Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Na Minha Mão

Quarta-feira, 26.08.15

minha mão.jpg

 O tempo ensinou-me que existe uma diferença enorme em ajudar o outro , estender a mão ou achar-se no direito de acorrentar a alma que ajudou a uma limitativa gratidão. O tempo ensinou-me que amar é muito mais que apoiar-me no ser amado , seja ele a mulher ou a família , e aprendi que estar acompanhado nem sempre significa entendimento pleno ou segurança. Aprendi que infelizmente muitas conversas ditas e que nos soam bem , podem ser falsas e que eu tenho que aprender a não esperar de mais dos outros , porque isso é colocar neles expectativas apenas minhas. Aprendi a não querer ganhar sempre e a aceitar as minhas derrotas como uma consequencia normal de uma luta, sem me recriminar. Aprendi a viver o hoje e do hoje tirar todos os sorrisos e todas as alegrias possíveis , porque o amanhã é um tempo que não me pertence. Aprendi que até aquilo que eu adoro , se for em demasia pode fazer mal , tal como o sol faz se me expuser em excesso a ele. Aprendi que por muito que se explique certas coisas há pessoas que absolutamente não compreendem. Sei que mesmo quem nos ama pode nos magoar de formas complexas e que por vezes falar e desabafar não ajuda tanto assim. Aprendi que o plano mais bem montado , o segredo mais bem guardado , o chão mais seguro , pode ruir em virtude de uma palavra impensada , dita na hora errada. Aprendi que num momento se pode fazer algo que nos faça arrepender para o resto da vida . Aprendi que para se ter um amigo sincero não é preciso estar em contacto constante , porque as amizades verdadeiras crescem apesar de longas ausências. Descobri que os meus maiores amigos sempre foram os que fizeram questão de nunca me pedir nada. E que amigos é a família que Deus nos permite escolher. Compreendi que os amigos mudam a sua forma de ser e de agir mas isso não significa que a amizade terminou. Descobri , porque a vida sempre me mostrou , que as pessoas que mais amamos na vida são aquelas que por vezes Deus nos tira mais depressa, por isso devemos dizer que amamos , às pessoas que amamos e não devemos perder tempo com tricas parvas , ciúmes doentios , desconfianças absurdas , porque cada minuto que temos com essas pessoas pode muito bem ser o ultimo , aqui , neste mundo. Aprendi que os actos dos outros podem ter influencia em nós , mas que isso não nos desresponsabiliza dos nossos próprios actos e que os outros jamais podem ser a desculpa para os nossos erros. Nunca me quis comparar a ninguém , nem quero , nem procuro ser como os outros são ou sentir como os outros sentem, mas sim tentar ser o melhor que eu mesmo sou capaz. No entanto sei que ainda não sou a pessoa que eu queria ser , a que eu talvez possa ser , mas também sei que o meu tempo talvez não me permita ser aquilo que eu talvez um dia conseguisse encontrar em mim . Aprendi a determinar caminhos e estradas na minha vida , não por ter pressa de chegar , mas sim para orientar os meus passos , para saber onde quero ir , porque quem não define metas , não sabe para onde vai , acaba achando que qualquer lugar lhe serve. Aprendi que tenho que controlar os meus pensamentos , as minhas vontades , os meus medos e os meus actos , porque se eu não aprender a controla-los a minha vida será controlada por eles , escravizando a minha alma. Aprendi a não ser inflexível e a não impor as minhas verdades aos outros , sem avaliar das suas razões , por muito errada que nos parece uma conduta , antes de criticar , devemos conhecer os dois lados. Não tenho cultos de heróis e nem me reconheço em nenhum , para mim um herói foi alguém louco o suficiente para ultrapassar as suas limitações e fazer o que tinha que ser feito. Aprendi que a paciência se aprende e se dá aos outros como esperamos que os outros nos retribuam. Descobri que posso conhecer muito mal as pessoas e que as vezes aquelas que eu acho uma fortaleza , podem fraquejar e que aquelas em que jamais sonhei existir coragem e garra , podem surpreender-me. Aprendi que a minha maturidade não veio com a idade mas sim com aquilo que aprendi nas experiencias que a vida me deu. Aprendi que uma boa parte daquilo que sou , devo a quem correctamente me mostrou que eu sabia pouco e se prestou a ensinar-me muito . Aprendi que as crianças são terra onde se devem semear as melhores sementes. Aprendi que posso estar com raiva do mundo , da vida , de alguém , mas isso não me dá o direito de agir impensadamente e muito menos de ser cruel. Descobri que o amor não obedece a regras ou imposições , que cada um ama do seu jeito e que toda a forma de amor é valida , desde que não vá contra a ética e que existem pessoas que amam , mas que não sabem demonstrar esse amor. Descobri que quando erro , não adianta que o lesado me perdoe , eu só vou ter paz quando eu me perdoar a mim mesmo . Aprendi a não agir com leviandade , nem a julgar de forma precipitada , porque conforme tratar os outros , um dia , assim serei tratado. Aprendi que existem actos e palavras que podem partir um coração em mil pedaços e que dificilmente voltará a ficar igual. Aprendi que o tempo que eu perder , será para sempre um tempo perdido. Devemos cultivar a nossa alma , ilumina-la de cores , de emoções e jamais enche-la de lixo , de desconfianças , de ódios mórbidos. Cabe a cada um de nós fazer da nossa alma um jardim , para ofertar aos outros , em vez de esperarmos que sejam os outros a trazer-nos as flores. E a vida ao fim de me ensinar tudo isto , também me ensinou que eu sou forte , capaz de suportar muita coisa. Houve alturas da minha vida que eu achava que já não podia mais , que não aguentaria mais e a vida mostrou-me que afinal consegui ir mais além . 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 06:32





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  


Caetano veloso

(Para escutar clic no video)

NAO2c.jpg

Proibida a cópia e ou a reprodução deste Site, sem a prévia autorização do autor, por quaisquer meios ou processos existentes ou que venham a ser inventados, especialmente por programas de computador de acesso à Internet ou não, sistema gráfico, micro filmagens, fotográficos, videográficos; bem como a inclusão de qualquer parte desta obra em qualquer sistema de processamento de dados. Estas proibições aplicam-se também às características da obra e à sua edição. A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão e multa, além da possibilidade de busca e apreensão dos exemplares reproduzidos e apetrechos utilizados na reprodução.

Curriculum Vitae do Autor do Blog

Licenciado em Direito pela Universidade de Yale
Pós-graduação em Direito Criminal
Doutoramento em Medicina Forense

Estudos de História de Arte

Estudos de RPG aplicados ao ensino de técnicas teatrais

Escritor de Poesias e textos de reflexão

Com vários artigos de opinião publicados em revistas

Autor de alguns estudos de Mitologia

Membro da Maçonaria

Membro das Ordens Inglesas de Aperfeiçoamento Maçônico.

Cavaleiro Templário, membro do Preceptório Madras

Membro Honorário do Priorado

Iniciado em estudos sobre a Magia Celta em Stonehenge no ano de 1990

Membro da Antiga e Mística Ordem Rosacruz

Membro da Ordem Martinista

Membro do Colégio dos Magos

Conhecedor de, Kabbalah, Astrologia e Numerologia, formado pelas escolas mais tradicionais do ocidente.

Faixa-Preta (10º grau) de Kung Fu

Praticante de Karate

Praticante de capoeira

Professor de Chi-Kung Técnicas de kung Fu

Deu cursos e participou em projectos urbanísticos usando conhecimentos de Feng-Shui

Gestor de empresa


Mural do Sonhos



comentários recentes






Contador

free counter