Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Não

Quarta-feira, 21.11.07

Ao telefone..


ELE: Estou?

ELA: Olá ...

ELE: Quem e'?

ELA: Sou eu, a felicidade iludida.

ELE: O que e' que tu queres?

ELA: Dizer que te amo.

ELE: OUTRA VEZ? Eu já ' ouvi isso 15 vezes. Não te cansas?

ELA: Quem ama não cansa...

ELE: Mas eu canso... Eu não te amo!

ELA: O que?

ELE: e' isso mesmo, eu iludo e por isso me chamo ilusão do amor.

Neste exacto momento uma lágrima corre na minha face...

ELA: Como podes dizer isso?

ELE: Dizendo que não te amo. Não devo nada a ninguém .

ELA: Não deves nada?

ELE: e' claro que não

ELA: Deves sim. O teu amor.

ELE: Que amor?

ELA: Tu fazes-me voar tão alto e agora dizes que não me amas?

ELE: Deves estar a ficar louca!

E as lágrimas insistentemente não paravam de cair...

ELA: Estou mesmo louca...acreditei em ti!

ELE: Tu sabias que era só ' amizade, não ?

ELA: Claro que não ... Dizes-te tantas coisas... E ainda me deste um beijo!

ELE: Um beijo? Aquilo nem foi beijo...

ELA: Não foi? Então o que foi?

ELE: Ok... Foi um beijo sem significado.

ELA: Ah e um beijo sem significado deixa de ser beijo?

ELE: Não .

ELA: Quer dizer, eu não significo nada para ti?

ELE: Significas...

ELA: O que?

ELE: Uma grande conta de telefone no final do mês . Agora vou desligar.

ELA: NÃO ... Por favor!

ELE: Porque?

ELA: Porque eu te amo...

ELE: Qual o valor que o teu amor me vai dar?

ELA: Felicidade.

ELE: Eu quero coisas materiais...

ELA: Eu vou ser tua...

ELE: Isso não vale... Quanto e' que tu vales?

ELA: Porque esta pergunta?

ELE: Se eu enjoar de ti posso-te empenhar?

ELA: O que e' que eu fiz para me tratares assim?

ELE: és chata ! Agora vou desligar!

ELA: NÃO , por favor!!!

ELE: Queres parar com isto? ESTOU FARTO!

ELA: Não ... por favor, não desligues.

ELE: ...

ELA: Fala comigo...

ELE: ...

ELA: Por amor de Deus, diz que me amas!

ELE: OUVE... eu já ' estou farto de ti. Agora vê se me esqueces.

ELA: Eu prefiro morrer do que te esquecer.

ELE: Ai e'? Então mata-te!

(Ele desliga.)

ELA: Não ... por favor... Não me faças isto, eu amo-te.

ALGUNS DIAS DEPOIS...

- Do que morreu esta rapariga? - Perguntam

- De intoxicação . - Responde a enfermeira.

- Coitada... ela tinha algum problema? - Perguntam

- Sim, sofria de amor... - Responde a enfermeira.

E então , no dia do funeral o rapaz de que a rapariga gostava apareceu no local prestando a sua ultima homenagem e lançou uma rosa vermelha e disse baixinho:

- Amo-te!

Ela lá ' de cima a ver tudo, respondeu bem alto:


-Tarde demais!!!!!!!!!!!!!!


quando tiveres a certeza do que sentes....revela esse sentimento.... quem sabe poderá ser mutuo.....

porque depois quando quiseres revelar o teu segredo.... poderá ser tarde demais....

 

 

 

Não conheço o autor deste texto mas não posso deixar de concordar com ele.

Quem ama não deve jogar com isso nem adiar esperando que um dia talvez chegue um amanhã, porque esse amanhã pode chegar tarde , tarde demais

Se ama ou sente que pode amar não deixe passar ao lado essa oportunidade porque enquanto você diz não e se afasta do amor, o amanhã que podia ser feliz, corre o risco de nunca acontecer

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 18:27


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds