Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A OUTRA FACE DE MIM...

Quinta-feira, 08.05.08

Não existe esperança quando a madrugada morre

nos braços do dia que não nasce

não existe luz, nas trevas de uma noite longa

no entardecer frio de uma alma triste

não vejo a luz do luar desde que me perdi nas trevas

de um inferno infindo onde não há lugar a sol

a sonho e cantar de pássaros

ao murmurar de fontes  , aos hinos dos rouxinóis

anunciando o amanhecer

Não existe sonho, quando a poesia morre

nuns lábios que já não a sabem dizer

que se fecham perante o sabor a cinza

que lhes cobre a língua morta

Não existe risos , quando o seu eco é lembrança vã

de dias de sol , de manhãs felizes

de momentos em que  acreditamos nas mentiras

nas fantasias cantadas na noite, por um poeta louco

não existe alegria , nas flores que murcharam por falta de carinho

num canteiro qualquer que o jardineiro esqueceu

e deixou de regar

Não existe beleza numa face parada

onde o sorriso perdeu a magia

e as lágrimas caem soltas sem saber porquê

ou mesmo conhecendo o motivo

Não existe encanto na rosa rubra de sangue

que cai do peito lacerado de quem a oferece

como ultima dádiva da vida que se esvai

Não existe felicidade num mundo parado

onde os pássaros não voam

o vento não entoa o seu fado doce

e a chuva apenas chora a dor

de lágrimas que ninguém vê

que deslizam em silêncio numa face tão cansada

Não existe amanhã

quando o hoje nos encerra e abafa

numa armadilha que se fecha

que nos tortura

que não deixa que as nossas asas se soltem

e cruzemos o firmamento em busca de estrelas

Cai a vida morta nas mãos que estendo

a minha boca que emudeceu não canta mais

sonetos de esperança

Os meus olhos cansados não sonham mais

com o raiar do dia

as minhas mãos frias não agarram mais

o calor de uma lembrança

morri de muitas maneiras

deixei de sentir o sangue quente nas veias

tornei-me a sombra da sombra do que fui

o palhaço triste num palco vazio

num teatro que cai, sem plateia

sou apenas eu, cansado , indefeso

entregue à noite que não é mais cúmplice

que não me acolhe em seu seio

Sou apenas uma folha morta

que tem a vida breve que lhe concede o vento

quando na sua queda

a brisa a ampara e a faz rodopiar

em seu ultimo bailado

bailado de morte , mas repleto de encanto

sou lago parado, navio naufragado

caminho sem saída , estatua de gelo

pequeno cisne num lago inventado

que solta à indiferente noite, o seu ultimo canto

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 07:20


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  


Caetano veloso

(Para escutar clic no video)

NAO2c.jpg

Proibida a cópia e ou a reprodução deste Site, sem a prévia autorização do autor, por quaisquer meios ou processos existentes ou que venham a ser inventados, especialmente por programas de computador de acesso à Internet ou não, sistema gráfico, micro filmagens, fotográficos, videográficos; bem como a inclusão de qualquer parte desta obra em qualquer sistema de processamento de dados. Estas proibições aplicam-se também às características da obra e à sua edição. A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão e multa, além da possibilidade de busca e apreensão dos exemplares reproduzidos e apetrechos utilizados na reprodução.

Curriculum Vitae do Autor do Blog

Licenciado em Direito pela Universidade de Yale
Pós-graduação em Direito Criminal
Doutoramento em Medicina Forense

Estudos de História de Arte

Estudos de RPG aplicados ao ensino de técnicas teatrais

Escritor de Poesias e textos de reflexão

Com vários artigos de opinião publicados em revistas

Autor de alguns estudos de Mitologia

Membro da Maçonaria

Membro das Ordens Inglesas de Aperfeiçoamento Maçônico.

Cavaleiro Templário, membro do Preceptório Madras

Membro Honorário do Priorado

Iniciado em estudos sobre a Magia Celta em Stonehenge no ano de 1990

Membro da Antiga e Mística Ordem Rosacruz

Membro da Ordem Martinista

Membro do Colégio dos Magos

Conhecedor de, Kabbalah, Astrologia e Numerologia, formado pelas escolas mais tradicionais do ocidente.

Faixa-Preta (10º grau) de Kung Fu

Praticante de Karate

Praticante de capoeira

Professor de Chi-Kung Técnicas de kung Fu

Deu cursos e participou em projectos urbanísticos usando conhecimentos de Feng-Shui

Gestor de empresa


Mural do Sonhos



comentários recentes



subscrever feeds




Contador

free counter