Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Obrigado Mestre

Domingo, 22.03.15

396607_305422156239079_239693605_n.jpg

 Bom dia Mestre. Sei que não gosta de invasões no seu espaço Web, mas hoje chegamos aqui e o senhor dormia e deu-nos vontade de lhe agradecer. Temos uma longa caminhada em conjunto onde o senhor se tem doado em conhecimentos a nós e à Ordem que honra e se honra de o ter nas suas fileiras. Ontem foi o dia do Poeta e não pudemos deixar de o lembrar , não só pela sua faceta poética , mas também pela sua faceta humana. Quando o senhor nos foi designado, soou em todos uma campainha de alarme. O pouco que conhecíamos do senhor, era da sua presença em reuniões , onde entrava sempre com ar sério e distante. A fama do senhor entre nós, era de alguém distante e inatingível. Quando assistimos às suas palestras sempre bem documentadas, achamos que era uma pessoa bastante inteligente e que iria exigir de nós, sem se preocupar a pensar em nós quanto pessoas. Um dia em que o senhor nos tinha passado algo para fazer , do qual a maior parte de nós não entendia rigorosamente nada , vimo-nos num dilema. Chegamos e o senhor estava da forma que lhe é característica , de pé, encostado à parede, com o olhar perdido no céu , num ponto qualquer que o absorvia. Eu disse ao meu grupo que o ia abordar, antes de apresentar o trabalho, porque aquilo estava uma miséria. Os outros chamaram-me parvo , que nem se atreviam. Eu olhei para o senhor e pensei que mal não me faria. Cheguei perto e toquei-lhe no braço , o senhor baixou o olhar , tirou os óculos e encarou-me interrogativo. Acho que a pouca coragem se foi , mas já que tinha tomado iniciativa tinha que continuar. Lembro-me perfeitamente de ter dito quase sem voz: Mestre , não percebi nada do que nos disse , nem do que temos para fazer. Esperei uma reprimenda , mas de repente o seu olhar mudou , saiu da distancia com que me olhava e deu uma gargalhada. Fiquei sem entender nada. Olhei o seu rosto que nos sorria e ouvi admirado quando chamou todo o grupo e perguntou se tinham percebido o trabalho. Todos se calaram , o senhor franziu os olhos com ar divertido e respondeu: Então o professor não presta! 

Rimo-nos sem saber o que dizer e o senhor abdicou do seu tempo para nos explicar tudo de novo. Para nos ajudar a preparar o trabalho e só nos deixou quando tudo estava feito e impecável. A partir desse dia , acho que todos passamos a olha-lo com outros olhos- Comecei a observar o seu olhar cansado e o esforço que muitas vezes faz para nos ajudar , para nos passar aquilo que quer ensinar. Já percebi que nos deu aulas com um profundo cansaço , doente e até com dores que eram visíveis no seu rosto. Que me lembre o senhor nunca deixou de ouvir ninguém , de ajudar, de ensinar por mais que estivesse cansado ou doente , ou até mesmo triste. E lembro-me de um dia em particular , que o senhor nos olhou e disse com o seu jeito afável que o caracteriza : Desculpem , hoje não consigo dar aula sobre a matéria em causa. Estou infinitamente triste e preciso da vossa ajuda. Vamos conversar?

Todos ficamos ali sem saber o que fazer. Um de nós , já não sei qual, iniciou uma vaga conversa sobre politica , o senhor respondeu e dai a pouco falava-se de economia e politica abertamente , o senhor expressou as suas ideias e quando o tempo terminou , entendemos que afinal tínhamos tido mais uma aula. Porque o senhor é um formador nato, e ensina até mesmo quando não quer.

Admiro a sua capacidade de trabalho , a sua capacidade de dar atenção a vários assuntos ao mesmo tempo, até de estar a ensinar algo e voltar ao seu computador , onde todos nos habituamos a vê-lo sorrir para o monitor e ainda assim prestar atenção a tudo que se passa na sala.

O senhor é um Mestre correctíssimo, imparcial e sobretudo muito justo. Hoje sei que podemos contar com o senhor para tudo,  mas que também se pisarmos o risco , nada nos salva.Nem vale a pena pedir que nada nos livra das consequencias que no entanto são aplicadas de forma justa.

Quero pois , deixar expresso ao senhor os nossos parabéns pelo dia do poeta e sobretudo a nossa gratidão pelo seu empenho e forma como se dedica a tudo o que faz.

Obrigado Mestre e que tenha um bom domingo.

G.L.F. Iniciados

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 11:30


2 comentários

De Sandra Ataíde a 22.03.2015 às 12:39

O Gonçalo Mestre não conheço e nem poderei conhecer. Mas conheço o Gonçalo patrão, o Gonçalo em todas as suas facetas profissionais e sei da verdade do que aqui está escrito. Nas outras empresas procura-se ver o patrão pelas costas, connosco o dia tem mais cor com a sua presença. Sempre foi afável com todos , nunca entrou sem cumprimentar, sem elogiar uma mudança de visual , um trabalho bem feito. É verdade o que se diz das suas crises de impaciência sim , mas eu queria ver outro a tocar tantos instrumentos como ele toca e com tanta gente a pedir atenção. Se fosse comigo eu já tinha surtado. O Gonçalo é de facto um exemplo de pessoa a todos os níveis, desde a sua capacidade de trabalho que não conheço outra igual , à sua sensibilidade e carinho. Muitas vezes o vi , sentado a escrever um texto para publicidade, e ao lado noutro Computador a decorrer venda de acções, ele saía de um para o outro e eu pensava como era possível conciliar duas coisas tão diferentes. Para não falar de todo o resto , dos problemas que lhe lançam no colo e imploram,(por favor Dr. resolva isto, por favor Dr. só o senhor é capaz). E o pobre ouve todos , ajuda todos, eu não aguentava um décimo. E depois disto tudo ainda ter tempo para se dedicar aos sentimentos pessoais, à família, aos amigos e fazer poesia, é de dar muito valor.
Um beijo

De Paulo Costa a 23.03.2015 às 20:24

Boa noite Mestre
Hoje cheguei atrasado , concordo com tudo que aqui é dito. Só lamento que apesar de o senhor ser a excelente pessoa que é, ande cada vez mais abatido e triste. Reaja Senhor , estamos todos aqui para o que for preciso. Hoje de tarde fiquei seriamente preocupado com o Senhor.


Um fortíssimo abraço

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  


Caetano veloso

(Para escutar clic no video)

NAO2c.jpg

Proibida a cópia e ou a reprodução deste Site, sem a prévia autorização do autor, por quaisquer meios ou processos existentes ou que venham a ser inventados, especialmente por programas de computador de acesso à Internet ou não, sistema gráfico, micro filmagens, fotográficos, videográficos; bem como a inclusão de qualquer parte desta obra em qualquer sistema de processamento de dados. Estas proibições aplicam-se também às características da obra e à sua edição. A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão e multa, além da possibilidade de busca e apreensão dos exemplares reproduzidos e apetrechos utilizados na reprodução.

Curriculum Vitae do Autor do Blog

Licenciado em Direito pela Universidade de Yale
Pós-graduação em Direito Criminal
Doutoramento em Medicina Forense

Estudos de História de Arte

Estudos de RPG aplicados ao ensino de técnicas teatrais

Escritor de Poesias e textos de reflexão

Com vários artigos de opinião publicados em revistas

Autor de alguns estudos de Mitologia

Membro da Maçonaria

Membro das Ordens Inglesas de Aperfeiçoamento Maçônico.

Cavaleiro Templário, membro do Preceptório Madras

Membro Honorário do Priorado

Iniciado em estudos sobre a Magia Celta em Stonehenge no ano de 1990

Membro da Antiga e Mística Ordem Rosacruz

Membro da Ordem Martinista

Membro do Colégio dos Magos

Conhecedor de, Kabbalah, Astrologia e Numerologia, formado pelas escolas mais tradicionais do ocidente.

Faixa-Preta (10º grau) de Kung Fu

Praticante de Karate

Praticante de capoeira

Professor de Chi-Kung Técnicas de kung Fu

Deu cursos e participou em projectos urbanísticos usando conhecimentos de Feng-Shui

Gestor de empresa


Mural do Sonhos



comentários recentes






Contador

free counter