Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A Moderna Solidão

Domingo, 29.03.09

 

Hoje em dia temos melhores casas

estradas mais bem cuidadas

porem temos uma mente cada vez menor

e um ponto de vista , cada vez menos abrangente

Hoje em dia ganhamos mais dinheiro

temos mais acesso a bens materiais

mas desfrutamos bem menos aquilo que adquirimos

Temos casas com salas maiores

com mais comodidade e conforto

mas cada vez abrigamos nela , famílias menores

O nosso trabalho e a vida social

são mais interessantes

mas temos cada vez menos tempo

Temos acesso a mais conhecimento

a mais estudos

mas discernimos cada vez menos

entendemos cada vez menos , também

Os laboratórios empenham-se na descoberta de novos medicamentos

por todo lado surgem formas de baixar colesterol , tensão arterial

pressão, para os meus queridos amigos do Brasil

mas cada vez temos menos saúde

Temos sem duvida mais bens materiais

mais valores guardados

mas cada vez menos valores humanos

menos compreensão

menos valores morais

Todos falamos muito de amizade

enchemos a boca para falar de amor

todos dizemos ser solidários

mas cada vez sabemos amar menos o outro

cada vez mais nos alheamos da dor dos outros

e cada vez odiamos mais

sentimos mais rancor pelo outro

Fizemos progressos científicos

chagamos à lua

mas morremos ao atravessar a rua

por desrespeito das regras elementares de segurança

e desconhecemos o vizinho

que mora na casa em frente

Conquistamos a liberdade aparente

mas somos escravos da nossa pequenez

Podemos ter mais algum dinheiro

mas temos menos

daqueles valores que o dinheiro não pode comprar

Somos mais livres

rimos mais

mas somos menos felizes

As mulheres conseguiram a igualdade no trabalho

os casais auferem dois salários

mas existem cada vez mais divórcios

Temos casas mais decoradas

mais belas

mas de famílias desfeitas

É urgente mudar este curso das nossas vidas

Nunca deveremos deixar para depois o que é de facto importante

Devemos dizer mais vezes que amamos

devemos mais vezes aproveitar o sol

mais vezes sair para sentir a brisa no rosto

Devemos passar mais tempo com a esposa

dar mais atenção aos filhos

dar mais carinho aos amigos

sair pelo prazer de sair

visitar os lugares da nossa infância

ver o voo livre de uma borboleta

a vida é feita de momentos

de minutos irrepetíveis

Não guardar aquilo que gostamos

vestir a roupa guardada hoje

usar os pratos de porcelana

sempre que tivermos vontade

Não devemos usar muito frases como

"um dia destes"

"qualquer dia"

"amanhã"

Que tal enviarmos aquele e-mail

que guardamos para mandar "um dia destes"

Dizer a todos o quanto gostamos deles

ou falar do que nos magoou

sem deixar a conversa para "qualquer dia"

Não devemos deixar para "amanhã"

o que nos pode trazer alegria

a nós e aos outros

cada momento é especial

cada dia é insubstituível

até porque pode ser o ultimo

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 17:08

Falar com Deus

Domingo, 29.03.09

 

Seria tão fácil meu Pai

esquecer as lutas

deixar de acreditar num mundo melhor

Este mundo que não pára de crescer

mas que não sabe aprender

Seria tão fácil, Pai

renunciar a tarefas extenuantes

às meditações

às discussões

até às frustrações

perante a inutilidade de gestos

que nada ensinam

A todas estas acções

a estes compromissos

que aprendi serem aceitáveis

talvez inadiáveis

até mesmo indispensáveis

Os mesmos dos quais

em horas de cansaço extremo

eu ponho em causa

duvido que ainda sirvam

para unir corações

para quebrar o gelo

para selar uniões

Seria tão mais fácil, meu Pai

ouvir muitos dos que me cercam

e que se dizem conhecedores

sabedores, estudiosos

tão inteligentes

mas pouco indulgentes

tão discretos e até carinhosos

que me abraçam e me dizem coisas tais

como; "estás a cansar-te demais"

"lutas em vão"

"passas ao lado da vida"

"nada disto é essencial"

vozes que falam mansamente

com um ar indulgente

mas também de forma insidiosa

"ele exibe-se"

"está-lhe no sangue"

"não passa sem o fazer"

e eu com tanta vontade

de não apenas sorrir

mas de responder

Seria tão fácil, Pai

ceder ao meu cansaço

ceder à falta de coragem

vestir-me só de boas intenções

de sorrisos de promessa

viver feliz e sem pressa

com algumas contradições

Deixar de lado os deveres

esquecer o que há a fazer

deixar o medo de pé

ceder às crises de fé

Seria tão fácil ,Pai

esquecer a tua estrada

deixar-me ficar em casa

ter montes de tempo livre

ser volúvel como o vento

não te dar meu pensamento

ter o sorriso das crianças

esquecer tudo

sonhos e esperanças

ficar a ver sossegado

a pensar, faça quem quiser

a esquecer o mundo todo

Seria tão mais fácil, Pai

ficar apenas quieto

recordar outras lutas

não deixar reabrir as feridas

permanecer calado

e dar toda a paz

ao meu coração tão cansado

Seria tão fácil , Pai

ficar longe do combate

ouvir apenas o silêncio

das noites mornas de amor

e deixar-te a ti falar

lutares pelos teus fieis

defenderes o teu ideal

Seria tão mais fácil, Pai

ficar à margem de tudo

ver os outros encontrarem-se

ou não

segundo a sua razão

ou a luz do seu coração

vê-los lutar pela luz

à sombra de uma cruz

que um dia permitiste

podia até lastimá-los

mostrar a minha pena

até rezar por eles

e embora sendo a minha alma

assim mais pequena

Seria tão mais fácil, meu Pai

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 00:09

História Infantil? ... Não...

Sexta-feira, 27.03.09

 

Era uma vez um grande navio, que era comandado por um grupo de selectas raposas felpudas.

Os ratos, enquanto mandavam as raposas, criticavam tudo, falavam mal de tudo, não perdoavam deslizes ou erros, sempre afirmando que a embarcação afundaria se os métodos de navegação e a rota não fossem alteradas.

Enfim, tanto disseram e prometeram que acabaram por assumir o controle da embarcação.

Para tal empreitada, tiveram que se associar a outros ratos, oriundos de diversos porões. Era necessário, assim foi feito.

Juntaram-se ao grupo, as vaquinhas de presépio, os lobos, alguns veados e sapos, além de outros menos cotados.

Cada qual passou a reivindicar a sua parcela de poder e foram sendo nomeados. Estes trouxeram alguns amigos para auxiliar nas árduas tarefas, deu até briga, para saber quem faria o quê.

Velhas raposas,  incluindo algumas que já haviam comandado o navio, num tempo obscuro da história, a pretexto de ajudar na administração, também se juntaram aos ratos,   foram recebidos de braços abertos, e , claro, agraciados com cargos e benesses.

Foi então que um rato foi apanhado tentando ganhar algum dinheirito extra, negociando benefícios e exclusividade em contratos com sectores da administração. O tumulto foi  geral, pois o rato era protegido de um grande rato-chefe e até agora ainda não se sabe se este último era conivente com as negociatas e se receberia parte do dinheiro.

As raposas felpudas, aliadas a outros animais, de pronto, exigiram a formação de uma comissão para esclarecer o caso. Os ratos, não concordaram e a coisa ficou feia.

Para apagar o incêndio, foi preciso ampliar os acordos com outros grupos animais, raposas de grupos diferentes e até cobras coloridas, todos saíram em defesa dos ratos, e logo em seguida cobraram o valioso auxílio, exigindo mais poder de decisão e mais cargos e verbas.

Chamaram um velho conhecido que é especialista em propaganda; O felino de alta linhagem, logo tratou de fazer inúmeras propagandas que imediatamente começaram a ser veiculadas.  

Enquanto isso, o navio não sai do lugar, parece atolado num banco de areia, esperando a maré subir. Vários grupos de animais, vendo a fragilidade do comando, também se amotinaram, alguns fizeram greve, outros invadiram cabines já ocupadas, houve uma onda de mortes, roubos, e outros crimes.

Enquanto isto, o grande  rato chefe continua fazendo viagens, passeios, inaugurações, e discursos cheios de metáforas, porém distantes da realidade do navio.

O prestígio do Grande Rato-Chefe cai vertiginosamente, começam a dizer que ele e o seu grupo de sábios  não sabem navegar e não conhecem suficientemente as condições do navio, do tempo, e dos instrumentos para levar a embarcação a porto seguro.

Começaram, veladamente, depois mais abertamente a falar em quebrar as regras do jogo, para dividir o poder do Grande chefe, como já foi tentado noutras ocasiões.

Agora, os sinais do naufrágio são mais evidentes, tanto, que os ratos e os outros animais começam a abandonar o navio. Uns desatam a criticar o que anteriormente elogiavam, alguns, que até dividem o comando, ameaçam ir embora, apoios, antes irrestritos, vão diminuindo.

Um ratinho, acusa a administração do Navio de  ineficiência no combate aos crimes. Um Ratão, 

antes amigo íntimo do chefe, ao ponto de se vangloriar do mesmo sobrenome do grande rato-chefe, agora, percebendo a possibilidade do desastre, diz que estão a fazer tudo errado e que se continuarem assim ele também vai sair fora do barco.

Os dias vão passando e os problemas vão se acumulando aos montes, e não se vislumbram soluções, ao contrário, parece que o navio vai mesmo afundar.

 

Todas as semelhanças com uma história infantil são mera coicidência... infelizmente

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 22:15

A Amizade é um Dom do coração

Quinta-feira, 26.03.09

Image Hosted by ImageShack.us
Dois amigos viajavam
pelo deserto e,  num determinado ponto da viagem,
discutiram.Um deles muito chateado , deu um estalo no rosto do outro. 

O Outro, ofendido, sem nada a dizer,
escreveu na areia:

Hoje, o meu melhor amigo bateu-me no rosto.

Seguiram a viagem e chegaram a um oásis onde resolveram
banhar-se.

O que havia sido esbofeteado começou a
afogar-se, sendo salvo pelo amigo.

Ao recuperar a consciência,
pegou num estilete e escreveu numa pedra:

Hoje, o meu melhor amigo salvou-me a vida.

Intrigado, o amigo perguntou:
 - Porque foi que depois que te bati, tu escreveste na areia
e, agora que eu te salvei, escreveste na pedra?
Sorrindo, o outro amigo respondeu:

Quando um grande amigo nos ofende, devemos escrever na
areia, onde os ventos do esquecimento e do perdão se
encarregam de apagar; porem, quando nos faz algo
grandioso, devemos gravar na pedra da memória do
coração, onde vento nenhum do mundo poderá apagar.

 

"Só é necessário um minuto para que simpatizemos com
alguém, uma hora para gostar desse alguém, um dia para
querer bem a esse alguém, mas é precisa toda uma vida para
que possamos esquecer esse alguém".

Image Hosted by ImageShack.us
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 23:13

Um dia destes...

Quarta-feira, 25.03.09

Quando estamos tristes com alguém, se esse alguém nada faz para melhorar a situação, devemos fazer nós

Quem sabe se aquilo que parece uma briga terrível

se as palavras que magoaram

se as tristezas não podem ser esquecidas

Pode ser que agindo já , hoje, ainda se possa dar volta à situação

porque amanhã pode ser já muito tarde

 

Quando amamos muito uma pessoa devemos dizer-lhe

quem sabe se falando

temos a grata felicidade de saber que somos correspondidos

mas se deixarmos passar o tempo

se acharmos que amanhã o poderemos fazer

podemos descobrir que o amanhã já é tarde demais

 

Quando sentimos muita vontade de beijar alguém

de abraçar, de acarinhar

devemos fazer

para que deixar para amanhã?

