Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Amo-te muito Maria

Domingo, 30.08.09

Temos sorrisos nas almas

voamos como crianças

na nossa realidade

temos lágrimas de sal

de amor e de saudade

de um amor , cuja intensidade

nem sabemos medir

é como nosso amor , o amor

em que o barco ao aportar

já tem saudades de partir.

Somos também Primavera

flores que o amor encerra

mistérios de um porvir

em que o gosto dos beijos

é preludio de desejos

que só nós , sabemos sentir.

Somos madrugadas eternas

num bailado de gemidos

um aguçar de sentidos

numa entrega total

em que como chamas de fogo

queimamos tudo em redor

com uma chama tão intensa

como só a tem o amor.

Somos também dia claro

abraços calmos , palavras

certezas que nossas são

que embora sendo dois

sabemos que toda a vida

e até depois

teremos um só coração.

Inveja não nos interessa

perguntas não nos incomodam

mal dizer não nos importa

porque o nosso mundo afinal

isento de todo o mal

começa cá dentro da nossa porta.

A nossa casa é nosso reino

de um amor que é só nosso

que conquistamos sem medo

um sentimento de ternura e verdade

de que só a eternidade

sabe guardar os segredos

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 17:35

Profetas da Desgraça

Sábado, 29.08.09

Os falsos profetas que predizem o fim do mundo, provocam maiores danos com o que dizem , do que os próprios cataclismos provocariam. Ao falarem tão facilmente do fim do mundo , de formas absolutamente erradas , provocam nas pessoas de bom senso uma repulsa imediata , é errado falar tão facilmente e ridiculamente num juízo final.

Eu pessoalmente já evito ouvir esse coro de verdadeiras carpideiras sem nenhuma base cientifica , que fazem de assuntos distintos uma autêntica salada russa. E assim fica difícil discernir no meio de tanta idiotice os assuntos que de facto se coadunam com a verdade. E é assim que a energia negativa consegue obter a vitória que procura , a de afastar as pessoas de bom senso de qualquer pensamento sobre a vontade de Deus. E todas essas ideias erradas espalhadas como verdades cientificas , aos 4 ventos, acabam fazendo com que muitos se percam ou se afastem da verdade.

E infelizmente essas profecias sempre foram assim. Deixo abaixo uma lista das piores idiotices por ordem cronológica já ditas sobre o famoso final do mundo.

No ano 960 da nossa era, um alemão de nome Bernard anunciou que o fim do mundo se daria quando a sexta-feira santa coincidisse com a anunciação da Virgem. Quando isso ocorreu, em 992, a cristandade, temerosa, acorreu em massa às igrejas para rezar.

 

Em 1179, o astrólogo Juan de Toledo previu imensas catástrofes para o ano de 1186, que poderiam levar ao fim do mundo e ao Juízo Final. O pânico alastrou-se pela Europa e Oriente Médio. O arcebispo de Canterbury decretou uma semana nacional de penitência. O imperador de Constantinopla mandou murar todas as portas e janelas do seu palácio, enquanto uma grande parte da população cavava para si abrigos subterrâneos ou refugiava-se em cavernas e grutas.

 

Em 1523, um astrólogo inglês anunciou que o fim do mundo fora marcado para o dia 21 de Fevereiro de 1524, e que começaria com a destruição de Londres por um dilúvio. O pânico foi tal que mais de 20 mil pessoas abandonaram a cidade para se refugiar nas colinas dos condados de Essex e Kent. O clero local construiu para si uma fortaleza na colina de Harrow, e lá se instalou com provisões para dois meses.

 

O anabatista alemão Melchior Hoffman anunciou a volta de Cristo à Terra para 1533, quando o mundo seria destruído pelo fogo, com excepção da cidade de Estrasburgo, que se tornaria então a Nova Jerusalém. Muitos adeptos desfizeram-se de todos os bens terrenos para salvar as suas almas.

 

Em 1693, Jacob Zimmermann calculou que o fim do mundo teria lugar em Outubro de 1694, e fundou uma colónia na Pensilvânia para aguardar lá a chegada do Juízo Final.  Os seus discípulos construíram um tabernáculo de madeira com um telescópio no telhado, para poderem observar o céu e os astros no momento
final.


Em 1806, uma albergueira inglesa de nome Mary Bateman anunciou que uma de suas galinhas punha ovos sobre os quais se podia ler "Cristo está chegando". Ela havia tido uma revelação de que o mundo seria destruído pelo fogo, e que o Juízo Final viria quando a galinha agraciada tivesse posto 14 ovos com a inscrição sagrada. Depois de estudar a Bíblia por dois anos, em particular o Livro de Daniel, William Miller convenceu-se de que o mundo seria destruído pelo fogo no ano de 1843. A partir de 1840 o número de seus adeptos começou a crescer, até atingir centenas de milhares por toda a costa leste dos Estados Unidos. No início do ano fatídico ele construiu um tabernáculo em Boston, para cuja consagração acorreu uma multidão de quase 4 mil pessoas.


Em 1844, uma vidente do Havai, chamada Hapu, anunciou que fazia parte da Santíssima Trindade juntamente com Jesus e Jeová, e ameaçou com os piores castigos Divinos aqueles que se recusassem a crer nas suas palavras. O sucesso com os havaianos foi imediato quando ela afirmou que não era mais necessário trabalhar, já que o fim do mundo estava próximo. Em 1895, um sacerdote protestante publicou um livro em Berlim em que anunciava o fim do mundo para 1908. Havia lá a previsão de uma guerra europeia para 1897, o aparecimento de um novo Napoleão em 1899, um enorme terramoto em 1904, a ascensão ao céu dos 144 mil eleitos em 12 de Março de 1908 e outras coisas semelhantes...

 

No início do século, os adeptos da seita russa "Irmãos e Irmãs da Morte Vermelha" estavam certos de que o fim do mundo ocorreria no dia 13 de Novembro de 1900. Convencidos de que deveriam suicidar-se, 862 deles decidiram morrer na fogueira. Quando a polícia chegou, já havia uma centena de irmãos carbonizados. Alguns anos depois da tragédia na Rússia, o arcanjo Gabriel apareceu à jovem americana Margaret Rowan, comunicando-lhe que o fim do mundo seria exactamente à meia-noite da sexta-feira, 13 de Fevereiro de 1925.

 

Em 1938, um pastor protestante chamado Long teve a visão de uma misteriosa mão escrevendo numa espécie de quadro-negro a data "1945", enquanto uma voz lhe comunicava que o fim do mundo teria lugar no dia 21 de Setembro daquele ano, às 17h33, momento em que tudo o que houvesse na face da Terra se vaporizaria e se desintegraria. Long angariou milhares de adeptos com sua história. Na década de 50 a canadense Agnès Carlson fundou uma seita denominada "Os Filhos da Luz", com a promessa de que o fim do mundo aconteceria em 9 de Janeiro de 1953.

 

No dia 18 de Maio de 1954, os engenheiros da cidade de Roma encarregados de cuidar do Coliseu constataram o  aparecimento de grandes fissuras no monumento, que ameaçavam fazê-lo desabar. Foi o que bastou para um profeta de plantão anunciar que aquilo era o sinal do começo do fim, e que o mundo seria completamente destruído no dia 24 de Maio daquele ano, ou seja, seis dias depois. No seu livro O Fim do Mundo, Maurice Chatelain narra o que aconteceu: "Milhares de romanos precipitaram-se para o Vaticano, a fim de pedir ao Papa que os absolvesse de seus pecados.
Mas o Papa mandou-os de volta sem absolvição, explicando-lhes que, se o fim do mundo estivesse para chegar, ele seria certamente o primeiro a saber. Interrogando-se então sobre a serventia de um Papa que não era sequer capaz de absolvê-los dos seus pecados, os romanos voltaram em massa para a Praça de São Pedro, na segunda-feira, 24 de Maio, para lá aguardarem o fim do mundo e o Juízo Final. Mas o fim do mundo não ocorreu, e alguns operários foram mandados para reparar as paredes do Coliseu.

 

Em 1960, o médico italiano Elio Bianco fundou uma seita denominada "Comunidade do Monte Branco", com cerca de 40 discípulos. Segundo Bianco, o mundo seria destruído no dia 14 de Julho de 1960, às 01h45, pela explosão de uma bomba americana ultra-secreta. Ainda na década de 60, astrólogos hindus chegaram à conclusão de que o mundo acabaria em 4 de Fevereiro de 1962, por causa de uma conjunção do Sol, da Lua e mais 5 planetas. Segundo Maurice Chatelain, milhões de crentes caíram de joelhos, implorando à deusa Chandi Path que os poupasse e fazendo queimar quase duas toneladas de manteiga para apaziguar a sua cólera. Como nada aconteceu na data estipulada, concluíram que a deusa atendera as suas preces.

 

No dia 13 de Maio de 1980, 700 adeptos da seita brasileira Borboletas Azuis reuniram-se para esperar o dilúvio. Em 1997 a seita ainda contava com 15 persistentes fiéis. Em Outubro de 1992, o profeta Lee Jung-Rim levou cem mil fiéis da Igreja Missionária Dami, na Coreia, a esperar pelo minuto final, previsto para a meia-noite. Uma chuva incandescente cairia sobre o planeta, nuvens carregadas de dragões desceriam à Terra e os seus seguidores ascenderiam ao céu. Jung-Rim acabou processado pelos fiéis, 46 dos quais pelo menos haviam doado a ele todos os seus bens.

 

Em Novembro de 1993, Marina Tsvigun, líder da Grande Irmandade Branca, ordenou a centenas de seguidores que se reunissem na capital da Ucrânia, Kiev, para aguardar o fim do mundo. Como nada ocorreu, os fiéis deram início a tumultos na cidade e cerca de 500 pessoas foram presas. Apesar dos fracassos , os movimentos da desgraça universal actuais ainda desfrutam de uma certo interesse quando fazem acertadamente menção ao incremento contínuo de catástrofes e tragédias. Como esses eventos estão de facto a crescer, tanto em quantidade como em intensidade, eles dispõem assim de uma "prova" de que estão no caminho certo...

                               ***

E pior ainda , é quando em conjunto com as ditas provações de final dos tempos, se apresenta um Salvador ou um enorme amontoado de revelações "secretas".

 E isso também vem de longe. No apocalíptico ano de 1666, um judeu chamado Shabetai Zevi declarou ser o Messias, anunciou que a redenção estava próxima e escolheu doze discípulos para serem juízes das tribos de Israel... Foi entusiasticamente aceito por judeus em todo o mundo. Em 1759, um tal Jacob Frank sugeriu que era Deus encarnado e angariou grande quantidade de adeptos...

No início de 1814, uma senhora inglesa de 64 anos, chamada Joanna Southcott, anunciou que estava grávida do Espírito Santo e daria à luz, no dia 19 de Outubro de 1814, uma criança divina de nome Shiloh, que seria o segundo Messias. Esta data marcaria também o fim do mundo e o Juízo Final. Para convencer os incrédulos, Joana pediu para ser examinada por 21 médicos, dos quais 17 declararam que ela estava realmente grávida. Maurice Chatelain conta o desenrolar do drama: "Então a exaltação religiosa não teve mais limites. Milhares de fanáticos instalaram-se diante da casa onda ela morava e começaram uma longa vigília de orações, na espera do nascimento da criança sagrada que os iria salvar das labaredas do inferno.

Muitos deles caíram de cansaço e houve inclusive três que morreram no local. Finalmente veio o dia 19 de Outubro, mas o Messias não chegou. Chamaram então os médicos, que constataram que Joanna nunca estivera grávida, mas gravemente doente, tanto da cabeça como do corpo. Ela morreu, aliás, dez dias depois, e os seus discípulos pensaram que a volta do Messias, o fim do mundo e o Juízo Final tinham sido transferidos para mais tarde."

                                 ***

No nosso Século já se anunciaram ao mundo alguns novos Messias, no Brasil há um que chega ao extremo de se paramentar como Cristo vestia na época, e reafirma ser a reencarnação de Cristo, chegado a este tempo ao longo de muitas outras reencarnações sempre em profetas.

Mas tem que disputar o título com um colega Coreano. Esse tipo de gente, instigados por forças tenebrosas e de forma totalmente inconsciente, procura desviar a atenção de pesquisadores sérios em relação à passagem do Filho do Homem pela Terra.

E são eles que constituem o escudo das forças das trevas, tentando arrastar com eles o maior número de pessoas possível , numa destruição total , porque é a entrega da alma a um "Messias" Satânico.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 14:31

A Força da União

Sábado, 29.08.09

Durante uma época glaciar muito remota , em que a Terra estava coberta de muitas camadas de neve , a maioria dos animais morreram , incapazes de suportar o frio intenso.

Foi então que um grupo de porcos espinhos tentou organizar-se de forma a sobreviver. E para o conseguirem , começaram a unir-se , muito apertadinhos uns aos outros.

Assim cada um deles sentia o calor do corpo do vizinho e bem unidos, aqueciam-se mutuamente , conseguindo enfrentar o frio hostil.

Mas como seria de esperar , os espinhos que cobriam os seus corpos , começaram a ferir os seus vizinhos mais próximos, que eram os que lhes forneciam o calor, calor esse que era vital para sobreviverem.

Tiveram que se afastar muito magoados , impacientes, afastaram-se porque não suportavam já os espinhos dos seus vizinhos , que eram afinal iguais aos seus.
Mas foi uma péssima ideia , porque afastados , amuados , começaram a ficar gelados e finalmente morreram.

Os que não morreram , pesaram o seu acto irreflectido e voltaram a juntar-se cuidadosamente , com mais jeito, tomando mais cuidado, de forma que entre eles havia uma distância mínima , suficiente para estarem juntos , sem se ferirem, para viverem sem dor, sem causarem danos recíprocos.

Assim suportaram aquele longo inverno de frio glaciar e sobreviveram.

Com eles descobrimos que afinal , falar é fácil, difícil é entender o silêncio do outro.

Caminhar lado a lado com alguém é fácil, difícil é essas duas pessoas encontrarem-se uma na outra.

É muito fácil beijar um rosto , o pior é saber chegar a um coração.

É fácil apertar as mãos de alguém , difícil é passar carinho.

Até é fácil sentir amor, difícil é saber vivê-lo...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 00:44

As lágrimas

Terça-feira, 25.08.09

Ás vezes chora-se pelo mundo e pelos seus seres. Mas a razão das nossas lágrimas sempre se prende com atitudes dos humanos.  E as lágrimas podem dividir-se e enumerar-se. E digamos que a primeira é , pelos seres que não respeitam os outros , nem respeitam Deus e seguem ironizando aquilo que as suas mentes tacanhas não conseguem entender nem conceber.

Uma segunda lágrima é por todos aqueles seres que não acreditam em Deus , os eternamente duvidosos, que dizem acreditar , mas negam nos seus actos, e que tentam negociar com Deus , em busca de um milagre que o seu comportamento jamais merecerá.

Uma terceira lágrima vai para os verdadeiramente insensíveis , os que procuram a Deus pedindo o mal do seu próximo.

A quarta lágrima corre pelos seres frios , calculistas, que sabem que há Deus, que o procuram apenas em busca de benefícios e são incapazes de sentir o amor de Deus e gratidão por esse amor.

A quinta lágrima é por aqueles que nos chegam a sorrir, com um falso elogio a pairar-lhes nos lábios, mas que se olharmos para eles , vemos apenas almas frias, vazias, que buscam apenas o seu interesse pessoal.

A sexta lágrima é pela futilidade , por todos aqueles que vão a igrejas , lugares de culto , que se dizem seguidores de Deus, mas que no entanto têm uma incapacidade total de amar, não acreditam em nada do que os seus lábios clamam, buscam apenas conchavos, e fazerem-se passar pelo que não são.

A sétima lágrima é a que corre eternamente dos olhos do Pai, lágrima que o Pai doa a quem não crê nele , a quem só clama o seu nome em momentos de aflição e esquecem tudo o que deveriam seguir , como filhos dele. Pessoas que esquecem os irmãos que precisam de amparo espiritual e muitas vezes de amparo material também , porque mesmo que não só de pão viva o homem , sem pão de certeza não vive.

Texto de Gonçalo de Assis com edição de Nuno Ferraz de Mello

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 15:04

Se eu soubesse

Segunda-feira, 24.08.09

Meu querido Gonçalo, se eu soubesse , que nunca mais te veria, eu te daria o abraço mais forte e pediria ao Grande Arquitecto do Universo , para te guardar no seu seio até à ressurreição. Se um dia eu soubesse que seria a última vez a ver-te sair do templo, eu iria dar-te um forte T.’. F.’. A.’. e chamar-te-ía ainda para dar um último. Se eu soubesse o dia em que pela ultima vez ouviria a tua valorosa voz na defesa do bem e da ordem, eu gravaria na minha mente essas palavras para as ouvir depois diariamente. Se eu soubesse que este seria o último dia em que eu posso dizer-te , "Meu querido irmão... gostamos tanto de ti", eu diria muitas e muitas vezes sem me calar , imaginando que tu o presumes. Se eu soubesse qual o último dia que partilharia contigo , iria viver esse dia intensamente em vez de deixar simplesmente as horas correrem. Acreditamos sempre que vai haver um amanhã para emendar um erro , para ter uma segunda oportunidade de acertar. Porque será que deixamos sempre para o dia seguinte, o momento de exprimirmos os nossos mais belos sentimentos? Acreditamos que sempre teremos mais um dia para perguntar: - " Meu querido irmão , que posso fazer por ti? Mas ao contrário do que pensamos o amanhã não é garantido para ninguém , nem para os jovens, nem para os idosos. E cada dia pode ser o último para beijarmos e dizermos o quanto amamos e o quanto queremos bem a alguém. Então deixemos a eterna espera pelo amanhã e sejamos conscientes e capazes de o dizer já hoje. Assim se o nosso amanhã não chegar, não teremos pesos na nossa consciência, nem o arrependimento pelo sorriso que ficou por dar, pelo abraço que ficou adiado , pela gentileza que não se fez. Estamos sempre demasiado ocupados e esquecemos o que é essencial e o quanto o nosso tempo neste plano é efémero. Por isso mando-te hoje o meu abraço , meu irmão querido, quero que saibas hoje o quanto me és caro e o quanto eu daria a minha vida para defender a tua ou a de qualquer outro amado irmão. Quero que saibas hoje e sempre como é bom ter-te como irmão e amigo.

Texto de Gilberto J. C. Silva

http://www.youtube.com/user/MasonicNewsAgency

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 15:25

Só Oferecemos aos outros , o que temos no coração

Segunda-feira, 24.08.09

Como em muitos casos que todos os dias acontecem , infelizmente , havia uma determinada pessoa que sem motivo válido odiava profundamente outra. Alias nenhum motivo é válido para odiar , mentir , ter falta de vergonha ou de carácter. Até que um dia , a pessoa que era odiada injustamente descobriu o ódio que lhe era dado e resolver tentar quebrar esse sentimento que nem se justificava. Abriu o seu melhor sorriso , abriu as portas da sua casa e até a sua simpatia com quem a odiava na esperança que algum sentimento nobre tocasse o coração que estava repleto de ódio. Mas de nada adiantou , porque a pessoa que só sabia odiar, pensou que aquele gesto de boa vontade era uma artimanha para a prejudicar e não querendo na sua pouca sabedoria ser tomada por burra, resolveu enviar um presente à pessoa que odiava. Encheu uma cesta com estrume e enviou-a a essa pessoa com um bilhetinho , agradecendo a simpatia de que tinha sido alvo e no seu intimo pobre , ria-se, tentando imaginar a cara da outra pessoa quando recebesse o presente. A pessoa que recebeu o presente , estranhou o conteúdo da cesta , mas mil vezes mais sábia e com pureza no coração resolveu não ligar , não fazer alarido. A pessoa que só sabia odiar , tempos depois , recebeu inesperadamente da mesma pessoa a quem tinha ofertado o estrume , uma cesta lindíssima, tapada com um papel muito bonito. Como era incapaz de aceitar um gesto de alguém , sem tentar fazer mil suposições primeiro , pensou com azedume que era a vingança pela cesta do estrume. Muito arreliada e a contragosto a pessoa em questão , abriu a cesta , viu um arranjo lindíssimo de rosas e um bilhete que dizia o seguinte:-" Estas rosas são um símbolo da amizade que te poderia ter dado se a soubesses merecer. Foram cultivadas com o estrume que tão carinhosamente me ofereceste e que deu um excelente fertilizante. Agradeço a oferta que me fizeste e compreendo-a , PORQUE AFINAL CADA UM SÓ PODE DAR O QUE TEM EM ABUNDÂNCIA NA SUA VIDA!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 01:20

Duas Partes de Mim

Sábado, 22.08.09

Faço por aceitar as coisas como são , sem tentar escapar pelo papel de vitima e achar que tudo conspira contra mim.

Até porque se uma parte de nós sofre dissabores , há outra parte de nós que aprende com eles.

Procuro em mim forças para vencer os meus medos secretos , os meus fantasmas, tento alcançar tudo o que almejo , porque se uma parte de nós se cansa nessa luta , a outra parte de mim sente vontade de vencer.

Tento que tudo o que vejo e ouço seja uma fonte de conhecimento , que a minha vida seja uma eterna faculdade, porque uma parte de mim é o que vivo e sou e a outra parte é o que aprendo.

Procuro não me sentir derrotado quando perco uma luta, isso apenas faz com que tenha mais vontade de lutar, porque uma parte de mim é o que tenho e a outra parte a minha luta pelos meus sonhos.

Procuro valorizar apenas sentimentos verdadeiros e acredito que só quem sai da sombra sabe dar o devido valor à luz, porque parte de mim é amar , mas outra parte é escolher quem merece o meu amor.

Acima de tudo não quero perder a minha capacidade de acreditar e de ter fé, porque Deus também tem duas metades, uma que é amor e outra que é perdão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 17:02

A Inveja é a Arma Dos Fracos

Quinta-feira, 20.08.09

Não devemos temer os invejosos por um sem numero de razões , entre as quais, as seguintes que acho mais relevantes.

1ª - Enquanto chegamos à nossa cama e nos deitamos de consciência tranquila , o invejoso perde o sono a pensar em nós.

2ª-  Enquanto nós acordamos de bem com a vida , saudamos o novo dia , o sol, a vida na sua plenitude , ele prende-se com detalhes menores.

3ª - Enquanto saímos para trabalhar , para nos realizarmos a todos os níveis , o invejoso fica escondido num canto imaginando o nosso ordenado.

4ª- Enquanto nós construimos a nossa família , a nossa casa , o invejoso fica a olhar , esquecendo-se de construir a dele.

5ª- Enquanto nós nos estudamos , nos evidenciamos , somos felizes , vivemos , ele fica azedo , solitário , tentando descobrir as nossas pequenas falhas.

6ª- Enquanto conquistamos diplomas, trabalho , felicidade , ele é um mero observador da nossa vida.

7ª- Enquanto erguemos a nossa vida , o invejoso ergue uma muralha de frustração.

8ª- Enquanto temos sucesso , temos amigos , temos paz , o invejoso adoece de pura inveja e azedume.

9ª- Enquanto damos o melhor de nós aos outros , ele tenta descobrir o que temos de pior , para se sentir melhor.

10ª-  Enquanto temos o carinho dos amigos , a simpatia dos conhecidos , o invejoso tem a solidão , porque a sua inveja o torna incapaz de ser amigo de verdade.

11ª- Enquanto recebemos aplausos , ele fica na sombra , procurando motivos para também ser admirado.

12ª- Nós ligamos os nossos computadores para serviço útil ou para aprendizado , os invejosos usam-no para espiar doentiamente a vida alheia ou para tentarem invadir a privacidade de cada um.

13ª- O invejoso é um mero imitador , nós fazemos , o invejoso copia.

Então porquê temer um invejoso?

O invejoso não vive , é um mero espectador da vida dos outros.

Uma das maiores causas de infelicidade é a inveja. E quando falamos de inveja , fala-se da comparação doentia que o invejoso faz. Porque quando alguém se compara a outra pessoa e se sente inferior nalgum aspecto , esta com inveja. A inveja é um sentimento que causa frustração interior, revolta , ira, desequilibrio gerado num sentimento de inferioridade , perante alguém , num aspecto particular. Quanto maior for a incapacidade de alguém  e o complexo de inferioridade , maior será a sua capacidade de ser invejoso. Isso acontece naturalmente em pessoas de princípios mal delineados e de consciência fraca.  A verdade é que algumas pessoas não conseguem administrar as suas incapacidades e frustrações e isso deixa-as cegas de fúria quando as coisas não saem como as idealizaram. Por tudo isso o invejoso merece apenas compaixão e tolerância.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 15:49

Bem vindos

Quarta-feira, 19.08.09

É com carinho por uns e um sorriso por outros que agradeço as últimas novas entradas de leitores nesta minha página e em todas as que vou gerindo ou que me estão próximas. Tenho vindo a notar um crescendo de interesse dos portugueses pelo Sonhos e de alguns portugueses em particular cujo IP vagueia diariamente pelo meu Blog e por todos os que fazem parte dos meus links. É sempre bom ver e sentir que os leitores gostam do que escrevemos, partindo do princípio que todos entram aqui pelo que fica registado diariamente. Não é por aqui que me vão de certeza conhecer, nem saber o que sou ou sinto porque,  tal como qualquer pessoa de bom senso só deixo passar para o público o que quero e penso ser mais interessante. Como qualquer outra pessoa , protejo-me porque pela net nos chega o bom e o mau. O que tento deixar aos meus leitores habituais que adoro , são pedaços da minha alma que ficam tanto em poesia como em prosa. Não dei uma linha definida ao blog , escrevo o que me apetece quando me apetece. Não digo que o Sonhos seja o meu diário , porque um diário é algo de muito privado, mas é parte daquilo que tenho para oferecer aos outros em sentimentos, em sonhos e até em fé e ideologia. Sei que o meu português às vezes não é o melhor e isso deve-se às minhas longas estadas fora de Portugal, geralmente em trabalho , que nunca aqui referi porque isso é do meu foro privado. Aqui apenas dou a todos os meus leitores o que de melhor existe em mim. A minha maneira de ver a vida , que pode ser correcta ou não , mas é a minha. A todos os leitores queridos , quer amigos pessoais ou virtuais eu deixo o meu forte abraço de amizade. Aos novos leitores que todos dias por aqui passam , e que muitas vezes chegam ao Sonhos por pesquisas incríveis, que acompanho pelo localizador e que ficam leitores e voltam muitas vezes , eu quero dizer que sejam bem vindos. Que a minha página , assim como o meu coração sempre estará aberto para todos. Para uma meia dúzia de leitores recentes , que de repente tiveram um entusiasmo especial por certos Posts do Sonhos e que reviram incessantemente todo e qualquer post, que entram por HI5, que pesquisam obsessivamente todos os meus links e links amigos , bem a essa meia dúzia eu desejo , primeiro , boa leitura , depois aconselho que procurem outros blogs, existem milhares para ler, antes que isso se torne obsessão e por último desejo que já que entram tão assiduamente fique nos seus corações um pouco daquilo que lêem. Que já que entram, ao menos entrem com a coragem de ler e entender os posts e que seja um caminho directo para a fé em Deus que de certeza não engloba mexericos , conversas de comadres e algum cinismo. Quando se pisam certos terrenos há que ver onde se põe os pés. Aos meus leitores que entram aqui de alma lavada à procura de uma palavra , eu deixo um abraço terno de amizade. Aos novos leitores que todos os dias me chegam eu deixo o meu abraço de carinho e o desejo sincero de que voltem sempre. Quanto aos 2 ou 3 obsessivos que abrem todas as fotos de links infantis, que pesquisam todos os sites , eu deixo um sorriso de tolerância e a esperança secreta que sós em frente ao espelho , cresçam, se encontrem , aprendam a respeitar os outros e sejam frontais. As toupeiras são cegas porque nunca vêm o sol. A todos os verdadeiros e queridos amigos e leitores do Sonhos , o meu abraço de carinho e já sabem , espero-vos aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 00:41

Agradeço por ter tido pais "maus"

Domingo, 16.08.09

 

 

Só quando eu cresci pude entender a lógica dos meus pais, que sempre me perguntavam onde ia , com quem ia e a que horas voltaria para casa. A lógica que os levou a deixarem que eu juntasse por mim mesmo o dinheiro para comprar um aparelho de som , juntando da minha mesada , quando eles mo podiam dar perfeitamente. Creio que eles me amaram e respeitaram a ponto de esperarem calados , até que eu entendesse que determinado colega não era a melhor companhia. Amaram-me a ponto de me fazerem voltar à pequena loja de bairro de onde tinha tirado um chocolate, ainda muito menino, e obrigaram-me que dissesse que o tinha tirado e que estava ali para o pagar. Entendo também o motivo que levava a minha mãe a exigir que eu arrumasse os livros espalhados , os discos largados ao acaso , mesmo tendo empregada para os arrumar. Os meus pais nunca escamotearam o que sentiam e muitas vezes vi lágrimas nos olhos deles , vi alegria e vi a dor quando eu fazia algo errado. Sempre me deixaram assumir as responsabilidades pelos meus actos , mesmo quando o castigo por esses actos os entristecia. Sempre me disseram não , quando não podia ser sim , por maior que fosse a minha birra. Muitas vezes achei os meus pais os piores pais do mundo , porque os meus colegas comiam doces e guloseimas ao pequeno almoço e eu tinha que tomar leite e comer cereais, os meus colegas ao almoço bebiam refrigerantes e comiam montes de batatas fritas, e eu tinha que comer sopa, carne ou peixe , legumes e fruta. Fui obrigado a jantar todos os dias a horas certas em família. Os meus pais quando eu saia , insistiam permanentemente em saber onde eu estava. Sempre exigiram conhecer todos os meus amigos e os programas que fazíamos. Sempre fui aconselhado a dizer a verdade , só a verdade , mesmo que eu soubesse estar errado. Nunca permitiram que os meus amigos chegassem e tocassem a buzina do carro fora do portão para eu ir ter com eles, faziam questão que os meus amigos entrassem na sala para os conhecer. Os meus amigos saiam à noite a partir dos doze anos , eu só tive essa autorização bem mais tarde , quase aos dezoito anos.Os meus amigos diziam que eu não vivia a minha adolescência , mas hoje sei avaliar o quanto me protegeram. Muitos dos meus amigos foram detidos por coisas como furtos , actos de vandalismo e afins. Eu nunca tive um problema mínimo que fosse com a justiça. Hoje que sou adulto , reconheço o quanto essa educação me ajudou a ser o que sou hoje. E creio que também fui "mau pai" a exemplo dos pais que tive, e voltarei a ser "mau pai" se Deus me conceder a graça de ter outro filho. Sempre farei o meu melhor pelos meus filhos e acredito que o maior mal dos nossos jovens de hoje , é que não há suficientes pais "maus".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 00:54


Pág. 1/2





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  


Deus Cuida de Mim

(Para escutar clic no video)

NAO2c.jpg

Proibida a cópia e ou a reprodução deste Site, sem a prévia autorização do autor, por quaisquer meios ou processos existentes ou que venham a ser inventados, especialmente por programas de computador de acesso à Internet ou não, sistema gráfico, micro filmagens, fotográficos, videográficos; bem como a inclusão de qualquer parte desta obra em qualquer sistema de processamento de dados. Estas proibições aplicam-se também às características da obra e à sua edição. A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão e multa, além da possibilidade de busca e apreensão dos exemplares reproduzidos e apetrechos utilizados na reprodução.

Curriculum Vitae do Autor do Blog

Licenciado em Direito pela Universidade de Yale
Pós-graduação em Direito Criminal
Doutoramento em Medicina Forense

Estudos de História de Arte

Estudos de RPG aplicados ao ensino de técnicas teatrais

Escritor de Poesias e textos de reflexão

Com vários artigos de opinião publicados em revistas

Autor de alguns estudos de Mitologia

Membro da Maçonaria

Membro das Ordens Inglesas de Aperfeiçoamento Maçônico.

Cavaleiro Templário, membro do Preceptório Madras

Membro Honorário do Priorado

Iniciado em estudos sobre a Magia Celta em Stonehenge no ano de 1990

Membro da Antiga e Mística Ordem Rosacruz

Membro da Ordem Martinista

Membro do Colégio dos Magos

Conhecedor de, Kabbalah, Astrologia e Numerologia, formado pelas escolas mais tradicionais do ocidente.

Faixa-Preta (10º grau) de Kung Fu

Praticante de Karate

Praticante de capoeira

Professor de Chi-Kung Técnicas de kung Fu

Deu cursos e participou em projectos urbanísticos usando conhecimentos de Feng-Shui

Gestor de empresa


Mural do Sonhos



comentários recentes



subscrever feeds



Quem Nos Visita



Contador

contador de visitas