Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Perdoa-me

Domingo, 30.12.07

Peço perdão pelas noites que não dormiste

pelo que em silêncio sentiste

pelas dores que te causei

pelo medo que não evitei

e pela mão que não estendi

peço perdão pelo teu cansaço

por não respeitar um espaço

por ser tão menino e imaturo

peço perdão pelas lágrimas derramadas

pelas dores não partilhadas

pelas vezes que fui duro

Pelas palavras que soltei

pelos teus sonhos que maculei

por não ser o que tu esperas

por ser isto em que me tornei

Perdoa-me o riso truncado

o coração amordaçado

o teu medo de me mostrar

o quanto as vezes estou errado

ajuda-me a crescer

ajuda-me a caminhar

Perdoa o mal que te faço

a ausência do abraço

a lágrima que choras sozinha

a incerteza que faço nascer

perdoa-me o desespero

a raiva a insensatez

por onde guio os meus passos

perdoa-me como tanta vez

e acolhe-me tão menino

carinhosamente em teus braços

Perdoa-me os gritos sufocados

os caminhos mal traçados

as vezes em que falhei

as vezes em que disse não

as vezes que fui ingrato

as vezes que te magoei

a desilusão que já fui

os sonhos que te matei

Perdoa-me se não sou como mereces

se sou homem tão imaturo

e às vezes tão descrente

perdoa-me meu amor

no acto belo e sincero

de perdoar simplesmente

Caminho perdido no nada

e não vejo a alvorada

nascer nos olhos teus

mas perdoa-me meu amor

jamais suportarei a dor

se um dia me disseres adeus

Não sou o que mereces

sou o que consigo ser

no melhor que tenho em mim

estendo as mãos ao amor que ofereces

amor que não quero perder

minha meta e meu fim

Perdoa-me amor por ter sido

aquele pássaro ferido

que ternamente acarinhaste

por ser tão inconsequente

por não avaliar sempre

todo o bem que me causaste

Perdoa-me anjo meu

esse sorriso de dor

que ainda vejo em teu rosto

sou eternamente teu

perdoa-me o teu desgosto

Perdoa-me por favor

perdoa-me no gesto supremo

o mais belo e o mais terno

que é perdoar por amor!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 11:50


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds