Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Desencanto

Segunda-feira, 26.11.07

 

Cansei-me de agarrar no vazio

chamas de um fogo que se extinguiu

de chorar as lágrimas de um mundo meu

que quem sabe, nunca existiu

Derrubei as pontes que construi

em noites de luar em que tudo era possível

A tua face era ainda bela

não via nela ainda a realidade, a mentira

Criei horizontes só meus

em que era azul o dia que nascia

perdi-me em palavras ternas

que eu ainda ousava pensar que entendia

Ah mas a madrugada raiou

sobre o mundo de sonho

que só dele vivia

e mostrou que dessa história só minha

tudo era cinza e lama

já nada existia

Fiz a pergunta ao vento

soltei o medo que me prendia

a resposta foi o cair da máscara

mostrando o rosto

que já conhecia

verde com a cor da mentira

do riso e do escárnio que recebi

talvez não de todo inocente

quem sabe talvez se o mereci

Não fechei de todo a janela

não se impede o sol de entrar

por mais que se tente

apenas esqueci o mundo criado

onde sei que é mentira

tudo o que se diz

não quero colher a rosa

se apesar de formosa

em tudo o mais mente

Cansei-me de lutas vãs

de lágrimas derramadas a teu belo prazer

de ser brinquedo de criança

de ser eternamente a aliança

entre o amar e o sofrer

Saio de dentro de mim

mais derrotado

cansado de te ver mentir

se me vou tu me chamas

se me aproximo

me mandas partir

Se tu nem sabes quem és

se és a sombra

de quem querias ser

se és a morte de tudo

a cinza negra espalhada

na alma que quis ainda crer

és um porto perdido

que nunca soube vencer

Ficam lágrimas perdidas

geladas numa face

de que quiseste escarnecer

não te destrui todas as estradas

deixo um caminho

por onde podes seguir

mas para o mundo de sonho

a tua própria ponte terás que construir

antes muito antes

de a vida partir!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 19:46


12 comentários

De BIANCA a 27.11.2007 às 23:21


Meu corpo se estende cansado sobre o leito a espera dos seus lábios molhados....
Esses lábios que tantos segredos de amor murmurou..
Não foram palavras tristes e sim momentos únicos e aconchegantes entre nós dois...
A tua espera, ficava sonhando com o calor macio da cama que acolheria nossos corpos suados e exaustos...do amor ...
E em silêncio deixava que percorresse o meu rosto suavemente como num embalo doce...buscando um alento, algo mais que um olhar.
Nos sentíamos bem um com o outro...
Nem mesmo as palavras faziam falta...
E como era bom ouvir o silêncio de cada um...
Isso fazia com que nos amassemos ainda mais...
Do seus lábios senti o gosto do amor.
Saboreei teus encantos,
Compartilhei minha pele,
Acariciei, e senti nascer dentro de mim o sentimento que dominou meu coração,
Que queimou minha ' alma,
Deixando o medo de que o tempo, acabasse com as nossas fantasias..
Ah!! nossas entregas deixaram marcas tão profundas...
Sensíveis, muito sensíveis,
E embora essas marcas hoje sejam apenas cicatrizes,
Ainda queimam,
Ainda ardem insistentes,
Lembrando um passado não muito distante.
Éramos felizes quando estávamos juntos.
Não precisávamos de muito, na verdade tínhamos exactamente tudo...
Amor...Paz...Amizade..Cumplicidade...
E isso bastava para nos sentirmos um só corpo...
Um só coração...
Eu não entendia bem o que me encantava nele, muito menos ele, o que o atraia, mas sabíamos exactamente
O que sentíamos um pelo outro, e era intenso...era maravilhoso...
Estar nos teus braços e fazer amor contigo...era tudo o que queria...
Pois era você o homem que eu amava, que eu desejava
O único para quem eu olhava
Porque quando penso no calor macio da sua pele ao encontro da minha...,
Nos seus dedos descobrindo caminhos no meu corpo...,
Nas suas mãos tocando meus seios,tornando-os seus...
E a tua boca encontrando a minha ...
Gemo baixinho de prazer...
Porque fomos um só...uma só alma...

E te senti meu...
Simplesmente Meu!


Deixo este poema não para fazer ciúme a quem quer que seja porque não é de todo a minha intenção
O meu romance com o Nuno não é recente começou e terminou em 2003
Quero apenas dizer que amei muito e que ele é alguém muito especial
Quem tiver o seu amor não o perca porque ele é único
Nos separamos porque outras coisas exteriores à nossa vontade aconteceram, mas que ninguém comenta o mesmo erro que eu
A ti Nuno um beijo de carinho

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes