Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Genéricos, o preço real...

Sexta-feira, 24.10.14

 

 

 

remédios.jpg

Ultimamente fala-se bastante na comercialização dos medicamentos genéricos até como forma de ajudar o precário orçamento de idosos e de pessoas que auferem baixas rendas. Por estes motivos passou a ser um medicamento quase salvador. Mas o que a realidade esconde é que os laboratórios que produzem marca branca dão às farmácias enormes descontos e algumas vezes dão uma embalagem grátis a cada uma que a farmácia adquire.  Desde logo esta situação deixa dúvidas , porque pode até ser favorável à carteira dos doentes , mas é sem dúvida muito mais vantajoso para as farmácias.  O massacre com que doentes do País inteiro foram confrontados para aquisição de genéricos não visou o bem estar dos pacientes mas sim o lucro de quem vende esses mesmos medicamentos. O que me assusta é que em vez de fazerem campanha junto aos clínicos como é apanágio dos laboratórios comuns, os que produzem genéricos limitam a sua campanha junto das farmácias. Ora se fazer campanha junto dos médicos pressupõe que se fale das melhorias que esses medicamentos podem provocar, a conversa junto às farmácias , deve visar somente o lucro acrescido que vão obter. Já assisti várias vezes aos farmacêuticos a tentarem literalmente "empurrar" os genéricos aos clientes.  Corrupção nos laboratórios sempre existiu, eu mesmo tive conhecimento de "gratificações" dadas a médicos em troca da receita massiva de vários medicamentos. Agora o jogo inverte e são as farmácias que tentam vender massivamente genéricos. Ainda que eu saiba que é utópico não recordar que a venda de medicação é um negócio e apenas isso , ainda assim , em qualquer negócio deveriam existir regras éticas , ainda mais quando se trata da saúde e da vida de pessoas. O impacto desta corrida ao lucro tem consequências muito negativas, principalmente ao nível da saúde de idosos que se habituaram a reconhecer a medicação que tomam diariamente pela forma dos comprimidos e das embalagens, e esta mudança brusca pode ser grave. Mais uma vez é de lamentar que o lucro se coloque à frente da saúde de pessoas indefesas que confiam que os profissionais que os atendem fazem o mais correcto .

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 12:03

Ébola - A verdade que incomoda

Terça-feira, 21.10.14

images.jpg

Mais uma vez o mundo se depara com uma ameaça de pandemia tão grande como a recente gripe A. A imprensa todos os dias nos massacra com notícias de mortes e da gravidade do vírus que nos assalta. Apesar do numero cada vez maior de vitimas anunciadas todos os dias , a OMS confirma apenas a morte por ébola de 788 pessoas. O que deixa o temível ébola a perder para outras doenças que causaram numero superior de vitimas. Muitos dos casos relatados como óbitos por ébola nunca foram confirmados, apenas são meras hipóteses ou probabilidades. Aquelas roupas com que os médicos nos aparecem para evitar o contágio , confesso fazem-me rir. O modelo deve ter sido retirado do figurino de algum cenário de invasão de ETs. Mostra-se o combate ao vírus como se ele se propagasse no ar , como o influenza. Mas a verdade é que esse vírus é de difícil propagação, muito semelhante ao contágio pelo HIV. É portanto necessário explicar que à semelhança do HIV , para que alguém se contamine tem que ter um contacto muito directo com fluidos do corpo do doente. Ainda que alguém se contamine , se for uma pessoa saudável o vírus só será perigoso se o acompanhamento ao doente for mal feito. O vírus mata por desidratação e ou hemorragias , o que significa que a cura passa por manter o doente hidratado e dar transfusões de sangue se for necessário. Se toda a gente sabe que o vírus não resiste à lixívia nem ao álcool, então para evitar a propagação basta tomar medidas onde o bom senso impere, tais como promover a higiene e a boa alimentação de quem está em risco. É nos Países onde o ébola está instalado que se deviam preparar hospitais de campanha bem equipados para salvar vidas , em vez de andarem a passear os doentes pelo resto do mundo numa atitude incompreensível. Gostava de deixar bem claro , que ´ébola não se contrai pelas vias aéreas, portanto mesmo que um infectado tussa ou fale , não espalha o vírus no ar. Por isso acho tão estranho quando ouço autoridades de saúde falar de uma possível pandemia. Acho triste e ridículo. Parece que assustar as pessoas virou uma moda desde a famigerada gripe A, que teve como finalidade a vacinação quase em massa da população mundial , com uma vacina cujos efeitos secundários ainda hoje não são de todo conhecidos. O resultado foi a fortuna imensa que certas Indústrias farmacêuticas angariaram e a despesa acrescida no sector da saúde que atingiu a economia de muitos Países , entre eles , Portugal. Para não falar do malfadado Tamiflu que se encontrava no fim do prazo de validade e que foi literalmente atirado às massas , graças ao pânico que souberam espalhar. Salvando assim o cofre , de quem de outra forma teria visto o medicamento apodrecer em armazém. Nesta vez , tal como na outra é a imprensa sensacionalista que não pára de tentar instalar o medo e o caos , tendo como base mentiras habilmente colocadas a circular. Neste momento estamos perante uma crise humanitária que pode sim desencadear uma catástrofe bem maior do que a própria pandemia , caso ela acabasse mesmo por se instalar.  Tenha-se em atenção a medida desumana adoptada pelo governo da Serra Leoa que interditou o alojamento ou hospitalização e que deixou de fazer a estes pacientes o acompanhamento médico que os podia salvar. Chegando ao extremo de colocar em lei a pena de dois anos de prisão para quem ousar ajudar um doente com o vírus , prestando-lhe assistência. Outra forma não menos terrível de tentar impedir a propagação do vírus , foi a adoptada pelo governo da Libéria que ordenou aos militares que atirem a matar sobre homens , mulheres ou crianças que tentem fugir e atravessar a fronteira , para impedir a disseminação do vírus. As populações dos Países que têm tráfego aéreo com os locais onde existe o vírus vêm pressionado os respectivos governos no sentido de endurecerem as medidas de precaução , deixando esses Países infectados numa espécie de gueto , é absurda a ideia de que um passageiro que apanhe um avião sendo protector desse vírus o propague. Há que parar de acreditar em tanta asneira. É um disparate enviar para esses Países camiões carregados de vacinas experimentais que apenas vão enriquecer alguns laboratórios . Há que dar ajuda médica a quem já está infectado e ajudar a promover medidas de higiene básicas para evitar que outros se infectem . É que a maneira de combater o vírus é tão fácil que não entendo como se faz um circo tão grande e não se toma nenhuma medida prática.

A psicose informativa vigente, reprimindo as populações e isolando dezenas de milhares de infelizes criaturas, homens, mulheres e crianças, postos em quarentena na Libéria com medo dum contágio que nunca acontecerá se não houver contacto directo com os líquidos orgânicos do portador da doença, tem de ser urgentemente desmontado e desmascarado. Que não se volte a fazer negócios milionários à custa de milhares de vitimas e da ingenuidade pacóvia do resto do mundo que bebe com fervorosa fé tudo que uma comunicação social corrupta lhes vende como verdade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 20:29

Tributo

Domingo, 19.10.14

Ora bem, como diz o meu chefe, homem que é homem admite aquilo que faz. Durante algum tempo deixei aqui comentários anónimos para pedir um emprego . Acredito que nem sempre fui correcto e que o meu sentido de humor por vezes se excedeu. No entanto uma coisa é certa , posso ter ido por atalhos tortuosos , mas cheguei ao caminho certo . Se há algo que eu me orgulho de ter , é honra, e a honra passa por ser reposta aqui a verdade. Então como já disse, após ter colocado aqui muitos comentários , uma vez fui interpelado pelo visado , que respondendo a um dos meus comentários me respondeu " que se fosse homem , desse a cara". Isso mexeu com o meu brio , eu não ia deixar que duvidasse da minha masculinidade , ainda que o recurso ao anonimato em nada me abonasse. Resolvi mandar mail a apalpar terreno . Recebi uma resposta fria , que me interpelava a aparecer na casa do visado, caso ainda quisesse trabalho . Eu estava a passar uma época muito má e de certa forma desmotivado com a vida. Não sabia o que esperar de um homem que eu tinha tentado irritar com comentários , mas se fosse que teria a perder?

Pedi a morada e um belo dia de inverno, em que o sol luzia por entre as nuvens, e o frio me deixava ainda a alma mais cinza, resolvi arriscar. Iniciei a viagem , pensando que a qualquer momento podia arrepender-me e voltar atrás. Que eu não tinha mesmo que ir. Mas quilometro a quilometro fui indo , até que me deparei com um enorme portão , tal como me havia sido descrito.

Portão de entrada.jpg

 Pensei , bem já que cheguei até aqui há que ir em frente. Muito nervoso , de mãos a suar , toquei a campainha que custei a encontrar porque a hera a tapa. Respondeu ao meu toque um coro de latidos e ouvi os cães a correr do outro lado. Pelo interfone perguntaram quem era e eu fiquei atrapalhado. E agora?, pensei. O melhor era ser directo, disse que era o homem que colocara uns comentários no blog e que me tinham mandado ir lá a casa. Fez-se um silêncio e pensei , não me vão abrir o portão. Mas passados cerca de 5 minutos , que a mim pareceu uma eternidade, uma senhora baixinha, de óculos, com um sorriso simpático abriu o portão mais pequeno e convidou-me a entrar. Segui-a por um caminho calcetado e rodeado de relva e de cuidados canteiros de flores. Os cães pareciam ser amigáveis afinal e dando-me passagem , ela mandou-me entrar por um imenso corredor. Nem tive tempo de olhar o que me rodeava tal era o meu estado de nervos. Sente-se aqui, disse ela e espere. Olhei ao meu redor e encontrava-me num corredor que era uma espécie de ante-camara de uma suite.

corredor.jpg

A decoração era pesada , rica em tons de ouro . Com o meu telemóvel fui fotografando não sei bem porquê, mas sentia que tinha que ocupar o meu tempo. Os minutos foram passando e ninguém aparecia , o meu nervoso aumentou. Até que ouvi passos e um homem entrou e olhou-me com ar sério. Por favor , pedi, vinha falar com o Dr Gonçalo e ele não aparece. O homem deu um sorriso condescente, o Dr. está a falar para os Estados Unidos, aguarde. E voltei a ficar só. O tempo passou , talvez uma hora ou mais , até que a mesma mulher de ar maternal veio ter comigo . O Dr. pede desculpa pela demora , mas vai já falar consigo . Vamos até à sala. Seguia-a cada vez mais constrangido e arrependido de ter ido . Entrei na sala que ela me indicou. 

sala -dialogo.jpg

Voltei a sentar-me e a esperar. A senhora tinha deixado numa mesinha de apoio um tabuleiro com bolos e café , mas estava nervoso demais para aceitar fosse o que fosse. Pensei desistir e sair dali  mas já não sabia encontrar a saída. Minutos depois , entrou um homem alto , bem vestido e perfumado, que me estendeu a mão com um sorriso.

Então é o famoso amigo oculto do meu blog. 

Sorri constrangido , a situação não era confortável . Mas estava ali para isso , de repente soltei tudo o que me ia na alma , a minha procura vã por uma oportunidade, o meu desespero e o fel que me tinha levado a escrever aquelas coisas a alguém que me tinha parecido hipócrita ao falar de igualdade, quando deixava transparecer o status , o luxo e a posição . Ele ouviu-me sem me interromper, e depois falamos muito , muito tempo . Não sei dizer quanto tempo foi , mas vi que o dia lá fora ia escurecendo .Reparei no ar cansado , que as fotos raras colocadas no blog não me tinham permitido notar. Notei um extremo cansaço nos gestos e um sorriso triste. Senti-me mal por toda aquela situação . Perguntou-me se tinha o currículo e fui buscar ao carro , acompanhado de um outro homem que não sabia quem era. No regresso fui para um escritório onde se decidiu a minha vida.

escritório.jpeg

Ali nesse mesmo dia fui contratado para um cargo que não esperava. Desde ai , não digo que a minha vida tenha sido um mar de rosas, porque os embates com o chefe às vezes são inevitáveis , mas sinto que o meu trabalho é reconhecido. Que tenho hipótese de mostrar o valor que tenho e devo a este senhor a minha tranquilidade a nível laboral. Ao lado dele cresci e aprendi mesmo muito , muito mais do que aquilo que imaginei. Continuamos com as nossas picardias , nem podia deixar de ser , mas sei que lhe devo este tributo . Como todos os que trabalham perto dele , tenho acesso à Pass deste blog , e sei que ele não vai gostar desta exposição , mas sinto que lhe devo este tributo. 

Muito obrigado

P.S. Para mostrar que não perdi o meu poder contestatário , aqui deixo um link de uma música , como o nosso chefe tanto gosta de nos deixar por vezes , para nos fazer reflectir. P lonk que lhe deixo não tem qualquer teor de reflexão , mas mostra aquilo que todos aqui às vezes sentimos por ele. Principalmente no início de cada ano.

http://youtu.be/_Uu9e3hdpqM

Cole na barra de pesquisa e ouça , chefe... até porque o novo ano está por ai.

Grato

Pedro Moura

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 10:25

Quem muito se ausenta...

Sexta-feira, 10.10.14

frase-minha-solidao-nao-tem-nada-a-ver-com-a-prese

Houve alturas na minha vida que me deparei com certas situações  que me abriram os olhos e me fizeram mudar a forma de ver a vida e as pessoas. Muitas vezes pensei ficar sem chão , as minhas certezas caíram por terra e no meio do nada em que achei que me encontrava , tive que procurar e encontrei caminhos que até então me eram completamente desconhecidos. São momentos em que a vida nos obriga a crescer mais depressa , a ter uma maior maturidade e assim sendo , as minhas prioridades mudaram , assim como os meus conceitos , as minhas verdades , as minhas lutas interiores, e até a forma como passei a ver os outros e a interagir com eles.

Aprendi que eu tenho uma forma particular de ser que às vezes pode agredir a forma de os outros sentirem ou pensarem.

É deste encontro entre a minha forma de ser e daqueles que me rodeiam que nascem as amizades, os conflitos , as inimizades , tudo que faz a convivência entre pessoas diferentes. Um pouco à custa da minha própria decepção , comecei a perceber que cada vez mais as pessoas desvalorizam a amizade e são incapazes de criar verdadeiros laços. Compreendi que as pessoas regra geral preferem viver de forma egoísta , mergulhadas nas suas próprias vidas , nas suas aprisionantes rotinas , só se lembrando dos "amigos" quando precisam , quando se sentem sozinhos e tristes , quando precisam de apoio ou sentem a necessidade de desabafar.

Nessas alturas correm para pedir ajuda , precisam de sentir amparo ,e nós, os parvos cedemos , damos o nosso tempo , o nosso apoio , até que se sintam de novo fortes , e voltem para as suas rotinas, esquecidas já , da mão que se lhes estendeu. Esquecem no seu egoísmo, quando enfim já consertaram a asa, que aquele que estendeu a mão , que apoiou , que amparou , não deixou de existir.

Tudo que de mim dou aos outros , sempre o fiz sem nada esperar em troca. Fiz porque senti que o devia fazer , sem esperar algum tipo de retorno , de gratidão.Quando me dei , fí-lo porque achei que o devia fazer ,porque era o caminho mais certo e mais correcto. Claro que sou humano e quando sentimos empatia com alguém é difícil não criar algum tipo de expectativa. É difícil não esperar que aquela pessoa a quem nunca se negou o nosso tempo , para quem se teve sempre o melhor que soubemos dar , esteja lá também para nós , quando for a nossa vez de precisar.

O problema é quando um dia precisamos e essa pessoa não está , não está uma vez , não está na vez seguinte, nem na outra,quando essa pessoa não nos diz um "obrigado", um "estou aqui" um " vai correr tudo bem...".

Quando imagina coisas sobre nós , porque nem se dá ao trabalho de procurar saber como estamos,porque não quer mesmo saber , envolvida com a sua própria vida egoisticamente prioritária sobre tudo e sobre todos. Porque não sabe o problema que nos consome ... ou até sabe , mas ignora , porque desta vez não é essa pessoa a precisar.

Quando nos deparamos com pessoas assim , o que acontece? Acabamos com o tempo por nos tornarmos também egoístas ,passamos a olhar desconfiados para cada sorriso que nos é dirigido. Não chegamos ao cumulo de deixarmos de nos importar com os outros , mas não estaremos tantas vezes disponíveis para quem vier.

E uma coisa eu aprendi com tudo isto , por muito amigo que seja: QUEM MUITO SE AUSENTA, UM DIA DEIXA DE FAZER FALTA.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 12:17

Devaneios

Quinta-feira, 02.10.14

Gosto  de ficar em meio à vegetação que me rodeia e pensar no milagre da vida , nas relações entre as pessoas, no meu mundinho que gosto de manter fechado. Estive tão perto de morrer que hoje sei dar o devido valor a cada momento da minha vida. Por maiores que sejam as dificuldades que por vezes aparecem , nada me tira o gosto por cada minuto de vida. Passei a reparar no mundo em todos os seus mais pequenos detalhes e a compreender a sua perfeição e beleza, Não gosto de abrir o meu mundo a estranhos. Estou cansado de ficar a tentar que me compreendam , a fingir que não compreendo a mesquinhez, a maldade encapotada em sorrisos tão calorosos. Aprendi que a vida vale muito a pena e que cabe a nós sermos sábios o suficiente para nos rodearmos de quem realmente nos faz bem . Nos preenche cada centímetro da alma. Ninguém é perfeito e tentar encontrar o amigo perfeito é perder tempo, mas procuro o amigo sincero , aquele que não usa máscara e assume aquilo que é. Às vezes deparo-me com situações de clamar ao céu, com pessoas que assumem posições e que pensam que os outros não as compreendem. Não só comigo , mas com amigos meus , com familiares. A coisa que mais me custa é ver alguém abusando da amizade ou da fragilidade de alguém . As manipulações de sentimentos enojam-me e cada vez mais , o mundo está cheio de pessoas que não conseguem reconhecer e agradecer uma amizade sincera. Tenho pena das pessoas que deixam ao acaso amigos preciosos, na sua ganância por uma materialidade que os não levará a lado nenhum . Gosto de pessoas sinceras , com garra para lutar , que traçam metas para a sua vida , mas que têm um coração leal aos seus amigos e noção daquilo que é ser amigo de verdade. Para mim um amigo é um familiar que o coração adoptou, porque se é verdade que não podemos escolher a família , é verdade também que podemos escolher os amigos. Ultimamente o termo amigo é muito mal escolhido . Chama-se amigo ao vizinho , à pessoa que ocasionalmente se encontra no café , aos meros conhecidos. Por isso o conceito de amigo perdeu-se e hoje chama-se amigo a tudo e a todos. Para mim amigo é aquele que partilha da minha privacidade, da minha vida , é aquele que sei que não me vai trair nunca. A vida é curta demais para não a apreciarmos plenamente. Desejo a todos que não passem pela vida , mas sim que a vivam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 13:27

Frases Célebres

Quarta-feira, 01.10.14

“Quando alguém me pergunta se posso guardar um segredo, respondo: por que eu deveria, se você não pôde?”

Gore Vidal

 

“A Bíblia nos diz para amar nosso próximo e também para amar nosso inimigo; provavelmente porque eles são a mesma pessoa.”

G. K. Chesterton

 

“Quem caminha descalço não deve semear espinhos.”

George Herbert

 

“Por que escovar os dentes quatro vezes ao dia e fazer sexo duas vezes por semana? Por que não o contrário?”

Woody Allen

 

“O castigo do mentiroso, além de ninguém acreditar nele, é ele não poder mais acreditar nos outros.”

George Bernard Shaw

 

“Nem todas as verdades são para todos os ouvidos.”

Umberto Eco

 

“A felicidade tem uma grande vantagem sobre o dinheiro: ninguém a pede emprestada.”

Noel Clarasó

 

“Não é que eu tenha medo de morrer. É que eu não quero estar lá na hora que isso acontecer.

Woody Allen

 

“Aprenda como se você fosse viver para sempre. Viva como se você fosse morrer amanhã.”

Mahatma Gandhi

 

“O casamento faz de duas pessoas uma só, difícil é determinar qual será.”

William Shakespeare

“Não vemos as coisas como elas são, mas como nós somos.
Anaïs Nin
“A moral é a debilidade do cérebro.”
Arthur Rimbaud
“O que realmente deixa um homem lisonjeado é o fato de você o considerar digno de adulação.”
Bernard Shaw
“Há livros escritos para evitar espaços vazios na estante.”
Carlos Drummond de Andrade
“Respirar é uma doença!”
Charles Bukowski
“Engolimos de uma vez a mentira que nos adula e bebemos gota a gota a verdade que nos amarga.”
Denis Diderot
“Políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos pelo mesmo motivo.”
Eça de Queiróz
“Felicidade em pessoas inteligentes é a coisa mais rara que conheço.”
Ernest Hemingway
“Não me venham com conclusões! A única conclusão é morrer.”
Fernando Pessoa
“A mentira é o único privilégio do homem sobre todos os outros animais.”
Fiódor Dostoiévski
“Ninguém pode ser sábio de estômago vazio.”
George Eliot
“Em tempos de embustes universais, dizer a verdade se torna um ato revolucionário.”
George Orwell
“Algo deve mudar para que tudo continue como está.”
Giuseppe Tomasi di Lampedusa
“Tenha cuidado com a tristeza. É um vício.”
Gustave Flaubert
“Não há mentira pior do que uma verdade mal compreendida por aqueles que a ouvem.”
Henry James
“É permissível a cada um de nós morrer pela sua fé, mas não matar por ela.”
Hermann Hesse
“É pecado pensar mal dos outros, mas raramente é engano.”
H. L. Mencken
“É tão absurdo dizer que um homem não pode amar a mesma mulher toda a vida, quanto dizer que um violinista precisa de diversos violinos para tocar a mesma música.”
Honoré de Balzac
“Os criacionistas fazem com que uma teoria pareça uma coisa que se inventou depois de beber a noite inteira.”
Isaac Asimov
“A verdadeira função do homem é viver, não existir.”
Jack London
“A única exigência que faço aos meus leitores é que devem dedicar as suas vidas à leitura das minhas obras.”
James Joyce
“Quem é que quer flores depois de morto?”
J. D. Salinger
“A democracia é um erro estatístico, porque na democracia decide a maioria e a maioria é formada de imbecis.”
Jorge Luis Borges
“Viver é negócio muito perigoso.”
João Guimarães Rosa
“Um pouco de desprezo economiza bastante ódio.”
Jules Renard
“Ser valente é muito mais fácil do que ser homem.”
Julio Cortázar
“O ciúme é um latido que atrai cães.
Karl Kraus
“Humanista é uma pessoa com grande interesse pelos seres humanos. Meu cachorro é humanista.”
Kurt Vonnegut
“Todas as famílias felizes se parecem; cada família infeliz é infeliz à sua maneira.”
Liev Tolstói
“A solidão é a mãe da sabedoria.”
Laurence Sterne
“Estar sozinho é treinarmo-nos para a morte.”
Louis-Ferdinand Céline
“Assim é, se lhe parece”.
Luigi Pirandello
“Para os peixinhos do aquário, quem troca a água é Deus.”
Mario Quintana
“Aquele que lê maus livros não leva vantagem sobre aquele que não lê livro nenhum.”
Mark Twain
“Não há regra sem exceção.”
Miguel de Cervantes
“Quanto mais sublimes forem as verdades mais prudência exige o seu uso; senão, de um dia para o outro, transformam-se em lugares comuns e as pessoas nunca mais acreditam nelas.”
Nikolai Gógol
“Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe.”
Oscar Wilde
“Qual é a tarefa mais difícil do mundo? Pensar.”
Ralph Waldo Emerson
“A política talvez seja a única profissão para a qual não se julga necessária uma preparação.”
Robert Louis Stevenson
“Quando uma pessoa sofre um delírio, se chama loucura. Quando muitas pessoas sofrem um delírio, isso se chama religião.”
Robert M. Pirsig
“Não há nenhum pensamento importante que a burrice não saiba usar, ela é móvel para todos os lados e pode vestir todos os trajes da verdade.”
Robert Musil
“Respirei fundo e escutei o velho e orgulhoso som do meu coração. Eu sou, eu sou, eu sou.”
Sylvia Plath
“Nada inspira mais coragem ao medroso do que o medo alheio.”
Umberto Eco
“Nossa existência não é mais que um curto circuito de luz entre duas eternidades de escuridão.”
Vladimir Nabókov
“A gargalhada é o sol que varre o inverno do rosto humano.”
Victor Hugo
“Devemos julgar um homem mais pelas suas perguntas que pelas respostas.”
Voltaire
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 12:47





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  


Deus Cuida de Mim

(Para escutar clic no video)

NAO2c.jpg

Proibida a cópia e ou a reprodução deste Site, sem a prévia autorização do autor, por quaisquer meios ou processos existentes ou que venham a ser inventados, especialmente por programas de computador de acesso à Internet ou não, sistema gráfico, micro filmagens, fotográficos, videográficos; bem como a inclusão de qualquer parte desta obra em qualquer sistema de processamento de dados. Estas proibições aplicam-se também às características da obra e à sua edição. A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão e multa, além da possibilidade de busca e apreensão dos exemplares reproduzidos e apetrechos utilizados na reprodução.

Curriculum Vitae do Autor do Blog

Licenciado em Direito pela Universidade de Yale
Pós-graduação em Direito Criminal
Doutoramento em Medicina Forense

Estudos de História de Arte

Estudos de RPG aplicados ao ensino de técnicas teatrais

Escritor de Poesias e textos de reflexão

Com vários artigos de opinião publicados em revistas

Autor de alguns estudos de Mitologia

Membro da Maçonaria

Membro das Ordens Inglesas de Aperfeiçoamento Maçônico.

Cavaleiro Templário, membro do Preceptório Madras

Membro Honorário do Priorado

Iniciado em estudos sobre a Magia Celta em Stonehenge no ano de 1990

Membro da Antiga e Mística Ordem Rosacruz

Membro da Ordem Martinista

Membro do Colégio dos Magos

Conhecedor de, Kabbalah, Astrologia e Numerologia, formado pelas escolas mais tradicionais do ocidente.

Faixa-Preta (10º grau) de Kung Fu

Praticante de Karate

Praticante de capoeira

Professor de Chi-Kung Técnicas de kung Fu

Deu cursos e participou em projectos urbanísticos usando conhecimentos de Feng-Shui

Gestor de empresa


Mural do Sonhos



comentários recentes



subscrever feeds



Quem Nos Visita



Contador

contador de visitas