Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Obrigado

Sexta-feira, 25.07.08

Houve tempos de dor

de desespero

em que precisei chorar

e tu sempre me consolaste

E nos tempos em que sorria

tu sempre sorrias comigo

Nos tempos de luta

em que me revoltei

zanguei e questionei

sempre te mantiveste a meu lado

Nos tempos em que sonhei

acreditei

idealizei e lutei

tu com a força do teu amor

mesmo quando te magoei e me afastei

quando te feri e me fechei

ficaste a meu lado

Enfrentaste o teu próprio medo

todos os obstáculos

ficaste comigo

acreditaste em mim

e naquilo que sou

e pelo que luto

Antes de ti

eu sentia-me sozinho

perdido na noite escura do nada

mas tu vieste

como presente de Deus

entraste na minha vida

e com teu jeito terno

carinho e especial

fizeste que eu

simples humano

acredite ser imortal

num amor que cresce em nós

sem limite

intemporal 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 18:54


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds