Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Modernices ...

Sexta-feira, 10.06.11

 

Quando eu era criança comia comida natural , fruta colhida na árvore, vegetais directamente da horta, montava a cavalo sem protecções , caía , esfolava os joelhos e tornava a montar , vivia numa casa enorme onde nada era à minha medida , com montes de escadas sem cancelas, janelas sem rede, apanhava uma sova merecida cada vez que aprontava , tinha TV a preto e branco , sem esse comodismo do comando , se quisesse mudar de canal tinha que me levantar e se a imagem fosse má , tinha que mexer no cabo da antena , aprendia valores morais na escola , no meu colégio apanhava se não estudasse , se fizesse muitos erros , se não tivesse feito os TPC , bebia água da torneira da escola , batia nos colegas e também apanhava , o termo bullying era desconhecido e tenho o prazer de ter crescido normal . Neste momento tudo é diferente , tudo é controlado e gerou-se uma sociedade mal informada e cheia de temores . Temos os nossos jornalistas a trabalhar num limbo sem assunto , tantas vezes forçados a dar atenção a temas inúteis somente para prender a atenção das massas. Temos cientistas que recebem subsídios para pesquisa e que incapazes de terem ideias e para justificarem os subsídios , passam anos em laboratórios testando e elaborando teses ridículas , inúteis , que são proclamadas pela imprensa da especialidade como verdadeiros sucessos da ciência , somente porque esse tipo de jornalismo vive ávido por um assunto novo , por muito ridículo que pareça e conseguem com uma habilidade nata , tornarem o desinteressante numa matéria empolgante . Temos o comércio cheio de produtos , cujos vendedores têm que vender a bem ou a mal , para não se verem no desemprego . Fazem-se campanhas gigantescas em nome de doenças desconhecidas , para acelerar o mercado dos medicamentos , porque qualquer produtor de publicidade sabe que o medo vende e muito . Basta gerar o pânico com uma doença e depois arranjar medicamento para ela , é claro que vão vender . Vivemos em meio a campanhas mentirosas , a marcas de iogurtes que combatem doenças , a produtos naturais que combatem os radicais livres como se algum dia isso fosse capaz de ser controlado , tantas mentiras que nos transformaram em ratos de laboratório com medo de tudo . Então ficamos com autênticas paranóias de saúde , como tomar sumo sem açúcar , beber cerveja sem álcool , somente porque isso permite não ter controle no que bebe, ignorando o restante mal que faz à saúde . Pessoas que deixam de comer um bom bife e optam por bife de soja , aquela coisa que fica sem gosto algum . Comem chocolate sem açúcar , porque acham que assim ficarão com o corpo da modelo que viram na revista de lingerie e adoçam o chá com adoçante pelo mesmo motivo . Fazem caminhadas nas nas esteiras dos ginásios , claro que seria bem melhor caminhar no campo , na praia , mas convencionou-se que frequentar ginásios é moderno e revelador de status superior . Oferecem aos filhos animais virtuais ou de corda , porque assim não levam doenças para casa . São ternos com algum canário ou periquito que mantêm muito higienizado na gaiola, porque confiar nas outras pessoas ou serem ternos , está fora de questão , afinal dizem que vivemos num mundo onde ninguém merece confiança . Compram casas bonitas , mas rodeiam-nas de cercas feias com medo dos ladrões , compram um segundo carro e queixam-se da poluição , do preço dos combustíveis e do trânsito congestionado . Compram louças bonitas para fecharem na vitrina da sala para que as visitas admirem e invejem . Querem viver um amor mas são cobardes demais para se darem , então vivem o amor através de novelas e filmes de amor . Imaginam paixões mas nunca se entregam , perdem um bom amigo para não perderem o orgulho ou não assumirem o ridículo dos seus actos . Às vezes em meio ao futebol , às novelas , às conversas de café , até lêem um livro , mas não mudam a opinião enraizada demais . Estamos numa sociedade que passa pela vida sem viver ...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 16:10


1 comentário

De valquiria a 14.06.2011 às 10:19

Bom dia Gonçalo!!!Lendo seu texto querido,se pensarmos na nossa infância eramos mais felizes.Podiamos brincar sem medo,comer frutas nos pés das arvore,legumes na horta não tinhamos esta neurose de hoje comer e engordar. Eu sou da opinião mais importante é que, a gente pode comer de tudo. Porque a vida é imprevisível você nunca sabe quando pode deparar com um quindim delicioso.Muitas pessoas vão a academia para manter o peso,entre fazer esteira numa academia e camnhar no ar livre.Prefiro ao ar livre. As caminhadas ao ar livre nos tras muito beneficios a saúde.O unico desafio e transformar a caminhada em habito.Algumas pessoas acham que precisamos ler as notícias para saber o que está se passando pois temos que ver a "realidade". Mas o que o noticiário passa não é a realidade completa. É uma parte da realidade. A pior parte dela. O que vemos na mídia é um filtro do que acontece. Existe todo tipo de notícia sendo anunciada o tempo inteiro, coisas boas e ruins.
Beijos com carinho!!!

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  


Caetano veloso

(Para escutar clic no video)

NAO2c.jpg

Proibida a cópia e ou a reprodução deste Site, sem a prévia autorização do autor, por quaisquer meios ou processos existentes ou que venham a ser inventados, especialmente por programas de computador de acesso à Internet ou não, sistema gráfico, micro filmagens, fotográficos, videográficos; bem como a inclusão de qualquer parte desta obra em qualquer sistema de processamento de dados. Estas proibições aplicam-se também às características da obra e à sua edição. A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão e multa, além da possibilidade de busca e apreensão dos exemplares reproduzidos e apetrechos utilizados na reprodução.

Curriculum Vitae do Autor do Blog

Licenciado em Direito pela Universidade de Yale
Pós-graduação em Direito Criminal
Doutoramento em Medicina Forense

Estudos de História de Arte

Estudos de RPG aplicados ao ensino de técnicas teatrais

Escritor de Poesias e textos de reflexão

Com vários artigos de opinião publicados em revistas

Autor de alguns estudos de Mitologia

Membro da Maçonaria

Membro das Ordens Inglesas de Aperfeiçoamento Maçônico.

Cavaleiro Templário, membro do Preceptório Madras

Membro Honorário do Priorado

Iniciado em estudos sobre a Magia Celta em Stonehenge no ano de 1990

Membro da Antiga e Mística Ordem Rosacruz

Membro da Ordem Martinista

Membro do Colégio dos Magos

Conhecedor de, Kabbalah, Astrologia e Numerologia, formado pelas escolas mais tradicionais do ocidente.

Faixa-Preta (10º grau) de Kung Fu

Praticante de Karate

Praticante de capoeira

Professor de Chi-Kung Técnicas de kung Fu

Deu cursos e participou em projectos urbanísticos usando conhecimentos de Feng-Shui

Gestor de empresa


Mural do Sonhos



comentários recentes






Contador

free counter