeira vez para tudo e uma ultima também e o nosso caminho aqui enquanto seres físicos esta pejada de ultimas vezes. Houve um dia em que pela ultima vez tive colo da minha mãe , a ultima vez em que ouvi a sua voz. A ultima vez em que me sentei no banco da escola primária , do liceu e depois da Faculdade. A ultima vez em que abracei determinados amigos , a ultima vez em que vi certas pessoas , a ultima vez que vi certas paisagens. E há tanta ultima vez ao longo da nossa vida . A ultima vez que lemos certo livro , a ultima vez que frequentamos um lugar , a ultima vez que entramos num local de trabalho , a ultima vez em que fizemos amor com alguém , a ultima vez em que ouvimos da boca de alguém "amo-te", um ultimo abraço dado a alguém. A ultima vez que partilhamos a vida com alguém , a ultima vez que ouvimos os passos de alguém no corredor , o ultimo afago do nosso cão , gato ou seja que animal estimamos e se foi. Tanta ultima vez. A ultima vez está inerente em tudo que fazemos na nossa vida. Também haverá uma ultima vez em que abrirei este PC , haverá uma ultima vez que estarei no Facebook , nos mails , ou neste blog, Haverá uma ultima vez em que usarei o meu telemóvel , farei uma chamada ou enviarei SMS. Haverá uma ultima vez em que me deitarei na minha cama , uma ultima vez em que direi "amo-te" , uma ultima vez em que entrarei na minha casa , lerei um livro , verei TV, verei as minhas rosas , conduzirei o meu carro , verei o céu azul , ouvirei os pássaros , montarei a cavalo , receberei os afagos dos meus animais. Há tanta coisa que farei pela ultima vez , que todos faremos , porque a despedida é inerente a todo o ser humano e a nossa vida aqui é uma sucessão de despedidas. Só não sabemos quando elas vão acontecer , umas podem ser hoje , amanhã  , ou daqui a anos , esta incerteza é condicionante da nossa vida. Mas devemos aproveitar esta incerteza , o tempo que vai da semente à flor para usufruirmos tudo o que a vida nos pode oferecer. Sem medos , sem questionamentos exagerados , sem vinganças tolas , porque o medo só nos trava , questionar em excesso só nos atrasa o passo e vingarmo-nos não afecta os outros , mas sim a nós mesmos. Porque exercer vingança sobre quem não gosta de nós ou não se importa connosco é perder tempo , a pessoa alvo não está nem ai. E exercer vingança sobre quem gosta de nós , ferir quem nos quer bem , isso sim será prova de remata estupidez. Então aproveitemos o tempo incerto da nossa passagem aqui , e entre as despedidas pequenas e as despedidas avassaladoras e dolorosas e até chegar a ultima despedida, aproveitemos então para sorrir como se fosse a ultima vez. Para amar , doar-se e ser sincero como se fosse a ultima vez . Para brincar , olhar o céu , ver o mar , ouvir os pássaros , dizer amo-te, como se fosse a ultima vez. Não perder tempo com tolas futilidades , nem rancores ridículos , nem melindres parvos , agarrar o amor , a vida , o mundo , como se fosse a ultima vez. Porque não sabemos se não será.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 16:37

...

Domingo, 10.04.16

te-desejo-o-melhor.jpg

Hoje é o teu aniversario meu filho e como sempre te desejo o melhor do mundo , o melhor de um mundo que infelizmente não está preparado para gente como tu . Tive como já disse centenas de vezes a alegria de te ter ajudado a formar , a educar , mas o ser humano espantoso que és , não é uma questão de formação mas de dignidade e personalidade da tua parte. Ao longo da tua vida sempre te conheci puro , limpo e com isso não quero dizer isento de erro. Errar é um detalhe de percurso , mas tu erraste quando foi o caso , sem maldade , de alma limpa. Desde criança manténs no rosto um sorriso simples e leve que te brilha nos olhos , nos teus olhos transparece a tua verdade , a tua alma. Gostei muito de ver nos teus olhos sempre o reflexo da tua alegria e vio depois com o coração apertado , também o reflexo de muitas e grandes dores. Queria poder poupar-te a elas com o amor que não sendo teu pai , sempre tive por ti com essa força paternal que me veio do teu jeito único de ser. Queria que tivesses desenvolvido uma carapaça que te protegesse da mesquinhice e da estupidez desse mundo ignóbil , de gente sem carácter , de pessoas que se concentram apenas e só nos seus caprichinhos e nas suas vidas vazias de dignidade. Sei que nem todas as pessoas assim são , mas cada vez mais as vejo cruzar o teu caminho. E cada vez que vejo os teus olhos escurecerem de tristeza e ouço a mesma triste e repetida pergunta que fazes : - Mas porquê?

Eu tenho vontade de te voltar a dar o colo que te dei em menino e explicar que as pessoas se prendem com coisas mesquinhas e pequenas . Estamos num mundo em que os seres humanos não sabem amar o próximo e trocam o amor pela desconfiança e como dizia o meu saudoso pai , " Só desconfia quem não é de fiar".

Nós só colocamos nos outros aquilo que somos capazes de praticar, quando uma determinada realidade não é nossa conhecida , nem nos passa pela mente. Tenho pena , não do mundo , mas de pessoas como tu que se dão em amor ao próximo , que não mentem , não enganam e não prejudicam ninguém e por isso vêm o mundo à sua imagem e semelhança.

E é ai que te decepcionas e sofres, nunca coloques o mundo à tua fasquia porque a maioria das pessoas seria incapaz de ter um décimo da tua dignidade.

Pessoas como tu incomodam , porque brilham com a luz do carisma , num mundo baço de pessoas sem horizontes , sem compromisso com os outros. Vinemos num mundo em que se fazem as piores barbaridades porque sim .

Porque há um odiozito escondido , ou um amor não correspondido , ou porque a pessoa ousou ser frontal , desmanchar compadrios. Tenho vergonha de certas pessoas ditas humanas , porque não as reconheço como tal.

Ser HUMANO é saber respeitar , compreender , amar , amparar e até proteger os outros seres igualmente humanos e não só.

Mas infelizmente cada vez mais num mundo em que não há lugar para pessoas como tu , pessoas que de facto não pertencem aqui. Sei que nada do que digo aqui te fará mudar , nem um grão de "maldade" que te proteja eu te consigo colocar nesse coração marcado por tanta cicatriz.

E queria que me perdoasses também , pelas vezes que me irritei contigo porque queria que fosses o que não sabes ser. Porque na minha ansia de te proteger sempre tentei incutir em ti alguma desconfiança , alguma dessa lama que jorra nas ruas do mundo em que vives.

Mas não consegui e provavelmente só te fiz sentir mais triste , quero que saibas que tens o meu total respeito enquanto homem , o meu total apoio enquanto maçom e que te admiro como se admira uma pérola branca que teima em brilhar no meio a um mar de lodo estagnado.

Se algo te pudesse pedir , seria que criasses defesas , que não acreditasses que todos são como tu , para não seres apanhado em redes idiotas de pessoas que do alto da sua estupidez se acham muito sábias e que arrojam no chão a tua alma , talvez tentando que o pó que a elas cobre também tape o teu brilho.

Sei que não adiante pedir , porque todos os dias tu esqueces a maldade das pessoas e voltas a sorrir e a ser o ser incomparável que és.

Tenho orgulho em ti meu filho , pelo sucesso em todas as áreas do teu trabalho. Pelo teu trabalho como artista , como publicitário , como gestor , como advogado e sobretudo pelo desempenho que no ultimo ano tens tido dentro das Lojas da nossa Agremiação.

Num esforço para humanizar e estruturar , para acolher e proteger.

Não deixes que pessoas parvas , imbuídas de mesquinhice te tirem essa luz do olhar , pessoas que no alto da sua sabedoria saloia  acham que podem fazer o que lhes apetece e dizer as piores barbaridades com ar sábio.

Tenho plena consciência de que este não é um texto de parabéns comum e nem tem que o ser , pois destina-se a um homem incomum e coisas há que me tiram da minha paz interior.

Feito o desabafo , desejo-te um aniversário muito feliz , com muita coragem , saúde e amor , sendo que este ultimo sei que não te falta.

Que o G.A.D.U. continue a espalhar sobre a tua alma essa luz Divina de que estás imbuido.

T.A.F

depositphotos_29158585-Freemasonry-grunge-rubber-sPaulo Ribeiro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 00:00

Dois de mim

Quinta-feira, 24.03.16

303-alvesfilho.com-um-farol-365-clicks-farol-da-ba

Vivo na dualidade do meu próprio ser . Caminho por um trilho longo onde me perco e encontro no inicio de cada amanhecer. As mesmas veias alimentam o meu corpo e o mesmo sonho norteia os meus passos , mas existem dois em mim que lutam e se rebelam , gritam e se completam , como se completa o sonho e a razão , a dureza e o coração. Caminho pelo traçado certo que desenhei , por um futuro tão completo e perfeito como apenas o é aquilo que Deus criou e caminho levando em mim o que sou e não sou. Quem pensa conhecer-me , conhece apenas um de mim , aquele que se dá consoante a ocasião , um que se perde num mar de turbulenta emoção ou o que se agarra firmemente à ponte segura da razão. Nem sempre a dualidade se encaixa , às vezes os opostos não se atraem e lutam pela supremacia , numa batalha campal onde existe o bem e o mal. Porque sou feito de luz e de sombra , de medos e de coragem , de risos e de choro, entrego-me ao momento que passa como criança segura no seio da sua mãe e seja quem for de mim , caminho com passo seguro , sempre , até chegar ao fim. Rio das lágrimas de emoção quando sou razão e revolto-me contra a razão , quando sou emoção . Sou dois de mim mesmo , que me tomam a esmo sem que eu controle a sua posse , sou razão e emoção , riso contido , lágrima salgada , sou noite e madrugada , mas bate em ambos de mim o mesmo meu coração.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 13:14

Parabéns

Terça-feira, 08.03.16

PScFPVT.png

 Como é do conhecimento geral a Fundação Rothschild tem em Portugal uma filial que visa aconselhar e acompanhar os projectos filantrópicos.

O compromisso da família Rothschild para apoiar grandes projectos filantrópicos faz parte do ADN do Grupo. O Luxemburgo incentiva os donativos, incluindo os transfronteiriços, com uma dedutibilidade fiscal aplicável na maior parte dos países europeus. Além das questões patrimoniais, a filantropia faz de si um agente do progresso e da inovação social.

​Herdeiro dos valores e do compromisso de beneficência da família Rothschild, desde há vários anos que o nosso Grupo acompanha os seus clientes na criação de fundações. Os nossos peritos orientam-no para estruturar e implementar os seus projectos, bem como integrar a sua abordagem filantrópica na sua situação patrimonial e familiar.

Deixamos hoje aqui este texto para agradecer a um homem , Gonçalo de Assis, por durante tantos anos nos ter dado o seu contributo incondicional. Fazendo acompanhamento dos projectos dando todo o apoio na área financeira e ainda chefiando um quadro jurídico competentíssimo.

Foi pois com justiça que no passado dia 3 , quinta feira, este senhor foi justamente homenageado como o nosso gestor do ano numa cerimónia privada que reuniu alguns membros importantes do nosso ciclo.

Fica por isso o nosso agradecimento e os nossos parabéns a quem tem desempenhado um papel tão importante neste sector do grupo.

Fica por isso a nossa homenagem.

Daniel Nóbrega

Fundação Rothschild em Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 16:36

Mandamentos do Maçom

Quarta-feira, 17.02.16

12744243_241896366143673_321147028125482639_n.jpg

 

 

1º - Adora o Grande Arquiteto Do Universo
 
2º - O verdadeiro culto que se pode tributar ao Grande Arquiteto consiste nas boas obras
 
3º - Tem sempre a tua alma em estado de pureza, para que possas aparecer de um momento para outro perante o Grande Arquiteto
 
4º - Não sejas fácil em te encolerizar; a ira é sinal de fraqueza
 
5º - Escuta sempre a voz de tua consciência
 
6º - Detesta a avareza, porque, quem ama  demasiado as riquezas, nenhum fruto tirará delas, consistindo isso egoísmo
 
7º - Na senda da honra e da justiça está a vida; o caminho extraviado conduz à morte espiritual
 
8º - Faz o bem pelo próprio bem
 
9º - Evita as questões, previne os insultos e procura sempre ter a razão do teu lado
 
10º - Não te envergonhes do teu Destino, pensa  que este não te desonra nem te degrada; o modo como desempenhas a tua   missão é que te enaltece ou te amesquinha perante os homens
 
11º - Lê e medita, observa e imita o que for bom; reflexiona e trabalha; ocupa-te do bem-estar dos teus irmãos e trabalharás para ti
 
12º - Contenta-se com tudo e com todos
 
13º - Não julgues superficialmente as ações de teus Irmãos e não censures aereamente. O julgamento pertence ao Grande Arquiteto do Universo, porque só Ele pode sondar o coração das criaturas
 
14º - Sê, entre os profanos fracos, sem rudeza, superior sem orgulho; humilde sem baixeza; e, entre Irmãos, firme sem obstinação, severo sem inflexibilidade e submisso sem servilismo
 
15º - Justo e valoroso, defende o oprimido e  protege a inocência, não exaltando jamais os serviços  prestados
 
16º - Exato observador dos homens e das cousas, atende unicamente ao mérito pessoal de cada um, seja qual for a camada social, posição e fortuna a que pertence
 
17º - Se o Grande Arquiteto te der um filho, agradece, mas cuida sempre do depósito que te confiou. Sê, para essa criança, a imagem da Providência. Faz com que até aos 12 anos tenha temor a ti; até aos 20 te ame e até a morte te respeite. Até aos 12 anos sê o seu mestre; até aos 20 seu pai espiritual e até a morte seu amigo. Pensa  mais em dar-lhe bons princípios do que belas maneiras; que te deve retidão  esclarecida e não frívola elegância. Esforça-te para que seja um homem honesto, avesso a qualquer astúcia
 
18º - Ama o teu próximo como a ti mesmo
 
19º - Não faça o mal, embora não espere o bem
 
20º - Estima os bons, ama os fracos, atende aos maus e não ofendas a ninguém
 
21º - Sê o amparo dos aflitos; cada lamento que tua dureza provocar, são outras tantas maldições que cairão sobre a tua cabeça
 
22º - Com o faminto, reparte o teu pão; aos  pobre e forasteiros dá hospitalidade
 
23º - Dá de vestir aos nus, mesmo com prejuízo  do teu conforto
 
24º - Respeita o peregrino nacional ou estrangeiro e auxilie sempre
 
25º - Não lisonjeies nunca teu Irmão, isso corresponde a uma traição; se te lisonjearem receia que te corrompam
 
26º - Respeita a mulher, não abuse jamais de  sua debilidade; defende-lhe a inocência e a honra
 
27º - Fala modernamente com os pequenos, prudentemente com os grandes; sinceramente com os teus iguais e teus amigos; docemente com os que sofrem, mas sempre de acordo com a tua consciência e princípios de sã moral
 
28º - O coração dos justos está onde se pratique a virtude, e o dos tolos, onde festeja a vaidade
 
29º - Não prometas nunca sem a intenção de cumprir; ninguém é obrigado a prometer, mas prometendo é responsável
 
30º - Dá sempre com satisfação, porque mais vale uma negativa delicada do que uma esmola que humilhe
 
31º - Suporte tudo com a resignação e tem sempre confiança no futuro
 
32º - Faz do teu corpo um Templo, do teu  coração um Altar e do teu espírito um apóstolo do Amor, da Verdade e da Justiça
 
33º - Concentra, ao menos uma vez por dia,  todas as vibrações da tua alma, no sentido de estares em contato com o Grande Arquiteto do Universo

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 18:39

NÃO ME LIXEM!!!

Terça-feira, 12.01.16

12507353_1119700558060221_9205348810266269218_n.jp

Apesar do pensamento acima com o qual concordo plenamente , há dias que a paciência esgota. Não sou hipócrita e sei que mudança de governo significa mudança de cargos a todos os níveis. Apesar da aparente perplexidade que parece existir nos homens do PSD retirados e exonerados dos seus cargos, confesso que olho com alguma perplexidade , e essa minha , pela digamos falta de memória de uns e outros. Não me venham com demagogias baratas, porque seja qual for o partido no Governo, não existem mudanças de jogo no que se refere à colocação dos seus homens fortes nos cargos de chefia. E não acredito que o povo seja ingénuo a ponto de acreditar que não existem favores dentro de qualquer Governo , seja ele de que cor for aos amigos e simpatizantes. Querer enfiar à força toda na cabeça dos eleitores a isenção política , é o mesmo que querer fazer acreditar que a política é feita por Deuses imparciais e não por homens que sentem de acordo com a sua condição humana.  Gostava de encontrar o primeiro que nunca tenha pedido ou feito um favor a um amigo , quando em posição para isso. Eu já os pedi e já os fiz,  e não me envergonho disso porque até hoje nunca prejudiquei ninguém. Sou contra sim , quando as coisas são feitas sem ética , quando se jogam fora as pessoas sem o mínimo de dignidade e a forma como esse processo é concretizado mostra a ética e o estofo de quem assume o poder. Não se colocam as pessoas fora como se fossem lixo , espera-se tratamento digno. Não sou de acreditar em amizades na politica, houve um tempo em que acreditei , mas esses óculos há muito se foram. Podemos ter colaboradores , podemos ter fidelidade num processo de interesse mútuo , mas amizade é outra coisa e essa não está condicionada a interesses comuns , nem nasce da troca de favores , ou já é anterior ou é apenas e só uma parceria. Útil , porém diferente. Não concordo com a caça às bruxas que de repente se instalou e muito menos quando hoje por denuncia de quem não tem mais que fazer que cultivar pequenos ódios pessoais , tive negócios e bens passados a pente fino. Mais irado ainda fiquei, quando descobri que em nome de suspeitas ainda em embrião , já se precaviam montantes em contas bancárias para fazer face à eventual ilegalidade. Depois de tudo visto , nada encontrado. Desenganem-se aqueles que pensaram que por ter tido amigos no Governo aproveitei para cometer ilícitos fiscais. Até hoje nunca cometi ilícitos fiscais , nem criminais , nem de ordem alguma. O que aqui apregoo eu cumpro e jamais os farei ou ajudarei quem os intente fazer. Sinto-me perplexo com um País onde por vinganças mesquinhas se iniciou uma autêntica caça às bruxas. Onde se atira a tudo o que mexe , destabilizando e criando atritos desnecessários. Tenho pena deste País , em que o Governo anula projectos firmados, passando a impressão que investir em parceria connosco é um risco sem rede. Tenho pena de um País que vê os juros da sua dívida Soberana subirem exponencialmente com base em premissas governativas ruinosas. Tenho pena de um País que celebra com alegria o retorno de feriados e tolerâncias e deixa repor impávido e sereno , impostos como o Sucessório que tão injusto é. Tenho pena de um Pais , que aprova por maioria a adopção por casais do mesmo sexo. Não que eu seja contra lésbicas e gays, cada um na sua casa faz o que lhe der na vontade , desde que respeite o meu direito de não ter que ver os meus filhos levarem com isso como se fosse natural. Não coloco em causa que esses casais do mesmo sexo queiram muito uma criança e até a amem bastante e que isso retire crianças dos orfanatos e lhes seja dado amor. Mas dar amor justifica tudo? Será que essas crianças podem escolher ou avaliar o seu futuro? Eu não posso aceitar que o modelo de família que Deus criou tendo como base um homem e uma mulher, possa ser subvertido e desrespeitado pelo Estado, que devia ser o garante da família. Tenho pena que crianças a quem a figura de uma mãe e de um pai tanta falta fez , sejam criadas e tomem como perfeitas famílias rudimentares. Tenho pena de um País em que apesar de tanta bandeira social erguida , aqueles que de facto precisam mesmo de ajuda continuem no patamar da amargura e da extrema pobreza. Tenho pena de um Pais em que a Troika regressa para avaliação numa altura em que tudo se encaminha para mais uma regressão que a não surgir já , acontecerá em meses. Tenho pena de um País de memórias curtas que nada aprendeu com o passado recente. E já agora para terminar , tocando num assunto tão sensível quanto as Presidenciais , sou obrigado a confessar que mesmo sendo PSD , não me sinto de forma alguma obrigado a apoiar ou votar no Marcelo Rebelo de Sousa. Isto porque neste tipo de campanha , não conta só o Partido representando pelo candidato , mas também o que esse candidato faz e é. E até hoje o Marcelo não se definiu politicamente e sinceramente votar nele assim , é dar um tiro no escuro. E tiros no escuro podem ser potencialmente perigosos e completamente desnecessários neste momento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 19:04