Amanhã podemos já cá não estar

ou pode ser que essa pessoa parta

deixando nos nossos lábios

morto o beijo , que não fomos capazes de dar

 

Se sentimos saudade de alguém

devemos dizer

devemos procurar

esperar que amanhã tudo se resolva

pode fazer com que o amanhã seja adiado

e que quando quisermos remediar

já seja tarde demais

 

Se precisamos ouvir uma palavra de amizade

devemos procurar carinho

talvez quem nós procuramos

estivesse somente á espera desse gesto

para dizer o quanto nos ama

se não procurarmos

amanhã pode ser de facto tarde demais

 

Quando amamos alguém , quando sentimos carinho ,amizade ou ternura

devemos dizer

não devemos ficar comodamente sentados

esperando que os outros lutem

nos procurem

só para nos sentirmos importantes

porque isso é orgulho inútil

e quando deixamos passar o tempo, confiantes no amanhã

descobrimos amargamente que esse amanhã

já foi tarde demais

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 23:35

Filosofias aprendidas na vida

Domingo, 22.03.09

Com a vida aprendi que o amor não se exige

não se cobra e não se luta para o ter

o amor é dado pelo prazer de amar

quando é sentido

Que sentir ciúme é inevitável

mas que fazer disso uma ideia fixa é loucura

o ciúme não faz nascer o amor

nem mantém ninguém fiel

Que posso confiar mais nos animais

que em certas pessoas

porque os animais não conhecem a traição

e desconhecem o prazer de magoar

Que temos uma enorme responsabilidade para com os nossos filhos

eles aprendem com aquilo que nós fazemos

independentemente do que lhes dizemos

Que as pessoas que me procuram

para me fazerem confidencias sobre a vida alheia

também falarão de mim , com os outros

Que perdoar é o caminho mais directo para o sorriso

e para uma vida feliz

Que Deus nos permitiu chorar

para podermos dar vazão à angustia

para podermos esvaziar a alma das dores

Que não precisamos de regras para viver

basta que nos coloquemos sempre

no lugar dos outros

Que não existem pessoas feias

apenas existem pessoas que não são amadas

e não sabem amar-se

Que não é preciso dinheiro

para dar a melhor prenda do mundo

um sorriso vale mais do que qualquer presente

e é de graça

Que a melhor forma de conviver com os outros

é sendo autentico

aceitando com humildade as falhas

e não exibindo com orgulho as qualidades

Que muitos se dizem nossos amigos

mas que poucos o são de verdade

e os que o são

são os que menos vezes o dizem

Que a melhor maneira de vencer um inimigo

é tornando-o meu amigo

e quando não é possível

pelo menos não revidar o ódio

Que não devo ter medo das diferenças

porque são elas os cambiantes de cor

que tornam a vida um mar de beleza

Que Deus é o maior poeta

porque tudo o que ele criou

tem a beleza do mais belo poema

Que a musica

é o grito das almas

que se inundam de saudade

Que acreditar naquilo que me dizem

não faz de mim um ser menor

ou um insano

insanos são os que mentem

Que filhos são presentes de Deus

que temos que desembrulhar

e manter o mais parecidos possível

com quem nos presenteou

Que da minha vida na terra

só ficarão os meus actos

e não as minhas meras palavras

Que pedir perdão e agradecer

não nos humilha

pelo contrario

faz-nos sentir em paz

e plenos de esperança

Que o amor

é a luz Divina que se manifesta

que só ele tem o poder de nos fazer quase deuses

constrói pontes

destrói preconceitos

e tenho a certeza que a vida nos dá

o que semeamos

e que quem quiser ser muito amado

terá que simplesmente saber amar

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 18:04

Descobri...

Sábado, 21.03.09

Descobri que estava apaixonado pela minha mulher

quando ao pensar nela

sentia que a vida ganhava outra cor

e sentia o aroma das rosas invadindo os meus sentidos

quando descobri

que mesmo vendo-a enrolada no roupão

de cabelo totalmente despenteado

eu mesmo assim

conseguia achá-la linda

quando descobri

que mesmo em dias complicados

em horas ruins

a lembrança dela me devolvia o sorriso

e que ela era a certeza que eu precisava

para querer viver

quando descobri de repente

que sem ela o meu dia não tinha luz

que a ausência dela deixava um vazio

que ninguém preenchia

e que era impossível imaginar o meu caminho sem ela

quando descobri que quero envelhecer ao seu lado

e que tenho a certeza

que ela mesmo envelhecendo comigo

será sempre linda

e que o meu coração disparará sempre a cada toque

e o meu desejo irá nascer sempre

a cada beijo

quando senti que seria incapaz de ficar aqui sem ela

que não mais suportaria a vida sem a sua presença

e que peço a Deus todos os dias

para partir antes dela

Tive muitos amores na minha vida

mas nunca amei de um modo tão pleno

tão intenso e tão verdadeiro

Por isso agradeço a Deus

o ter-me mostrado no meio de tantas loucuras

de tantos desvios

de tantos amores e desamores

de ódios e de paixões

um amor maior que a vida

um amor eterno

unico

em que comungamos fé

amor

sexo

paixão

sonho

e desejo

um amor tão grande

que enche o coração

e tão doce

que cabe todo num beijo 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 18:32

Amor meu ...

Terça-feira, 17.03.09

Meu amor

Para lá dos problemas

das mágoas ou da rotina da vida

existe o amor

O amor que é um toque Divino nas nossas almas. Nenhum de nós tem que ser perfeito

nenhum de nós tem que ter sempre razão

ou ser sempre justo.

Amar é ter uma luz Divina na alma

é o Dom da partilha

a capacidade de amar ao limite

o mistério da doação plena.

Não sou perfeito

erro muitas vezes, por infantilidade

por arrogância

ou até por total falta de juízo

Mas para lá do erro

existe em mim maior que tudo no mundo

o meu amor por ti.

No amor não se concebem culpas

nem amarguras

talvez nem o perdão

Porque o acto de amar

impede toda a amargura

sana a culpa

o que invalida o perdão

Amo-te simplesmente porque me tocaste a alma Porque me amaste muito antes de eu entender que te amava

Porque tiveste a paciência de me guiar pela mão

e levar-me qual menino ao interior de mim descobrindo-me

e descobrindo em mim a diferença abissal

entre o amor de verdade

e a fantasia de um amor

És a minha luz em cada amanhecer

e o meu porto de abrigo quando a noite cai

O meu refugio quando a vida me magoa

a companheira com que celebro as vitórias

o ombro amigo onde choro as derrotas

És a minha defensora quando a vida é injusta

e a minha maior critica quando erro

És o equilíbrio do meu mundo

a coluna vital da minha existência

a minha certeza de paz e de realização.

Enterrada a mágoa

que já não cabe

porque a vida nos chama

enterrando a dor que foi partilhada

mas que como tudo na vida

tem que ser esquecida

pego a tua mão com carinho

e com todo o amor que sinto

agradeço a Deus

por um dia quase por mero acaso

te ter colocado na minha vida

E eu ter encontrado o meu rumo

o meu lar

o meu lugar

por entre lágrimas e beijos

brigas e reconciliações

eu ter aprendido a amar

e a acreditar

na suprema resposta

dos nossos corações

 

Com todo o meu amor

Gonçalo de Assis

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 00:01

Amor Perfeito

Segunda-feira, 16.03.09

Sou um ser imperfeito

Com um coração onde vive um amor mais que perfeito

Um amor que nasceu entre lírios e rosas

em campos de carinho cultivados

Cada flor, uma estrela que na Terra pousou

e com ela ilumina a noite e a madrugada

e no alvorecer se transforma em sorriso

perante o teu rosto sereno, adormecido

satisfeito e perfeito...como o amor feito

entre dois seres tão imperfeitos

que de noite se entregam e de dia se amam

Sou um ser que na sua imperfeição

almeja amar perfeitamente

e que, de erro em acerto te chama, reclama

seduz, envolve, entre palavras e beijos

suspiros e desejo

como as ondas do mar, que mornas e sedutoras

namoram a areia da praia, numa tarde deserta

onde o teu corpo aguarda o meu

e o meu no teu se funde, encontra e acolhe

e o céu, ao ver-nos, se perfuma de azul

o mar se veste de verde esmeralda

para assistirem, solenes, aos votos por nós trocados

repetidos e ecoados

nos nossos corações, eternamente apaixonados

 

Para ti, com todo o meu amor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 09:53

Odeio a Justiça

Sábado, 14.03.09

Todas as pessoas geralmente gabam-se da sua faceta de justiça , eu não , eu estou farto de gente justa até à raiz do cabelo.

 

É preciso ter uma paciência...

É em nome da justiça que um pai castiga o filho

pelos mesmos erros que ele já cometeu um dia

 

É em nome da Justiça que um professor dá nota baixa a um aluno

que provavelmente fez o melhor que podia

 

É em nome da justiça

que um policial prende quem roubou um pão

para dar aos filhos com fome

 

É em nome da justiça

que um patrão despede o funcionário

que tentou por uma vez defender os seus direitos

 

Caramba que fartura da justiça

eu quero ser tudo na vida

mas não quero ser justo

com base nessa (justiça)

 

Quero mandar a justiça às favas

e partilhar o meu carinho

com aqueles que não o merecem

 

Quero deixar essa justiça de lado

e dar amar não só a quem me ama

mas também a quem me odeia

 

Quero esquecer a justiça ensinada

e estender a mão

a quem já me desprezou

 

Quero ter o direito de amar injustamente

de sorrir injustamente

de abraçar injustamente

de me dar injustamente

QUERO SER INJUSTO, CARAMBA!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 21:58


Pág. 1/2





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  


Deus Cuida de Mim

(Para escutar clic no video)

NAO2c.jpg

Proibida a cópia e ou a reprodução deste Site, sem a prévia autorização do autor, por quaisquer meios ou processos existentes ou que venham a ser inventados, especialmente por programas de computador de acesso à Internet ou não, sistema gráfico, micro filmagens, fotográficos, videográficos; bem como a inclusão de qualquer parte desta obra em qualquer sistema de processamento de dados. Estas proibições aplicam-se também às características da obra e à sua edição. A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão e multa, além da possibilidade de busca e apreensão dos exemplares reproduzidos e apetrechos utilizados na reprodução.

Curriculum Vitae do Autor do Blog

Licenciado em Direito pela Universidade de Yale
Pós-graduação em Direito Criminal
Doutoramento em Medicina Forense

Estudos de História de Arte

Estudos de RPG aplicados ao ensino de técnicas teatrais

Escritor de Poesias e textos de reflexão

Com vários artigos de opinião publicados em revistas

Autor de alguns estudos de Mitologia

Membro da Maçonaria

Membro das Ordens Inglesas de Aperfeiçoamento Maçônico.

Cavaleiro Templário, membro do Preceptório Madras

Membro Honorário do Priorado

Iniciado em estudos sobre a Magia Celta em Stonehenge no ano de 1990

Membro da Antiga e Mística Ordem Rosacruz

Membro da Ordem Martinista

Membro do Colégio dos Magos

Conhecedor de, Kabbalah, Astrologia e Numerologia, formado pelas escolas mais tradicionais do ocidente.

Faixa-Preta (10º grau) de Kung Fu

Praticante de Karate

Praticante de capoeira

Professor de Chi-Kung Técnicas de kung Fu

Deu cursos e participou em projectos urbanísticos usando conhecimentos de Feng-Shui

Gestor de empresa


Mural do Sonhos



comentários recentes



subscrever feeds



Quem Nos Visita



Contador

contador de visitas