Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



DIZ-ME DE NOVO

Terça-feira, 27.05.08

 

 Sim, diz que não me perdi

que me encontro no sorriso

ou nas lágrimas das rosas

que voo no alto céu

como pássaro perdido

sozinho, mas não esquecido

procurando o paraíso

Diz que vagueio em teu corpo

como , olhando-me , me disseste

que me deste tanto de ti

que eu nem sei descrever

que contigo me perdi

e recebi, só recebi

sem saber agradecer

Diz-me que sou teu perfume

a tua essência

o teu lume

tudo o que te mantém viva

que sou teu caminho

e teu poema

tua vida ou tua estrela

que na escuridão te guia

senhor de sonhos secretos

tão nossos e tão concretos

como concreta é a vida

Diz-me que ainda sou

aquilo que sempre fui

aquilo que disseste que sou

quando não quis aceitar

que sou teu farol

tua vida

que sem mim, andas perdida

que só vives para mim

mesmo que seja mentira

essa mentira é a verdade

a única que quero em mim

Diz que sou o que sonhas

mesmo que quando tu choras

são minhas as tuas lágrimas

e é por mim tua dor

que sou o senhor do teu destino

que sou teu único caminho

teu eterno e sonhado amor

E diz-me mesmo mentindo

as juras de amor que disseste

aquelas que me trouxeste

quando desesperado, eu chorei

diz-me como falaste

quando bem baixinho, murmuraste

foste o único que amei!!

Que se faça dia em nós

apesar das noites passadas

das horas de desencanto

do sol feito noite escura

diz-me que sou eterno em ti

em trovas de amor sem fim

o único amor que perdura

E dá-me, dá-me o teu sorriso

diz-me o que eu preciso

aquilo que quero ouvir

diz olhando em meus olhos

que sou o amor que procuras

o que não pudeste esquecer

diz-me, como me disseste

limpando meu rosto molhado

com a palma da tua mão

diz-me , amor tão amado

único amor da minha vida

ainda que seja pecado

que me tenhas olvidado

ainda que seja mentira!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 19:18

Perfeição

Domingo, 25.05.08

És o meu sonho perfeito

numa perfeição que existe

no interior do meu sentido

e se nenhum de nós é perfeito

existe no nosso jeito

uma perfeição de sentir

e sentimo-nos um ao outro

em perfeita comunhão

de um sentir tão perfeito

e eu sinto no meu peito

um sentimento de um jeito

que nunca o senti assim

na realidade sonhada

a perfeição inventada

na realidade do sentir

de um sentimento tão nosso

que é perfeito no minuto

em que é perfeita a junção

de nossas almas perfeitas

perfeitas no amor e na entrega

de um sentimento tão sentido

tão infinito no segundo

em que bate o coração

sentimento tão sonhado

tão sincero e desejado

que alcança a perfeição

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 00:25

Apenas eu...

