Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Cama imaginaria

Terça-feira, 26.02.08

Numa cama feita de sonhos

em que os lençóis são de renda

da renda feita de luar

bordada pelos dedos da noite

enfeitada com as gotas de orvalho

que deslizam pelas pétalas de rosas

Numa cama feita de desejo

com odor a alecrim campestre

eu ofereço-me a ti

à tua curiosidade, ao teu desejo

à tua fome de fêmea sedenta

que se embriaga no meu corpo

com odor à sensualidade e sexo

Numa cama feita de sentimentos

em que os lençóis são as palavras

tecidas com ternura e paixão

eu entrego-me a ti, à tua vontade

deixo que me explores, curiosa

que me acaricies ao sabor da imaginação

Numa cama feita de sentidos

em que os lençóis são gemidos

de um desejo insatisfeito

eu entrego-me todo a ti

com o aroma da lascívia

que nos impele e nos guia

numa cama feita de amor

onde ambos nos entregamos

um ao outro, até ser dia

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 19:24

Resposta dificil

Quarta-feira, 20.02.08


Perguntei a um sábio a diferença que há
entre o amor e a amizade,
ele disse-me essa verdade:

O Amor é mais sensível,
a Amizade mais segura.

O Amor dá-nos asas,
a Amizade o chão.

No Amor há mais carinho,
na Amizade, compreensão.

O Amor é plantado e com carinho cultivado,
a Amizade vem alegre,
e com troca de alegria e tristeza,
torna-se uma grande e querida companheira.

Mas quando o Amor é sincero
ele vem como um grande amigo,

e quando a  Amizade é concreta,
ela é cheia de amor e carinho.

Quando se tem um amigo
ou uma grande paixão,
ambos sentimentos coexistem
dentro do nosso coração.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 20:02

Porque amamos tanto as mulheres

Quarta-feira, 20.02.08


1- O cheirinho delas é sempre delicioso, mesmo que seja só champô .

2- O jeitinho que elas têm de sempre encontrar o lugarzinho certo no nosso ombro.

3- A facilidade com  que cabem em nossos braços.

4- O jeito que têm de beijar-nos e, de repente, o mundo fica perfeito.

5- Como são perfeitas quando comem.

6- Elas levam horas a vestir-se mas no final vale a pena.

7- Porque estão sempre quentinhas, mesmo que esteja um frio trinta graus abaixo de zero lá fora.

8- Como ficam sempre bonitas, mesmo de calças de ganga, camisa e cabelo solto.

9- Aquele jeitinho subtil de pedir um elogio.

10- Como ficam lindas quando discutem.

11- O modo que têm de encontrar sempre a nossa mão.

12- O brilho nos olhos quando sorriem.

13- Ouvir a mensagem delas no gravador de chamadas logo depois de uma briga horrível.

14- O jeito que têm de dizer "Não vamos brigar mais, pois não?".

15- A ternura com que nos beijam quando lhes fazemos uma vontade.

16- O modo de nos beijarem quando dizemos "amo-te".

17- Pensando bem, só o modo de nos beijarem já é muito bom.

18- O modo como se atiraram em nossos braços quando choram.

19- O jeito de pedir desculpas por terem chorado por alguma criancice.

20- O fato de nos darem um estalo achando que vai doer.

21- O modo com que pedem perdão quando o estalo doeu mesmo (embora jamais admitamos que doeu).

22- O jeitinho de dizerem "estou com saudades".

23- As saudades que sentimos delas.

24- A maneira que as suas lágrimas têm de nos fazer querer mudar o mundo para que mais nada lhes cause dor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 19:34

AMOR E LOUCURA

Quarta-feira, 20.02.08

Contam que uma vez se reuniram todos os sentimentos e qualidades do homem em um lugar da terra.
 
Quando o ABORRECIMENTO havia reclamado pela terceira vez, a LOUCURA, como sempre tão louca, lhes propôs:
 
-Vamos brincar de esconde-esconde?
 
A INTRIGA levantou a sobrancelha intrigada e a CURIOSIDADE sem poder conter-se perguntou:
 
-Esconde-esconde? Como é isso?
 
-É um jogo, explicou a LOUCURA, em que eu  fecho os olhos e começo a contar de um a um milhão enquanto vocês se escondem, e quando eu tiver terminado de contar, o primeiro de vocês que eu encontrar ocupará o meu lugar para continuar o jogo.
 
O ENTUSIASMO dançou seguido pela EUFORIA.
 
A ALEGRIA deu tantos saltos que acabou pôr convencer a Dúvida e até mesmo a APATIA que nunca se interessavam pôr nada. Mas nem todos quiseram participar.
 
A VERDADE preferiu não esconder-se. "Para que, se no final todos me encontram?"
 
A SOBERBA opinou que era um jogo muito tonto (no fundo o que a incomodava era que a idéia não tivesse sido dela).
 
A COVARDIA preferiu não arriscar-se.
 
-Um, dois, três, quatro... –Começou a contar a LOUCURA.
A primeira a esconder-se foi a PRESSA, que como sempre caiu atrás da primeira pedra do caminho.

 
A FÉ subiu aos céu e a INVEJA se escondeu atrás da sombra do TRIUNFO, que com seu próprio esforço tinha conseguido subir na copa da árvore mais alta.
 
A GENEROSIDADE quase não consegue esconder-se, pois cada local que encontrava, lhe parecia maravilhoso para algum de seus amigos. Se era um lago cristalino, ideal para a BELEZA. Se era a copa de uma árvore, perfeito para a TIMIDEZ. Se era o vôo de uma borboleta, o melhor para a VOLÚPIA. Se era uma rajada de vento, magnífico para a LIBERDADE.
E assim acabou escondendo-se em um raio de sol.
 
O EGOÍSMO ao contrário, encontrou um, local muito bom desde o início. Ventilado, cômodo, mas apenas para ele.
 
A MENTIRA escondeu-se no fundo do oceano (mentira, escondeu-se atrás do arco-íris). E a PAIXÃO e o DESEJO no centro dos vulcões.
 
O ESQUECIMENTO, não recordo-me aonde escondeu-se, mas isso não é o mais importante.
 
Quando a LOUCURA já estava lá pelo 999.999, o AMOR ainda não havia encontrado um local para esconder-se, pois todos já estavam ocupados, até que encontrou uma roseira e, carinhosamente, decidiu esconder-se entre suas flores.
 
A primeira a aparecer foi a PRESSA, apenas a três passos de uma pedra.
Depois escutou-se a FÉ discutindo com Deus, no céu, sobre zoologia.
Sentiu-se vibrar a PAIXÃO e o DESEJO nos vulcões.
 
Em um descuido, a LOUCURA encontrou a inveja e claro, pôde deduzir onde estava o TRIUNFO. O EGOÍSMO, não teve nem que procurá-lo: ele sozinho saiu disparado do seu esconderijo, que na verdade era um ninho de vespas.
 
De tanto caminhar a LOUCURA sentiu sede e ao aproximar-se de um lago, descobriu a BELEZA. ADÚVIDA foi mais fácil ainda, pois a encontrou sentada sobre uma cerca sem decidir de que lado esconder-se.
 
E assim foi encontrando a todos. O TALENTO entre a erva fresca, a ANGÚSTIA em uma cova escura, a MENTIRA atrás do arca-íris (mentira, na verdade estava no fundo do oceano) e até o ESQUECIMENTO, que já havia esquecido que estava brincando de esconde-esconde.
 
Apenas o Amor não aparecia em nenhum local.
 
A LOUCURA procurou atrás de cada árvore, em baixo de cada rocha do planeta e em cima das montanhas. Quando estava a ponto de dar-se pôr vencida, encontrou um roseiral.

Pegou uma forquilha e começou a mover os ramos, quando, no mesmo instante, escutou um doloroso grito. Os espinhos tinham ferido o AMOR nos olhos.
 
A LOUCURA não sabia o que fazer para desculpar-se.
Chorou, rezou, implorou, pediu perdão e até prometeu ser seu guia.
 
Desde então, desde que pela primeira vez se brincou de esconde-esconde na terra, o AMOR é cego e a LOUCURA sempre o acompanha.

DESCONHEÇO O AUTOR

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 19:25

Sonhos

Sábado, 16.02.08

Queria encontrar-te hoje
no sol que pinta de ouro
o encanto do dia que nasce
Queria encontrar-te no sorriso
que me negas
Nas palavras com que me mentem
mas que eu sei de cor
No teu não veemente
que é um sim oculto
camuflado e consentido
Quero encontrar-te nos gestos
com que embalas o meu desejo
com que te entregas a mim
num encanto sedutor
Quero encontrar-te nas frases
aquelas que parecem duras
mas em que me falas de amor
de um amor que não me negas
mesmo quando o teu não
murmurado
é um grito que diz sim
quero encontrar-te de novo
no sitio onde te guardo
no altar que te ofereci
num mundo de luz e de sonho
que existe dentro de mim

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 19:55

Para pensar...

Sexta-feira, 15.02.08

 

 

Se tivesse que escolher entre amar e ser amado
O que seria mais importante?
Por mais que pensemos...
Fica realmente difícil encontrar uma resposta...
Mas podemos tentar...
Vamos presumir que a alternativa escolhida fosse Amar...
Como é bom Amar...
Sentir o coração bater mais forte...
As mãos frias e trémulas ...as pernas fracas...
O sorriso nos lábios...
Sim, porque o sorriso faz parte do amor e como faz!
Quando amamos, temos o privilégio de sorrir mais...
Sorrimos até quando estamos parados, com o pensamento longe...
Sorrimos das próprias lembranças que esse amor nos traz...
e muitas vezes, quando nos damos conta...
Estamos lá, não importa aonde...
Mas estamos com o sorriso nos lábios...
Até mesmo parados no transito a caminho de casa...
No meio de um trabalho...
Quem estiver prestando atenção em nós... provavelmente não vai
entender nada...
Mas, se essa pessoa também já amou
alguma vez na sua vida...
Ah, com certeza vai entender porque estamos assim... e vai sorrir
também só em lembrar como ela
já ficou um dia por causa do amor...
Quando pensamos na pessoa amada,
uma enorme sensação de leveza
vai tomando conta do nosso corpo...
Da nossa mente...da nossa alma...assim, sem pedir licença...
Mas é uma sensação tão maravilhosa que não importa, ela é tão boa
que não precisa mesmo pedir licença...
pode ir entrando e tomando
conta do nosso ser...
Sensação de plenitude...
E, agora, vamos pensar na outra escolha...
Ser amado...
Como é maravilhoso também saber que existe alguém que nos ama...
Que se importa connosco ...
Que se preocupa com tudo o que nos possa acontecer...
Que teme que nos aconteça algo de errado...
A pessoa que nos ama está sempre vigilante...
Tentando proteger-nos de situações
que poderiam magoar-nos, e
consequentemente magoar esta pessoa também, sim,

 porque não
podemos esquecer-nos de tudo que foi dito anteriormente sobre
amar...
Quando somos amados, se algo de
errado nos acontece, o ser que nos
ama sofre muito com isso,
talvez sofra mais do que nós mesmos
poderíamos sofrer...
O ideal seria escolher as duas alternativas
Amar e Ser Amado
Pois os dois sentimentos completam-se
Mas, nem sempre é assim...
O ideal seria:
Saber Amar e Ser Amado
Mas isto é privilégio de poucos...
talvez privilégio de quem já aprendeu
muito com o amor, já cresceu
muito com ele, e por isso talvez até
consiga entende-lo melhor...
O ideal seria:
Amar sem sufocar... Amar sem aprisionar...
Amar sem cobrar... Amar sem exigir...
Amar sem reprimir, simplesmente Amar...
E
Ser Amado sem se sentir sufocado...
Sem se sentir aprisionado...
Sem se sentir cobrado...
Sem se sentir exigido...
Sem se sentir reprimido
Simplesmente Ser Amado!
Pois do que nos adiantaria Amar sem Ser Amado
e Ser Amado sem Amar?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 08:17

Feliz dia dos namorados

Quinta-feira, 14.02.08

Amo-te em cada batida do meu coração

minto

o meu coração não bate

ele dança

e canta por ti

Dança ao som da melodia de amor

que murmuras junto ao meu ouvido

Canta as estrofes que loucamente

me sussurras em noites de amor pleno

Amo-te , amo-te como um sonho perfeito

amo-te mais do que à vida

amo-te, parece uma palavra tão pequena

para todo o amor que contém

Mas porque outra não conheço

digo, amo-te

amo-te incondicionalmente

amo-te para lá do tempo e do espaço

amo-te para lá da minha vontade

amo-te quando digo que te odeio

amo-te quando digo que não quero

amo-te em cada briga que temos

amo-te em cada desencontro

amo-te na tua ausência

amo-te quando estas presente

amo-te nas palavras que não digo

amo-te até quando nego amar-te

amo-te em cada sorriso

amo-te em cada lágrima

amo-te quando me provocas

amo-te quando me magoas

amo-te quando me fazes sorrir

amo-te plenamente

amo-te porque te amo somente

Amar não é o que se quer

amar, ah amar é o que se sente

e nem todo o amor é presente

nem toda a ausência , ausente

e quando se ama mesmo

violentamente

todo o amor se faz presente

E para ti , hoje somente

para ti que és e serás o meu amor

eternamente

eu grito ao mundo que me ouve

amo-te, amo-te, infinitamente

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 08:14

Só tu

Quarta-feira, 13.02.08

Olha só tu tens essa magia

que eu tanto procurei para mim

em detalhes tão pequenos

que são infinitos

sem fim

Só tu tens esse sorriso

em que nascem tantos sonhos

em que a madrugada vive

e a ternura existe

Só tu tens essa beleza

que Deus criou para mim

esse sonho de carinho

que conheço enfim

Só tu tens essa alegria

que brinca em teu olhar

só tu tens a capacidade

de doar e de amar

Só tu me sabes ensinar

coisas que jamais esqueci

verdades de uma vida

sonhos que guardei em mim

Só tu tens o conhecimento

do azul que cobre o céu

dos segredos do mar profundo

daquilo que eu ainda não sei

Só tu tens a força e a garra

de enfrentar meu coração

de sorrires perante a mágoa

de nunca me negares a mão

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 08:19

Simplicidade

Quarta-feira, 06.02.08

Somos parte um do outro

Somos a lágrima que cai

de um olhar enamorado

somos o sol brilhante

que ilumina o dia

depois da noite terminar

Somos o desejo e a saciedade

o pecado e a santidade

a loucura e o prazer

Somos o raio de luar

que banha a noite triste

trazendo sonhos de amor

Somos as rosas vermelhas

que se desfolham serenas

despindo-se à ternura do vento

Somos o sol e a sombra

somos o riso e o choro

o medo e a coragem de viver

somos pessoas reais

um como tantos casais

que não tem medo de sonhar

que abraçamos o infinito

e dizemos em cada gesto

como vale a pena amar

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 22:08

Eu...

Quarta-feira, 06.02.08

Escondo-me no meio de mim

num cantinho perdido

que eu não sabia existir

encontro-me quando te sinto

quando a vida se faz

na sinfonia de um beijo

Escondo-me no meio de mim

não por medo

ou pela dor

que em tempos me foi dada

vivo dentro de um coração

acarinhado pela ternura

que o faz bater por mim

escondo-me dentro do desejo

por trás da loucura doce

das palavras murmuradas

dos sorrisos de cumplicidade

do sabor a carinho e saudade

das infinitas carícias

vividas nas madrugadas

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 20:02


Pág. 1/2





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  


Deus Cuida de Mim

(Para escutar clic no video)

NAO2c.jpg

Proibida a cópia e ou a reprodução deste Site, sem a prévia autorização do autor, por quaisquer meios ou processos existentes ou que venham a ser inventados, especialmente por programas de computador de acesso à Internet ou não, sistema gráfico, micro filmagens, fotográficos, videográficos; bem como a inclusão de qualquer parte desta obra em qualquer sistema de processamento de dados. Estas proibições aplicam-se também às características da obra e à sua edição. A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão e multa, além da possibilidade de busca e apreensão dos exemplares reproduzidos e apetrechos utilizados na reprodução.

Curriculum Vitae do Autor do Blog

Licenciado em Direito pela Universidade de Yale
Pós-graduação em Direito Criminal
Doutoramento em Medicina Forense

Estudos de História de Arte

Estudos de RPG aplicados ao ensino de técnicas teatrais

Escritor de Poesias e textos de reflexão

Com vários artigos de opinião publicados em revistas

Autor de alguns estudos de Mitologia

Membro da Maçonaria

Membro das Ordens Inglesas de Aperfeiçoamento Maçônico.

Cavaleiro Templário, membro do Preceptório Madras

Membro Honorário do Priorado

Iniciado em estudos sobre a Magia Celta em Stonehenge no ano de 1990

Membro da Antiga e Mística Ordem Rosacruz

Membro da Ordem Martinista

Membro do Colégio dos Magos

Conhecedor de, Kabbalah, Astrologia e Numerologia, formado pelas escolas mais tradicionais do ocidente.

Faixa-Preta (10º grau) de Kung Fu

Praticante de Karate

Praticante de capoeira

Professor de Chi-Kung Técnicas de kung Fu

Deu cursos e participou em projectos urbanísticos usando conhecimentos de Feng-Shui

Gestor de empresa


Mural do Sonhos



comentários recentes



subscrever feeds



Quem Nos Visita



Contador

contador de visitas