Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Profetas da Desgraça

Sábado, 29.08.09

Os falsos profetas que predizem o fim do mundo, provocam maiores danos com o que dizem , do que os próprios cataclismos provocariam. Ao falarem tão facilmente do fim do mundo , de formas absolutamente erradas , provocam nas pessoas de bom senso uma repulsa imediata , é errado falar tão facilmente e ridiculamente num juízo final.

Eu pessoalmente já evito ouvir esse coro de verdadeiras carpideiras sem nenhuma base cientifica , que fazem de assuntos distintos uma autêntica salada russa. E assim fica difícil discernir no meio de tanta idiotice os assuntos que de facto se coadunam com a verdade. E é assim que a energia negativa consegue obter a vitória que procura , a de afastar as pessoas de bom senso de qualquer pensamento sobre a vontade de Deus. E todas essas ideias erradas espalhadas como verdades cientificas , aos 4 ventos, acabam fazendo com que muitos se percam ou se afastem da verdade.

E infelizmente essas profecias sempre foram assim. Deixo abaixo uma lista das piores idiotices por ordem cronológica já ditas sobre o famoso final do mundo.

No ano 960 da nossa era, um alemão de nome Bernard anunciou que o fim do mundo se daria quando a sexta-feira santa coincidisse com a anunciação da Virgem. Quando isso ocorreu, em 992, a cristandade, temerosa, acorreu em massa às igrejas para rezar.

 

Em 1179, o astrólogo Juan de Toledo previu imensas catástrofes para o ano de 1186, que poderiam levar ao fim do mundo e ao Juízo Final. O pânico alastrou-se pela Europa e Oriente Médio. O arcebispo de Canterbury decretou uma semana nacional de penitência. O imperador de Constantinopla mandou murar todas as portas e janelas do seu palácio, enquanto uma grande parte da população cavava para si abrigos subterrâneos ou refugiava-se em cavernas e grutas.

 

Em 1523, um astrólogo inglês anunciou que o fim do mundo fora marcado para o dia 21 de Fevereiro de 1524, e que começaria com a destruição de Londres por um dilúvio. O pânico foi tal que mais de 20 mil pessoas abandonaram a cidade para se refugiar nas colinas dos condados de Essex e Kent. O clero local construiu para si uma fortaleza na colina de Harrow, e lá se instalou com provisões para dois meses.

 

O anabatista alemão Melchior Hoffman anunciou a volta de Cristo à Terra para 1533, quando o mundo seria destruído pelo fogo, com excepção da cidade de Estrasburgo, que se tornaria então a Nova Jerusalém. Muitos adeptos desfizeram-se de todos os bens terrenos para salvar as suas almas.

 

Em 1693, Jacob Zimmermann calculou que o fim do mundo teria lugar em Outubro de 1694, e fundou uma colónia na Pensilvânia para aguardar lá a chegada do Juízo Final.  Os seus discípulos construíram um tabernáculo de madeira com um telescópio no telhado, para poderem observar o céu e os astros no momento
final.


Em 1806, uma albergueira inglesa de nome Mary Bateman anunciou que uma de suas galinhas punha ovos sobre os quais se podia ler "Cristo está chegando". Ela havia tido uma revelação de que o mundo seria destruído pelo fogo, e que o Juízo Final viria quando a galinha agraciada tivesse posto 14 ovos com a inscrição sagrada. Depois de estudar a Bíblia por dois anos, em particular o Livro de Daniel, William Miller convenceu-se de que o mundo seria destruído pelo fogo no ano de 1843. A partir de 1840 o número de seus adeptos começou a crescer, até atingir centenas de milhares por toda a costa leste dos Estados Unidos. No início do ano fatídico ele construiu um tabernáculo em Boston, para cuja consagração acorreu uma multidão de quase 4 mil pessoas.


Em 1844, uma vidente do Havai, chamada Hapu, anunciou que fazia parte da Santíssima Trindade juntamente com Jesus e Jeová, e ameaçou com os piores castigos Divinos aqueles que se recusassem a crer nas suas palavras. O sucesso com os havaianos foi imediato quando ela afirmou que não era mais necessário trabalhar, já que o fim do mundo estava próximo. Em 1895, um sacerdote protestante publicou um livro em Berlim em que anunciava o fim do mundo para 1908. Havia lá a previsão de uma guerra europeia para 1897, o aparecimento de um novo Napoleão em 1899, um enorme terramoto em 1904, a ascensão ao céu dos 144 mil eleitos em 12 de Março de 1908 e outras coisas semelhantes...

 

No início do século, os adeptos da seita russa "Irmãos e Irmãs da Morte Vermelha" estavam certos de que o fim do mundo ocorreria no dia 13 de Novembro de 1900. Convencidos de que deveriam suicidar-se, 862 deles decidiram morrer na fogueira. Quando a polícia chegou, já havia uma centena de irmãos carbonizados. Alguns anos depois da tragédia na Rússia, o arcanjo Gabriel apareceu à jovem americana Margaret Rowan, comunicando-lhe que o fim do mundo seria exactamente à meia-noite da sexta-feira, 13 de Fevereiro de 1925.

 

Em 1938, um pastor protestante chamado Long teve a visão de uma misteriosa mão escrevendo numa espécie de quadro-negro a data "1945", enquanto uma voz lhe comunicava que o fim do mundo teria lugar no dia 21 de Setembro daquele ano, às 17h33, momento em que tudo o que houvesse na face da Terra se vaporizaria e se desintegraria. Long angariou milhares de adeptos com sua história. Na década de 50 a canadense Agnès Carlson fundou uma seita denominada "Os Filhos da Luz", com a promessa de que o fim do mundo aconteceria em 9 de Janeiro de 1953.

 

No dia 18 de Maio de 1954, os engenheiros da cidade de Roma encarregados de cuidar do Coliseu constataram o  aparecimento de grandes fissuras no monumento, que ameaçavam fazê-lo desabar. Foi o que bastou para um profeta de plantão anunciar que aquilo era o sinal do começo do fim, e que o mundo seria completamente destruído no dia 24 de Maio daquele ano, ou seja, seis dias depois. No seu livro O Fim do Mundo, Maurice Chatelain narra o que aconteceu: "Milhares de romanos precipitaram-se para o Vaticano, a fim de pedir ao Papa que os absolvesse de seus pecados.
Mas o Papa mandou-os de volta sem absolvição, explicando-lhes que, se o fim do mundo estivesse para chegar, ele seria certamente o primeiro a saber. Interrogando-se então sobre a serventia de um Papa que não era sequer capaz de absolvê-los dos seus pecados, os romanos voltaram em massa para a Praça de São Pedro, na segunda-feira, 24 de Maio, para lá aguardarem o fim do mundo e o Juízo Final. Mas o fim do mundo não ocorreu, e alguns operários foram mandados para reparar as paredes do Coliseu.

 

Em 1960, o médico italiano Elio Bianco fundou uma seita denominada "Comunidade do Monte Branco", com cerca de 40 discípulos. Segundo Bianco, o mundo seria destruído no dia 14 de Julho de 1960, às 01h45, pela explosão de uma bomba americana ultra-secreta. Ainda na década de 60, astrólogos hindus chegaram à conclusão de que o mundo acabaria em 4 de Fevereiro de 1962, por causa de uma conjunção do Sol, da Lua e mais 5 planetas. Segundo Maurice Chatelain, milhões de crentes caíram de joelhos, implorando à deusa Chandi Path que os poupasse e fazendo queimar quase duas toneladas de manteiga para apaziguar a sua cólera. Como nada aconteceu na data estipulada, concluíram que a deusa atendera as suas preces.

 

No dia 13 de Maio de 1980, 700 adeptos da seita brasileira Borboletas Azuis reuniram-se para esperar o dilúvio. Em 1997 a seita ainda contava com 15 persistentes fiéis. Em Outubro de 1992, o profeta Lee Jung-Rim levou cem mil fiéis da Igreja Missionária Dami, na Coreia, a esperar pelo minuto final, previsto para a meia-noite. Uma chuva incandescente cairia sobre o planeta, nuvens carregadas de dragões desceriam à Terra e os seus seguidores ascenderiam ao céu. Jung-Rim acabou processado pelos fiéis, 46 dos quais pelo menos haviam doado a ele todos os seus bens.

 

Em Novembro de 1993, Marina Tsvigun, líder da Grande Irmandade Branca, ordenou a centenas de seguidores que se reunissem na capital da Ucrânia, Kiev, para aguardar o fim do mundo. Como nada ocorreu, os fiéis deram início a tumultos na cidade e cerca de 500 pessoas foram presas. Apesar dos fracassos , os movimentos da desgraça universal actuais ainda desfrutam de uma certo interesse quando fazem acertadamente menção ao incremento contínuo de catástrofes e tragédias. Como esses eventos estão de facto a crescer, tanto em quantidade como em intensidade, eles dispõem assim de uma "prova" de que estão no caminho certo...

                               ***

E pior ainda , é quando em conjunto com as ditas provações de final dos tempos, se apresenta um Salvador ou um enorme amontoado de revelações "secretas".

 E isso também vem de longe. No apocalíptico ano de 1666, um judeu chamado Shabetai Zevi declarou ser o Messias, anunciou que a redenção estava próxima e escolheu doze discípulos para serem juízes das tribos de Israel... Foi entusiasticamente aceito por judeus em todo o mundo. Em 1759, um tal Jacob Frank sugeriu que era Deus encarnado e angariou grande quantidade de adeptos...

No início de 1814, uma senhora inglesa de 64 anos, chamada Joanna Southcott, anunciou que estava grávida do Espírito Santo e daria à luz, no dia 19 de Outubro de 1814, uma criança divina de nome Shiloh, que seria o segundo Messias. Esta data marcaria também o fim do mundo e o Juízo Final. Para convencer os incrédulos, Joana pediu para ser examinada por 21 médicos, dos quais 17 declararam que ela estava realmente grávida. Maurice Chatelain conta o desenrolar do drama: "Então a exaltação religiosa não teve mais limites. Milhares de fanáticos instalaram-se diante da casa onda ela morava e começaram uma longa vigília de orações, na espera do nascimento da criança sagrada que os iria salvar das labaredas do inferno.

Muitos deles caíram de cansaço e houve inclusive três que morreram no local. Finalmente veio o dia 19 de Outubro, mas o Messias não chegou. Chamaram então os médicos, que constataram que Joanna nunca estivera grávida, mas gravemente doente, tanto da cabeça como do corpo. Ela morreu, aliás, dez dias depois, e os seus discípulos pensaram que a volta do Messias, o fim do mundo e o Juízo Final tinham sido transferidos para mais tarde."

                                 ***

No nosso Século já se anunciaram ao mundo alguns novos Messias, no Brasil há um que chega ao extremo de se paramentar como Cristo vestia na época, e reafirma ser a reencarnação de Cristo, chegado a este tempo ao longo de muitas outras reencarnações sempre em profetas.

Mas tem que disputar o título com um colega Coreano. Esse tipo de gente, instigados por forças tenebrosas e de forma totalmente inconsciente, procura desviar a atenção de pesquisadores sérios em relação à passagem do Filho do Homem pela Terra.

E são eles que constituem o escudo das forças das trevas, tentando arrastar com eles o maior número de pessoas possível , numa destruição total , porque é a entrega da alma a um "Messias" Satânico.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 14:31





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  


Caetano veloso

(Para escutar clic no video)

NAO2c.jpg

Proibida a cópia e ou a reprodução deste Site, sem a prévia autorização do autor, por quaisquer meios ou processos existentes ou que venham a ser inventados, especialmente por programas de computador de acesso à Internet ou não, sistema gráfico, micro filmagens, fotográficos, videográficos; bem como a inclusão de qualquer parte desta obra em qualquer sistema de processamento de dados. Estas proibições aplicam-se também às características da obra e à sua edição. A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão e multa, além da possibilidade de busca e apreensão dos exemplares reproduzidos e apetrechos utilizados na reprodução.

Curriculum Vitae do Autor do Blog

Licenciado em Direito pela Universidade de Yale
Pós-graduação em Direito Criminal
Doutoramento em Medicina Forense

Estudos de História de Arte

Estudos de RPG aplicados ao ensino de técnicas teatrais

Escritor de Poesias e textos de reflexão

Com vários artigos de opinião publicados em revistas

Autor de alguns estudos de Mitologia

Membro da Maçonaria

Membro das Ordens Inglesas de Aperfeiçoamento Maçônico.

Cavaleiro Templário, membro do Preceptório Madras

Membro Honorário do Priorado

Iniciado em estudos sobre a Magia Celta em Stonehenge no ano de 1990

Membro da Antiga e Mística Ordem Rosacruz

Membro da Ordem Martinista

Membro do Colégio dos Magos

Conhecedor de, Kabbalah, Astrologia e Numerologia, formado pelas escolas mais tradicionais do ocidente.

Faixa-Preta (10º grau) de Kung Fu

Praticante de Karate

Praticante de capoeira

Professor de Chi-Kung Técnicas de kung Fu

Deu cursos e participou em projectos urbanísticos usando conhecimentos de Feng-Shui

Gestor de empresa


Mural do Sonhos



comentários recentes






Contador

free counter