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  


Hino da Natureza- Relaxe

NAO2c.jpg

Proibida a cópia e ou a reprodução deste Site, sem a prévia autorização do autor, por quaisquer meios ou processos existentes ou que venham a ser inventados, especialmente por programas de computador de acesso à Internet ou não, sistema gráfico, micro filmagens, fotográficos, videográficos; bem como a inclusão de qualquer parte desta obra em qualquer sistema de processamento de dados. Estas proibições aplicam-se também às características da obra e à sua edição. A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão e multa, além da possibilidade de busca e apreensão dos exemplares reproduzidos e apetrechos utilizados na reprodução.

Curriculum Vitae do Autor do Blog

Licenciado em Direito pela Universidade de Yale
Pós-graduação em Direito Criminal
Doutoramento em Medicina Forense

Estudos de História de Arte

Estudos de RPG aplicados ao ensino de técnicas teatrais

Escritor de Poesias e textos de reflexão

Com vários artigos de opinião publicados em revistas

Autor de alguns estudos de Mitologia

Membro da Maçonaria

Membro das Ordens Inglesas de Aperfeiçoamento Maçônico.

Cavaleiro Templário, membro do Preceptório Madras

Membro Honorário do Priorado

Iniciado em estudos sobre a Magia Celta em Stonehenge no ano de 1990

Membro da Antiga e Mística Ordem Rosacruz

Membro da Ordem Martinista

Membro do Colégio dos Magos

Conhecedor de, Kabbalah, Astrologia e Numerologia, formado pelas escolas mais tradicionais do ocidente.

Faixa-Preta (10º grau) de Kung Fu

Praticante de Karate

Praticante de capoeira

Professor de Chi-Kung Técnicas de kung Fu

Deu cursos e participou em projectos urbanísticos usando conhecimentos de Feng-Shui

Gestor de empresa


Mural do Sonhos



comentários recentes

  • valquiria

    Boa noite Clarice!Clarice é um anjo, amiga verdad...

  • Leonor Telles

    Um beijinho para ti minha querida.Meu , do António...

  • Marco António

    Ups UpsFoi mal...Já estou condenado não é?Olha mãe...

  • Lurdes Borges Brial

    Ah malvado que fazias tu ai infiltrado com os de m...

  • Marco António

    Oh tia não ligues a essas parvoíces e musicas .Ofe...

  • Lurdes Borges Brial

    Olá ClarisseFico muito feliz que o meu filho recon...

  • Pedro L. de Castro

    Olha lá "amigo" da onça lava essa boca antes de fa...

  • Amigo

    Olha os lobos a reunirem-se . Os que mamam nas tet...

  • Mário Coelho

    Oh Paula pá já estas com os copos?Não vês a moça a...

  • Paula Silva

    Olá querida , como estás?Linda mas sem o sorriso ,...



subscrever feeds



Quem Nos Visita



Contador

contador de visitas