Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Vamos acender uma vela!!!

Terça-feira, 29.04.08

Esta é a foto de Isabella Nardoni Uma menina Brasileira de 5 anos friamente assassinada por seu pai e madrasta. Não vou comentar aqui o que senti com esta notícia. A morte desta menina não é apenas um drama do povo Brasileiro mas sim de todos os Países do mundo. Gostaria de pedir a todos que por aqui passam, que por favor se dirijam ao altar deste blog ou outro altar que gostem e acendam uma vela para que a morte desta menina não seja em vão. Para que os corações se abram e se defendam as crianças. Para que nenhuma criança no mundo volte a receber a morte das mãos que a deveriam acarinhar e proteger. Que Isabella possa ser um símbolo do não à violência covardemente exercida sobre crianças.

Que Isabella descanse em paz!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 06:24

Devaneios

Segunda-feira, 28.04.08

 Às vezes sinto-me pequenino

indefeso

e espero

espero que me procures

que me embales

que me perca sem rumo

num mundo de carinho

que me venha de ti

Às vezes

espero em vão palavras

acaricio sonhos frios

perco-me em histórias

que eu próprio contei

Porque espero de ti

cobro de ti

exijo de ti

sem pensar em ti

ou talvez porque penso demais

Tantas vezes espero em vão

tantas me julgas pelo que não fiz

ou perdoas o que fiz

e não devia ter feito

Queria ser menino sim

e não sentir no meu peito

a dor de amar alguém

muito mais do que me amo

o medo de perder

para além de todas as perdas

o receio de não saber ser

queria ser menino

e perder-me no afago da tua ternura

no som da tua gargalhada

sentir a caricia doce da tua lágrima

mas não sou menino

sou homem que crê

que acredita e espera

que sonha e deseja

para lá do real

que ainda fantasia

sonha com anjos

fadas e bruxas

em noites de magia

sou aquilo que sou

o que aprendi

o que me foi ensinado

mas sou sobretudo crente

na felicidade e na vida

na força dos sonhos

na imortalidade que dá o amor

sou eterno sonhador

plenamente enamorado

um homem igual a tantos

com pecados e encantos

simples

e apaixonado

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 07:20

Repensando...

Terça-feira, 22.04.08

Queria sentir ainda

a leve brisa do mar

como antes a sentia

contando-me doces segredos

histórias de amor

e de enredos

ate que o dia , partia

Quero sentir ainda o sol

beijar a minha pele sedenta

das carícias

de outras mãos

como eu senti um dia

quando a noite era magia

e o passado foi presente

carícias que foram quimeras

de um tempo que morreu

ficou para sempre ausente

Queria sentir ainda

na palma da minha mão

a lágrima tão quente

que dos teus olhos caiu

mas ficou lá no passado

num tempo perdido

parado

que se foi

nem se despediu

Queria sentir ainda

o fogo desse teu corpo

esse fogo tão negado

e que nos foi tão real

mas que ficou soterrado

quando por nós passou

a fúria de um vendaval

Queria sentir ainda

os raios de luz, da esperança

que me deixavam

como criança

imerso em paz e alegria

mas isso é só saudade

sonho de cores que não voltam

que morreram em mim

e hoje quando sorrio

meu sorriso é de gelo

é frio

porque o sonho

ah o sonho é uma utopia

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 08:37

Presentes Palacio Real

Sexta-feira, 18.04.08

Das minhas queridas amigas Ju e Mary e de meus restantes amigos, aqui ficam os presentes da minha festa de aniversario que decorre durante este mês no Palacio Real

O meu obrigado a todos

Deixo os presentes aqui no post e coloco no meu blog de presentes

Abraço com carinho para todos

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 19:33

DESPEDIDA

Terça-feira, 15.04.08

Hoje despeço-me de mim

do menino sonhador

do homem crente em todos

daquele que sempre viu

apenas o que queria ver

hoje despeço-me das lágrimas

tão tristemente derramadas

tão vazias

e sem história

hoje despeço-me de todos

que me enganaram

que me mentiram

que me ocultaram a verdade

que brincaram

hoje despeço-me das noites insones

das palavras bonitas

em que acreditei

dos sorrisos falsos

em que me enlevei

das amizades fingidas

em que acreditei

doa amores que senti

dos que vivi

e de todos em que me enganei

hoje despeço-me das palavras

jogadas ao vento

dos sentimentos bonitos

que ofereci

e não quiseram aceitar

dos momentos mágicos

que não soube conquistar

das letras tão usadas

que perderam o sentido

do caminho que tracei

onde andei perdido

Hoje despeço-me de muitos amores

que eu inventei

de imagens bonitas que desenhei

de pessoas vazias

a quem dei sentimentos

de quem me traiu

de quem me mentiu

a seu contento

Criei pessoas maravilhosas

que só eu via

coloquei rosas em espinhos

quis ver carinho

onde não existia

Fui um palhaço

de um circo vazio

que eu criei

de sonhos tão velhos

já tão rasgados

que remendei

Quis ver virtudes

em olhos vazios

quis ver amor

em corações de pedra

estendi as mãos

a mãos cheias de nada

a mãos vazias

que não mas souberam agarrar

dei amor a quem não mereceu

a quem se riu

a quem o desprezou

a quem fez tanto jeito

sentir-se amada

mas que nunca amou

Hoje despeço-me das fantasias

das madrugadas de promessas

dos dias de sonhos

dos anoiteceres sem paz

da esperança vazia

que teimava conservar

e que nada me traz

Hoje despeço-me do menino que fui

dos sorrisos que dei

das imagens belas

que me atrevi a imaginar

das estradas truncadas

de corações cheios de nadas

de ruas paralelas

onde me cansei de andar

hoje despeço-me da inocência plena

do meu coração

dos sonhos que mantinha

da mão estendida

em busca de outra mão

hoje despeço-me da primavera que pintei

do sol que desenhei

no fundo azul

de um céu de mentira

hoje despeço-me da cor

da cor do amor

que pensei conhecer

e despeço-me de mim

daquilo que fui

e não volto a ser

hoje despeço-me de um eu

que não tinha lugar

para viver

de um eu perdido

menino sozinho

que acredita no amor

no sonho

no ideal

e não vê que o fim

perdido em escolhos

é sempre igual

Hoje entrego-me ao mundo

como um outro eu

que desconheço

um outro eu

que não vai sonhar

não vai desenhar

nem acreditar

um outro eu

que não conhecendo

que não querendo

fizeram nascer

um outro eu , amargo, enfim

hoje despeço-me do sonho

despeço-me da magia

e mais triste que tudo

despeço-me de mim...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 06:42

Para os meus amigos

Sábado, 12.04.08

Quero falar aos amigos.

Os amigos que tenho são os melhores

que alguém poderia ter.

Além disso, os amigos que tenho

têm muitos amigos e dividem-nos comigo.

Assim, meu número de amigos sempre aumenta,

já que sempre ganho amigos dos meus amigos.

Foi assim sempre.

Uns ganhei há tempos.

Outros são mais recentes.

E quem os deu não ficou sem eles,

pois amizade pode ser sempre dividida

sem nunca diminuir ou enfraquecer.

Pelo contrário,

Quanto mais dividida mais aumenta.

E há mais vantagens na amizade:

é uma das poucas coisas

que não custam nada mas valem muito,

embora não sejam vendáveis!

Entretanto,

é preciso que se cuide um pouco das amizades...

As mais recentes, por exemplo,

precisam de alguns cuidados.

Poucos, é verdade, mas indispensáveis.

É preciso mantê-los com um certo calor,

cuidar, falar com eles.

Com o tempo eles crescem,

ficam fortes e suportam alguns contratempos.

Os mais antigos, já sólidos, não exigem muito não!

São como as mudas de plantas que,

depois de enraizadas, parecem viver sem cuidados,

porém não podem jamais ser esquecidas.

Algo é preciso para mantê-las vivas.

Prezo muito minhas amizades

e reservo sempre um canto no meu peito para elas.

E sempre que surge a ocasião,

não perco a oportunidade

de dar um amigo a um amigo,

da mesma forma que ganhei.

E não adiantam as despedidas.

De um amigo ninguém se livra fácil.

Amizade, além de contagiosa, é incurável.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 22:18

Meu Presente para os amigos

Quinta-feira, 10.04.08

Como lembrança do meu aniversário ofereço este presente a todos os meus amigos.

Uma carinhosa lembrança do CMI que ofereço a todos vocês com o meu obrigado pelo carinho

Quem gostar pode levar

Com o meu forte abraço de amizade

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 19:04

Presentes de Aniversário de meus amigos

Quinta-feira, 10.04.08
Image Hosting by Picoodle.com
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 19:00

ANJO

Quinta-feira, 03.04.08

És um anjo que deve achar-me tão louco

tão louco nos meus gestos insanos

e discursos rotineiros

atrevidos,cansativos

és um anjo que me ampara

acaricia

dá vida

e devo parecer-te louco

nas frases em que te falo

de um amor consagrado

eterno e imortal

um amor em mim guardado

tão profundo e delicado

que nunca senti igual

És um anjo da minha alma

um sonho de amor eternizado

ao som do piano que toco

para embalar a tarde calma

alma perdida. sem ti

que há tanto tempo é só tua

deves achar-me tão louco

quando falo de sentidos

de dores

de amores perdidos

de suspiros

e gemidos

sussurrados à luz da lua

Mas és o meu anjo de amor

aquele que sem eu querer

sem saber

e sem escolher

tomou o meu coração

posso andar por outras estradas

fazer outras caminhadas

mas não iludo o sentimento

porque no silêncio da noite

em que toda a estrada é minha

em que o sol se escondeu

e só existe tua luz

meus passos para ti caminham

sabedores do destino

que Deus traçou para mim

és meu anjo

e minha cruz

amor que é bênção do céu

caminho traçado nos astros

que é minha meta de chegada

meu abrigo são teus braços

és meu porto

minha ancora

meu lar

e meu aconchego

és minha ternura

meu sossego

és tudo para mim, enfim

canto perdido do céu

que um dia me perdeu

numa noite enluarada

em que as fontes choravam

a dor de uma morte anunciada

o vento gritava nas matas

nos campos e nos pinhais

um amor tão infinito

que como ele

não havia mais

amor sem barreiras

sem medos

sem fronteiras

sem segredos

amor que nasce no toque

de duas almas eternas

que se reconhecem no acaso

de duas linhas traçadas

és meu anjo sim

meu amor

e é para ti que dirijo

todas as lágrimas choradas

todos os gritos lançados

todos os gemidos de dor

e todas as gargalhadas

e isto sim é amor

faça-se em nós o milagre

o encanto renascido

de trovas perdidas no tempo

que cesse enfim o lamento

e se faça o raiar do dia

que surja paz

alegria

em nossas faces orvalhadas

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 07:00





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  


Caetano veloso

(Para escutar clic no video)

NAO2c.jpg

Proibida a cópia e ou a reprodução deste Site, sem a prévia autorização do autor, por quaisquer meios ou processos existentes ou que venham a ser inventados, especialmente por programas de computador de acesso à Internet ou não, sistema gráfico, micro filmagens, fotográficos, videográficos; bem como a inclusão de qualquer parte desta obra em qualquer sistema de processamento de dados. Estas proibições aplicam-se também às características da obra e à sua edição. A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão e multa, além da possibilidade de busca e apreensão dos exemplares reproduzidos e apetrechos utilizados na reprodução.

Curriculum Vitae do Autor do Blog

Licenciado em Direito pela Universidade de Yale
Pós-graduação em Direito Criminal
Doutoramento em Medicina Forense

Estudos de História de Arte

Estudos de RPG aplicados ao ensino de técnicas teatrais

Escritor de Poesias e textos de reflexão

Com vários artigos de opinião publicados em revistas

Autor de alguns estudos de Mitologia

Membro da Maçonaria

Membro das Ordens Inglesas de Aperfeiçoamento Maçônico.

Cavaleiro Templário, membro do Preceptório Madras

Membro Honorário do Priorado

Iniciado em estudos sobre a Magia Celta em Stonehenge no ano de 1990

Membro da Antiga e Mística Ordem Rosacruz

Membro da Ordem Martinista

Membro do Colégio dos Magos

Conhecedor de, Kabbalah, Astrologia e Numerologia, formado pelas escolas mais tradicionais do ocidente.

Faixa-Preta (10º grau) de Kung Fu

Praticante de Karate

Praticante de capoeira

Professor de Chi-Kung Técnicas de kung Fu

Deu cursos e participou em projectos urbanísticos usando conhecimentos de Feng-Shui

Gestor de empresa


Mural do Sonhos



comentários recentes



subscrever feeds




Contador

free counter