Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



DOCE DOR DE QUEM AMA

Segunda-feira, 02.06.08

 Perco-me no que não sei

nas palavras que não me dizes

nos sonhos que habitam em ti

nos teus silêncios

mas também no que me dizes

e oculta a face do que eu queria ouvir

perco-me nas ruelas do sentidos

nas travessas das emoções

nas ruas onde os corações

batem sem compasso certo

e o mundo perde a calor

o riso perde a alegria

a noite perde a magia

e a madrugada a cor

quando nós dois separados

brigados ou amuados

deixamos de falar de amor

e quando falamos depois

tanto brincamos os dois

que falamos sem falar

o que ficou por dizer

e quando falas e magoas

sem maldade ou intenção

mas fere-se um coração

aquele que ainda é meu

mas que sendo meu, é tão teu

que podia bater em teu peito

e sangra, sangra de dor

e do mais puro amor

de um sentimento perfeito

e perco-me nas vielas

daquilo que tu não dizes

e eu escuto o que não disseste

em frases que magoaram

e solto as lágrimas ao vento

confidente dos amantes

de todos os que choram

perdidos tal como eu

e carrega as dores, o vento

soltando-as num lamento

que não é dele, mas meu

e fica mais escura a noite

a lua perde a beleza

as nuvens tapam as estelas

que são presentes de luz

oferecidos aos amantes

por anjos  que vagueiam

protegendo os enamorados

e fico só , sem estrelas

porque não há luz quando se sente

que não poderemos vê-las

quando o coração nos atormenta

e nos prova em palavras

aquilo que desmentiu

a agonia de uma dor premente

que flagela insistente

a alma de todo o que ama

fazendo brotar as lágrimas

como água da nascente

daquela que corre solta

por sobre as faces marcadas

mas sabem os poetas

aqueles feridos de morte

por sentimento ou descrença

mesmo sem intenção

que a lágrima que mais dói

não é a que rola na face

mas a que sai do coração

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 03:16


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds