Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Cama imaginaria

Terça-feira, 26.02.08

Numa cama feita de sonhos

em que os lençóis são de renda

da renda feita de luar

bordada pelos dedos da noite

enfeitada com as gotas de orvalho

que deslizam pelas pétalas de rosas

Numa cama feita de desejo

com odor a alecrim campestre

eu ofereço-me a ti

à tua curiosidade, ao teu desejo

à tua fome de fêmea sedenta

que se embriaga no meu corpo

com odor à sensualidade e sexo

Numa cama feita de sentimentos

em que os lençóis são as palavras

tecidas com ternura e paixão

eu entrego-me a ti, à tua vontade

deixo que me explores, curiosa

que me acaricies ao sabor da imaginação

Numa cama feita de sentidos

em que os lençóis são gemidos

de um desejo insatisfeito

eu entrego-me todo a ti

com o aroma da lascívia

que nos impele e nos guia

numa cama feita de amor

onde ambos nos entregamos

um ao outro, até ser dia

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 19:24


1 comentário

De Anónimo a 26.02.2008 às 22:47

Deixa-me respirar-me acabei de ler o que escreveste-se .Realmente lindo...consegues retratar sentimentos.Adorei,como sempre um belo texto cheio de sensualidade.

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes