Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Desabafo

Quarta-feira, 08.05.13

 

 

Desapareceste porquê?- É a pergunta que os meus amigos mais me fazem . E quando a ouço pergunto : - Sentiste a minha falta? E a resposta vem num tom quase ofendido : - Claro que senti ! . Respiro fundo , e pergunto : - Porquê ? E ai vem a usual resposta : - Precisei de

 ti ...

E eu penso para mim mesmo que nem valeria a pena ter perguntado . As pessoas só sentem a nossa falta quando a nossa presença é necessária por algum motivo . Vivemos numa época em que o ser humano se tornou invulgarmente egoísta , egocêntrico e desavergonhado . Em que cada um centra a atenção no seu umbigo e se acha o centro do mundo .

Costumo ensinar a quem quer aprender , que a melhor forma de não ofender , não magoar o próximo é praticarmos a capacidade de nos colocarmos momentaneamente no lugar do outro .

Todos temos a nossa forma peculiar de ver a vida , certa ou errada não interessa , até porque ninguém tem a inteligência e a isenção de avaliar da justeza dos seus próprios sentimentos , conhecimentos ou actos.

Mas antes de apontarmos a metralhadora ao outro e o alvejarmos com a nossa sapiente verdade , basta pensar o seguinte ." Se fosse eu a estar nesta situação , a ter cometido este erro , o que sentiria se alguém me dissesse isto? Ou se alguém me fizesse isto?"

Ter razão não nos dá o direito de dizer ou fazer ao outro aquilo que em igual circunstancia acharíamos mal para nós .

Há pessoas que não suportam que se discorde das suas verdades . Isso é uma forma de negar a si mesmo a capacidade de aprender . Se eu me achar incapaz de cometer erros , se eu julgar que sou dono da verdade absoluta , então fecho-me sobre mim mesmo e não deixo que ninguém molde a minha opinião .

Eu sempre aprendi mais com os meus erros do que com os meus acertos . Os meus acertos são estanques , eu acerto e sigo em frente , mas quando erro vem todo um aprendizado e isso desenvolve a minha capacidade de aprender e reaprender .

Quando me apontam um erro , eu aceito e peço de imediato que me mostrem como posso fazer para remediar o erro ou como podia ter agido de forma diferente para nem sequer o ter cometido .

Sempre arquei com as consequencias dos meus erros e sempre as quis ter , até quando eram evitáveis , para me sentir " limpo" perante mim mesmo .

Obviamente não aspiro à perfeição , nem sou candidato a beato , mas acho que se me foi dado o privilégio de passar uns anos neste mundo , tenho a obrigação de fazer mais de que sobreviver e satisfazer os meus desejos .

Uma vida na terra é um investimento de Deus e cabe a mim valorizar tanto quanto possível o investimento que ele fez em mim .

Não quero sentir-me uma má aposta de Deus .

Voltando aos amigos que só procuram quando precisam , devo dizer que para eles eu nunca estarei presente nas suas vidas .

Porque caso não saibam ou não entendam , eu não sou um escudo a que se recorre quando se precisa , nem uma diversão para bons momentos.

Eu sou um ser humano normal , que tem os seus defeitos , as suas birras , que também gosta de mimo , de aconchego e de abraço .

Nunca na minha vida recusei apoio a um amigo que mo peça e tenho a certeza que com verdade ninguém virá aqui afirmar o contrário .

Já abdiquei de muita coisa para apoiar pessoas que eram importantes na minha vida .

Já ri com vontade de chorar somente para fazer nascer sorrisos .

Já abafei muitas vezes a minha dor , para ouvir os problemas alheios e tentar dar apoio e ajuda .

Na minha consciência nada pesa, sempre fiz pelos outros aquilo que gostaria que fizessem por mim e que salvo honrosas excepções nunca fizeram .

Eu não sou egoísta , mas também não sou idiota , sei que a intensidade com que se procura alguém é proporcional à importância que esse alguém tem na nossa vida .

Se há pessoas que dizem e juram a pés juntos que me adoram e quando fico sem aparecer simplesmente não estão nem aí , sinto-me aquilo que de facto sou na vida dessas pessoas , algo descartável .

E se eu sou descartável , então descarto também .

A minha vida infelizmente é muito ocupada , eu tenho várias vertentes profissionais e todas me ocupam muito tempo e o pouco que resta, tento canalizar para a família .

Mas nunca neguei o meu tempo , por curto que seja a quem me procura .

Posso abdicar de algo para ouvir e apoiar .

Agora se as coisas se tornam ocasionais , se sou importante quando estou, e quando não estou , as pessoas nem procuram saber se morri, e depois ainda cobram a presença , sinceramente para essas não estou nem aí .

Eu não sou de rupturas , não faço cenas , não cobro , porque acho que sentimentos se dão espontaneamente .

Não chego junto de ninguém para fazer uma teatralidade , para dizer que a amizade morreu ou seja lá o que for , eu tenho uma forma muito minha de me distanciar.

As pessoas ferem-me e eu afasto-me , vou indo devagar , sem alardes, vou perdoando, mas vou -me importando menos , até que um dia quando dou por mim , já fui há muito tempo .

Nenhum compromisso é mais importante que a preocupação sincera com as pessoas que são importantes para nós .

E nenhuma desculpa é capaz de sanar a ferida aberta pela indiferença .

Quem se preocupa de facto , sente falta , não quando precisa , mas sim por saudade , por preocupação com o outro .

Eu não sou incontactável , tenho os meus endereços de hotmail nos meus blogs , tenho aqui espaço para comentários que sempre leio com atenção , tenho o meu telefone no meu Facebook, portanto não terem como contactar é uma mentira convenientemente social .

E eu sou loiro sim , mas burro nunca fui e cada vez o sou menos .

Tenho um amigo meu Brasileiro que descobriu há anos que sofre de uma síndrome a que deu o nome de "vásefoder".

Eu não sou apologista de palavrões , mas efectivamente eles fazem parte do vernáculo Português e são perfeitamente aceites na nossa melhor literatura .

Então fazendo minha a síndrome do meu amigo , eu digo que se não se preocupa comigo , se a minha ausência , os meus sentimentos não interessam , se posso desaparecer que não há preocupação e só me procura quando dá jeito , então vá se foder .

E para terminar , fazem o especial favor de não me ligarem com numeros privados . Se o meu numero está exposto no Facebook , se nunca tive pejo em publicar a minha própria identidade , não aceito que me procurem escudados no anonimato idiota de um telemóvel .

Quem não tem nada a esconder liga com o numero a vista .

Temos que manter acima de tudo a dignidade e a honra, sempre ...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 11:24


5 comentários

De valquiria a 08.05.2013 às 12:53


Bom dia Gonçalo!!!Que desabafo querido!!!As vezes precisamos falar para as pessoas entenderem que amizade não e descartavél.Quando nos importamos com os amigos.Sobre telemovel numero privado,tem razão se são amigos porque numero privado.Saudades sempre sentimos das pessoas que amamos.Mais as vezes pela correria do dia a dia não da tempo de entrar em contato.Mais nem por isto esquecemos as pessoas que fazem parte de nossa  vida.Darei explo por mim mesma,as vezes meu tempo e curto.Mais procuro mandar e-mails ou SMS para saber se esta bem.As vezes alguns respondem e outros não.Claro ficamos chateados por não responderem.O que iremos fazer nada e prosseguir  nossa vida.A amizade e  linda e temos sempre preserva-las.Sobre que as pessoas te procuram porque estão com problemas.Neste caso  ate eu ficaria chateada se procurassem  so para falar com de seus problemas.Tem otimos profissionais que podem ajudar estas pessoas.Caramba Gonçalo  rs...eu escrevi um jornal aqui.Vc sabe que não gosto de fazer comentarios longo em blogs.Não porque todos iram ler,porque nunca me importei o que as pessoas  iram falar.Procuro sempre me preservar e meus amigos também.
Beijos com carinho!!!!

De Gonçalo de Assis a 08.05.2013 às 14:22

Boa Tarde Val . Ao escrever este texto apenas referi os amigos que apesar das grandes juras não estão nem ai para se preocuparem . Vc está num grupo muito espacial de amigos . É uma amiga que apesar de nem sempre estarmos em contacto jamais se esquece de mim . E prova disso são os seus torpedos e os seus e-mails e até seus comentários aqui . Com vc o faltoso sou eu . Porque muitas vezes na correria doida dos dias que parecem sempre curtos , nem sempre respondo seus e-mails . E isso é injusto . Mas também sei que vc tem a certeza que me preocupo com vc . Sempre leio o seu blog embora raramente comente e não o costumo fazer por mera preguiça é verdade . Mas tenho o seu numero de telemóvel e vc o meu , vc já procurou muitas vezes a minha família para saber de mim . A sua presença sempre está na minha vida . E acredite que eu sempre sei de vc e se eu ficasse sem notícias eu as procuraria de imediato como vc já fez tanta vez . Ser amigo é mesmo isso , é partilhar alegrias e tristezas . Um grande beijo e obrigado

De Sandrinha a 08.05.2013 às 21:40

Nossa!amigo...que desabafo...voltarei para falar quem sabe um pouco sobre isto..mais seria um outro desabafo...não sei..talvez seja melhor eu ficar quieta e ir aos poucos fazendo minhas novas escolhas e decidindo quem continua comigo nesta vida virtual ou sai dela...te confesso que entrei aqui somente para pegar o seu link...pois sinceramente sinto falta dele lá na minha nova casinha...tinha colocado depois tirei...mais voltarei com ele e com o tempo com os que realmente eu achar que vale a pena...não gosto de superficialidade...não gosto de muita coisa que rola aqui nos blogs...eu não abandonei ninguém...mais muitos me deixarão de lado...sem saber dos problemas que eu estava enfrentando...sem ter calçados os meus sapatos...Amizade para mim é algo diferente...bem...eu so vim pegar o link...pois sou sua leitora a Anos...te respeito...você me respeita..séria assim..ou maluketinha...acertando ou errando...e já levei umas bronca sua uma vez...por algo de errado que fiz onde te envolvi.Mais a gente só aprende errando...agora preciso sair...mais amanhã prometo reler este texto...em algumas partes me identifiquei muito com ele...no momento te deixo um Abraço com carinho...

De Sandrinha a 09.05.2013 às 13:11

Bom dia!amigo...vim reler o seu desabado...pois ontem passei com pressa e li uma unica vez e quando eu sinto que um texto vem no fundo do coração eu gosto de ler muitas vezes...confesso a você que hoje ele me deixou emocionada...pois ele retrata exatamente o que sinto em relação a "ditos" amigos...muitos nos procuram aqui mesmo quando precisam de alguma coisa...e não é tipo de uma palavra de consolo ou um abraço não...outros interesses.Eu Também já ri muito aqui com vontade de chorar só para ver feliz o outro...pois é assim que as pessoas nos gostam de ver...se ficamos quietinhas ou nos afastamos por um tempo por algum motivo nosso...a maioria nem quer saber o motivo...se estamos passando por algum problema...a não ser amigos mais chegados...aqueles que realmente nos quer nos conhecer mais a fundo e compartilhar não só nossas alegrias mais nossas tristezas também.


Bem...o desabafo é seu e não meu...mais em praticamente em quase tudo o que você citou em assinaria minha autoria abaixo...por isto me afastei dos comentários...primeiro pelo distanciamento que senti em relação a algumas pessoas e segundo porque como não aceitei entrar para um grupo que praticamente me obrigaria a pedir coisas e a fazer comentários impostos coisa que eu não gosto...preferi disser não e arcar com as consequências...mais foi bom...assim eu pude ver e sentir o quanto vale minha amizade para muitos...e o quanto gostam do meu blog e da minha companhia.Vou parar por aqui...pois não estou aqui para ofender e nem julgar ninguém...e apontar...mais cada um tem a sua própria conciência ou não né?graças a DEUS...hoje estou feliz com meu novo blog...me sentindo leve...postando pelo meu prazer de postar...Visitas?comentários?não me importo...eu quero pessoas que me procurem sem nenhum tipo de interesse ...porque gosta de mim.


Quem quiser que me siga...meu blog está de portas abertas...mais tem dias que parece até que é restrito.mais não é!que sejam sempre todos bem vindos sempre!sempre venho aqui...para ler seus textos...saber como estas....pois não temos outro contato a não ser por aqui e pelo face...mais quando você ou a maria somem um pouquinho já fico preocupada e isto é sincero de minha parte.Quanto a ser ou não visitado por você não me incomodo que não tenha tempo para isto...pois entendo..mais fico imensamente feliz e honrada quando isto acontece.Eu hoje faço minhas escolhas...porque senti a indiferença de algumas pessoas...e não só eu...mais em relação a uma amiga que gosto muito..e que aconteceu o mesmo com ela...nossos blogs que eram tão visitados ficaram praticamente parecendo restritos...bem...deixa para lá!ou a gente entra nas panelas...ou cai fora...a verdade é esta...eu quero outras coisas para mim agora...amigos leais...para todas as horas...


Até mais!obrigado pelo espaço para o meu desabafo também!Fica com Deus!


Um Abraço para a Maria também!


De Sandrinha a 09.05.2013 às 13:21

Assino abaixo tudo o que você disse e mais o que eu disse:Sandra Vaz.

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  


Deus Cuida de Mim

(Para escutar clic no video)

NAO2c.jpg

Proibida a cópia e ou a reprodução deste Site, sem a prévia autorização do autor, por quaisquer meios ou processos existentes ou que venham a ser inventados, especialmente por programas de computador de acesso à Internet ou não, sistema gráfico, micro filmagens, fotográficos, videográficos; bem como a inclusão de qualquer parte desta obra em qualquer sistema de processamento de dados. Estas proibições aplicam-se também às características da obra e à sua edição. A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão e multa, além da possibilidade de busca e apreensão dos exemplares reproduzidos e apetrechos utilizados na reprodução.

Curriculum Vitae do Autor do Blog

Licenciado em Direito pela Universidade de Yale
Pós-graduação em Direito Criminal
Doutoramento em Medicina Forense

Estudos de História de Arte

Estudos de RPG aplicados ao ensino de técnicas teatrais

Escritor de Poesias e textos de reflexão

Com vários artigos de opinião publicados em revistas

Autor de alguns estudos de Mitologia

Membro da Maçonaria

Membro das Ordens Inglesas de Aperfeiçoamento Maçônico.

Cavaleiro Templário, membro do Preceptório Madras

Membro Honorário do Priorado

Iniciado em estudos sobre a Magia Celta em Stonehenge no ano de 1990

Membro da Antiga e Mística Ordem Rosacruz

Membro da Ordem Martinista

Membro do Colégio dos Magos

Conhecedor de, Kabbalah, Astrologia e Numerologia, formado pelas escolas mais tradicionais do ocidente.

Faixa-Preta (10º grau) de Kung Fu

Praticante de Karate

Praticante de capoeira

Professor de Chi-Kung Técnicas de kung Fu

Deu cursos e participou em projectos urbanísticos usando conhecimentos de Feng-Shui

Gestor de empresa


Mural do Sonhos



comentários recentes





Quem Nos Visita



Contador

contador de visitas