Sexta-feira, 23.05.08

Muitos dos meus amigos e leitores me questionaram via e- mail pelo texto de dia 19. Pela poesia que escrevi e pedem um motivo.Não tenho motivos ou talvez os tenha por demais. Hoje não tenho vontade de escrever uma poesia , de me esconder por trás de um texto de certa forma mascarado, tenho vontade de falar directamente com vocês que têm a paciência e a gentileza de ler o que escrevo. Muitas vezes é em vocês também que me apoio para encarar melhor a vida. É bom passar por aqui e encontrar o beijo ou o abraço de amigos que conheço e de outros que nunca vi , mas que não são menos carinhosos por isso.Aqui neste espaço e no Docelagrima eu deixo muito daquilo que sou. Sou uma pessoa comum , que gosta de viver , de amar, que se encanta com uma tarde de chuva, com um dia de sol, com o perfume de uma flor. Estou numa fase da minha vida de uma dualidade extrema. Felicidade por um lado, dor por um outro lado. Eu sei que nunca se é totalmente feliz. Ninguém o é. Também não sei o que é isso que se chama felicidade, para mim felicidade é um estado de alma. Como um vinho delicioso que se toma em pequenos goles e nos deixa um sabor doce na boca mesmo depois de o termos terminado. Aqui saem pedaços da minha alma em forma de palavras. Quando criei este blog eu estava muito doente e quando me despedi dos leitores na época, pensei que não mais retornaria. Mas graças a Deus, curei-me e voltei. Partilhei e partilho aqui com vocês as emoções da minha vida.Nunca criei um personagem, sou o que sou. Se estou feliz , falo de felicidade, se estou triste, falo de tristeza. Quando escrevo, esqueço que vai ser lido, sou eu e a folha virtual em branco, eu e os meus sentimentos. Quando me comentam , gosto de vos sentir ai desse lado num abraço que muitas vezes tem o tamanho de um Oceano. A minha vida, tal como a de todos nós , tem momentos de felicidade e carinho, mas também de dor e de infelicidade. Também me decepciono com pessoas como acontece a todos. A pior facada pelas costas sempre vem da pessoa em quem mais se confia, a dor pior é sempre causada por quem é importante para nós, a traição pior é quando nos vem de quem mais se confia. Nenhuma vida é isenta de dor. No texto do dia 19 , todos os amigos que me comentaram , dizem algo como, não dês sem pedir em troca. Talvez esse seja o segredo da felicidade. Não dar sem receber, mas não sei ser assim. Quando gosto de alguém , só espero gostar, apenas isso, aquilo que me é retribuído já é uma questão de consciência do outro,é tremendamente doloroso quando nos damos e de repente vemos as nossas mãos vazias, eu sei. Mas não sei gostar a troco de que gostem de mim. Como diz a Íris no comentário dela ao texto anterior, é terrível sentir o virar das costas de um amigo, a sua hipocrisia.Mas não se deixa de gostar. Apenas se gosta sem esperança. É como cuidar de uma flor que sabemos que nunca dará frutos. A mágoa não me afasta de um amigo, apenas aprendo que não posso confiar, posso apenas e exclusivamente gostar.

Por incrível que pareça, cada vez que precisei de uma mão estendida ao longo da vida, essa mão veio de quem eu não esperaria. De pessoas que eu já tinha magoado muito e noutros casos de pessoas com quem não tinha grande convivência ou amizade.Aprendi com a vida que quando caímos, a mão estendida vem de quem ama de verdade ou de quem é altruísta o suficiente para ver para além de si mesmo e da sua pequenez. Tenho dividas de amor enormes, pessoas a quem nunca pagarei o amor, o carinho, a dedicação. Pessoas que serão eternas em meu coração. A vida é feita de isso mesmo, de grandes metas, e de grandes decepções. Acho que é isso que retrato no meu texto. Quando de qualquer que seja a maneira se tem a vida dependente de um gesto de outrem, aprende-se e descobre-se o quanto somos importantes para quem nos rodeia. É uma descoberta magnifica e dolorosa, é a descoberta de uma realidade, o confrontar da nossa verdade e da dos outros.Uma mão que se estende e salva uma vida é abençoada por Deus. E eu já tive essa mão estendida e sei o quanto significa e nunca poderei retribuir e agradecer à altura. A vida é um arco-íris de emoções, uma montanha russa de sentimentos, uma mistura doida de dor e de alegria. Para todos os meus amigos que me perguntaram por mail a razão daquele texto, quero dizer que foi talvez o perder da inocência. Quando se vive num mundo rosa, quando não se precisa de apoio e se dá, infinitamente, tudo nos sorri, mas quando a sorte muda e somos nós a precisar, ficamos perante a realidade, a verdadeira face das pessoas que nos rodeiam. Difícil a vida, complicada, mas também tão bela. Não vou fazer o que me aconselharam os meus amigos, viver em troca, dando para receber ou dando depois de receber. Não sou assim, como dizia a minha mãe eu não aprendo nunca. Vou continuar a gostar sabendo o que posso esperar. Mais cauteloso claro, enterrando alguns sonhos, matando algumas fantasias. Mas vou continuar gostando sem esperar receber.Quero agradecer a vossa companhia aqui, as vossas visitas, os vossos comentários, todos vocês sem excepção são muito importantes para mim e o meu mundo ficaria bem mais cinzento se vocês não existissem. Desculpem o texto enorme e sem poesia, mas não se pode ser poeta todos os dias.

Um abraço com todo o carinho do mundo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 18:28

Perde-se

Segunda-feira, 19.05.08

 

 Agarramos a vida num sonho

num sonho que se perde

como o mar que se estilhaça na rocha

e espalha as suas lágrimas salgadas

pelo corpo sensual da areia

Vive-se um sonho que dura o tempo de um arco-íris

efémero e belo

belo como tudo que é sublime

e por ser sublime é inatingível

Agarra-se um sonho na vida

por um momento eterno

até que o vento da desesperança

o tira da nossa mão

como rajada de vento

que rouba o balão a uma criança

Quietos e impotentes

vemos que parte

para um destino incerto

que nunca será a nossa mão

Perdemos o sonho da vida

quando descobrimos tão cedo

que é impossível sonhar

porque o sonho morre

na falta do gesto que o faria viver

morre no segredo

da sua alma fria

que não se aqueceu no sol da verdade

perde-se o sonho e a vida

quando a alma morre

cansada de uma luta inglória

quando a realidade é dura

quando ela surge fria

sem a mentira das palavras doces

sem o bálsamo das juras vazias

sem o aconchego do abraço falso

sem o carinho do colo perdido

e perde-se a vida

que perdeu o sonho

em nome de uma fantasia

que nunca poderá ser vivida

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 21:19

BESTIALIDADE ISLÂMICA

Quinta-feira, 15.05.08

 

 

 

Recebi este vídeo por mail.

 

Se tiver problemas em visionar o vídeo

clique no link

http://docelagrima.blogspot.com

onde o visualizará em melhores condições

Sempre fui um critico do Islamisno no que se refere à sua visão sobre a conduta moral das mulheres.

Mas nunca me passaria pela cabeça que no século XXI ainda fosse possivel ver tal pratica de bestialidade.Confesso que não tenho palavras.

Que olhei o vídeo e as lágrimas correram-me.

Gostava de saber em nome de que Deus se pode praticar um acto destes.

Que moralidade doente e animalesca permite que isto aconteça.

Quem for impressionável não assista este vídeo.

Quem conseguir, veja e reze por esta mulher e por todas as que sofrem e são torturadas sem que se saiba .

 

...............................................

 

Poucas coisas me impressionam ou me fazem mal...Adoro filmes de terror pela cenas fantasticas que se fazem... Mas isto...isto deixou-me com um frio no estomago e a vontade de gritar para essa gente tão fieis as suas religiões e que afinal não passem de animais selvagens. Se realmente houvesse essa tal justiça divina em que tantos acreditam, então todos que ali participavam deveriam ter tombado antes mesmo de ter atirado a primeira pedra.

Não pode existir perdão ou desculpa por um acto tão violento como este.

Peço que não deixe de passar este mail...para que toda a gente possa ver a brutalidade dos homens que se julgam superiores as mulheres quando na verdade só esxistem porque nasceram de uma delas...

Sinto-me enjoada e revoltada mesmo depois de conhecer há muito a cultura dessa gente que só me merecem desprezo.

Beijo

Fátima 

 

 

Texto da pessoa que me enviou o vídeo
........................ 

 

 

Não, decididamente não quero o Islamismo no meu país. Por mais leve que seja a sua "versão", há sempre uma porta aberta para o radicalismo.

 Mas isto é uma questão cultural... (???)
É esta a "cultura" que deve ser preservada... (???)

A brutalidade da lapidação das mulheres no sec XXI.
Se não quer impressionar-se, reenvie-o simplesmente sem visionar, mas todos devem saber.

NOTE BEM: CONTÉM IMAGENS DEMASIADO FORTES, SE É UMA PESSOA SENSÍVEL, NÃO DEVE VER ESTA FILMAGEM.

 

Divulguem, não tenham medo!

CENAS MUITO FORTES, DESPROVIDAS DE HUMANISMO!!!

 


 Este vídeo mostra como a 'justiça' num país muçulmano trata uma mulher que pecou (às vezes o pecado' é apenas cumprimentar um homem que não é da família).Atenção, quem enviou o mail original é muçulmano e divulgou o vídeo com repulsa  pela situação (nem todos são fanáticos), o que nos deve ensinar que estes covardes, que fazem isto com uma mulher, são mais sádicos e assassinos que as feras.

 

 


 TANTA CONVERSA PARA DIZER QUE UMA DÚZIA DE COBARDES, ESCONDIDOS POR TRÁS DA CAPA DA RELIGIÃO, DÃO VAZÃO AOS MAIS BAIXOs INSTINTOS ASSASSINOS.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 19:10

Confidencias

Quarta-feira, 14.05.08

 

Como todas as pessoas do mundo

eu amo

Tenho momentos em que a noite cai

tenho momentos em que o dia nasce

que o orvalho cintila nas rosas

como diamantes refulgindo em tiaras de princesas

Tenho momentos de desilusão, de descrença

momentos de dor e de ressentimento

momentos de cansaço e decepção

Mas também vejo o sol no olhar de uma mulher

sinto o sopro da primavera no som das palavras

a brisa do mar no toque de uma carícia

uma madrugada de estrelas

num sorriso de amor

Sou frágil e forte

sou fraco e herói

menino perdido em manhãs de desencanto

homem feliz nos braços de uma mulher

sou um homem que fala de sentimentos

que os sonha , os compreende, os vive sem fim

sou homem comum, como outro qualquer

conhecendo o céu, num corpo de mulher

da mulher que me ajuda a vencer a tempestade

que me pega pela mão

que me guia pela estrada

completo e seguro

no abraço terno da mulher amada

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 00:01

Amo-te Apenas

Domingo, 11.05.08
 

 

Amo-te com a certeza de um sonho

que um dia nasceu

num raio de sol que brilhou no teu olhar

amo-te como se nunca te tivesse amado

como se te amasse hoje

com a força de um amor imenso

nascido de mim

como oceano de desejo

céu estrelado de esperança

duma beleza sem fim

Amo-te como se cada dia fosse

o mais belo

e o mais perfeito

como se a minha vida sem ti

não tivesse saída

não tivesse outro jeito

Amo-te, com a força intocada

de uma luz puríssima

que me ilumina a alma

tal como sorriso de anjo

no alvorecer da manhã

amo-te perdido de mim

numa entrega total de amor

e de sentimento

amo-te como estrela suave

que irradia toda a sua beleza no firmamento

amo-te esquecido de tudo

perdido num todo

que és tu afinal

minha vida e minha esperança

tempestade e bonança

noite e dia claro

amo-te, num oásis de sonho

conto de fadas

sem ter igual

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 21:34

Para as mães do Brasil

Domingo, 11.05.08

 

No passado Domingo foi dia das mães em Portugal

Para todas as mães do Brasil que hoje comemoram o seu dia

Desejo do fundo do coração

um feliz dia das mães

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 07:29

A OUTRA FACE DE MIM...

Quinta-feira, 08.05.08

Não existe esperança quando a madrugada morre

nos braços do dia que não nasce

não existe luz, nas trevas de uma noite longa

no entardecer frio de uma alma triste

não vejo a luz do luar desde que me perdi nas trevas

de um inferno infindo onde não há lugar a sol

a sonho e cantar de pássaros

ao murmurar de fontes  , aos hinos dos rouxinóis

anunciando o amanhecer

Não existe sonho, quando a poesia morre

nuns lábios que já não a sabem dizer

que se fecham perante o sabor a cinza

que lhes cobre a língua morta

Não existe risos , quando o seu eco é lembrança vã

de dias de sol , de manhãs felizes

de momentos em que  acreditamos nas mentiras

nas fantasias cantadas na noite, por um poeta louco

não existe alegria , nas flores que murcharam por falta de carinho

num canteiro qualquer que o jardineiro esqueceu

e deixou de regar

Não existe beleza numa face parada

onde o sorriso perdeu a magia

e as lágrimas caem soltas sem saber porquê

ou mesmo conhecendo o motivo

Não existe encanto na rosa rubra de sangue

que cai do peito lacerado de quem a oferece

como ultima dádiva da vida que se esvai

Não existe felicidade num mundo parado

onde os pássaros não voam

o vento não entoa o seu fado doce

e a chuva apenas chora a dor

de lágrimas que ninguém vê

que deslizam em silêncio numa face tão cansada

Não existe amanhã

quando o hoje nos encerra e abafa

numa armadilha que se fecha

que nos tortura

que não deixa que as nossas asas se soltem

e cruzemos o firmamento em busca de estrelas

Cai a vida morta nas mãos que estendo

a minha boca que emudeceu não canta mais

sonetos de esperança

Os meus olhos cansados não sonham mais

com o raiar do dia

as minhas mãos frias não agarram mais

o calor de uma lembrança

morri de muitas maneiras

deixei de sentir o sangue quente nas veias

tornei-me a sombra da sombra do que fui

o palhaço triste num palco vazio

num teatro que cai, sem plateia

sou apenas eu, cansado , indefeso

entregue à noite que não é mais cúmplice

que não me acolhe em seu seio

Sou apenas uma folha morta

que tem a vida breve que lhe concede o vento

quando na sua queda

a brisa a ampara e a faz rodopiar

em seu ultimo bailado

bailado de morte , mas repleto de encanto

sou lago parado, navio naufragado

caminho sem saída , estatua de gelo

pequeno cisne num lago inventado

que solta à indiferente noite, o seu ultimo canto

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 07:20

O AMANHÂ NÃO EXISTE

Terça-feira, 06.05.08

Amanhã pode ser tarde

Ontem?...Isso faz tempo!...
Amanhã?...Não nos cabe saber...
Amanhã pode ser muito tarde, para tu dizeres que amas,
Para tu dizeres que perdoas, para  tu dizeres que desculpas,
Para tu dizeres que queres tentar de novo...
Amanhã pode ser muito tarde.
Para aceitares o perdão,...
Para dizeres: perdoo-te!!!
O teu amor, amanhã, pode já ser inútil;
O teu perdão, amanhã, pode já não ser preciso;
A tua palavra, amanhã, pode já não ser ouvida;
A tua carta, amanhã, pode já não ser lida;
O teu carinho, amanhã, pode já não ser necessário;
O teu abraço, amanhã, pode já não encontrar os meus braços;
Porque amanhã pode ser muito... Muito tarde!
Não deixes psra amanhã para dizer: Eu amo-te!
Estou com saudades de ti!
Perdoo-te! Desculpo-te!
Não deixes para amanhã o teu sorriso, o teu abraço, o teu carinho,o teu trabalho,o teu sonho,a tua ajuda...
Não deixes para amanhã ...

porque amanhã

esse amanhã

pode já não existir


Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 07:49


Pág. 1/2





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  


Caetano veloso

(Para escutar clic no video)

NAO2c.jpg

Proibida a cópia e ou a reprodução deste Site, sem a prévia autorização do autor, por quaisquer meios ou processos existentes ou que venham a ser inventados, especialmente por programas de computador de acesso à Internet ou não, sistema gráfico, micro filmagens, fotográficos, videográficos; bem como a inclusão de qualquer parte desta obra em qualquer sistema de processamento de dados. Estas proibições aplicam-se também às características da obra e à sua edição. A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão e multa, além da possibilidade de busca e apreensão dos exemplares reproduzidos e apetrechos utilizados na reprodução.

Curriculum Vitae do Autor do Blog

Licenciado em Direito pela Universidade de Yale
Pós-graduação em Direito Criminal
Doutoramento em Medicina Forense

Estudos de História de Arte

Estudos de RPG aplicados ao ensino de técnicas teatrais

Escritor de Poesias e textos de reflexão

Com vários artigos de opinião publicados em revistas

Autor de alguns estudos de Mitologia

Membro da Maçonaria

Membro das Ordens Inglesas de Aperfeiçoamento Maçônico.

Cavaleiro Templário, membro do Preceptório Madras

Membro Honorário do Priorado

Iniciado em estudos sobre a Magia Celta em Stonehenge no ano de 1990

Membro da Antiga e Mística Ordem Rosacruz

Membro da Ordem Martinista

Membro do Colégio dos Magos

Conhecedor de, Kabbalah, Astrologia e Numerologia, formado pelas escolas mais tradicionais do ocidente.

Faixa-Preta (10º grau) de Kung Fu

Praticante de Karate

Praticante de capoeira

Professor de Chi-Kung Técnicas de kung Fu

Deu cursos e participou em projectos urbanísticos usando conhecimentos de Feng-Shui

Gestor de empresa


Mural do Sonhos



comentários recentes



subscrever feeds




Contador

free counter