Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Quero-te

Quinta-feira, 31.08.06

Quero ter-te esta noite

inteira

quero que teu corpo

seja o meu porto

onde atraco o meu navio

o navio pirata

deste meu desejo ardente

Quero-te esta noite

esse teu corpo alvo

exibido à minha gula

entre lençóis rubros

de um delicado cetim

Quero sentir-te minha

e gritar sobre ti

no momento em que te

possuo

declarações murmuradas

por entre os gemidos

que a minha boca cerrada

deixa escapar

Quero possuir-te esta noite

com o desejo

sentido

sofrido

em noites de insana loucura

em que já não é desejo

é tortura

todo este querer

Quero possuir-te esta noite

e ter-te por inteiro

até à saciedade

para que se um dia

eu partir

possa levar esse amor

para a eternidade

Quero ter-te esta noite

arrancar com fúria

essas roupas

com que escondes encantos

que eu preciso ter

e arrancar com os dentes

as rendas com que cobres

esses recantos de prazer

do teu corpo de mulher

Quero ter-te esta noite

deixar no teu corpo a marca

de um território só meu

conquistado numa luta

de gemidos e suor

e deixar nele como troféu

a bandeira

deste meu amor

Quero desfolhar teu corpo

como milho-rei

numa noite de Agosto

e ter na minha mão

teu corpo frágil

dócil

exposto

Quero ter-te nua

sobre a minha cama

como presa

domada

e jogar em teu seio

como oferenda

as pétalas macias

de uma rosa negra

e perfumada

Quero ter-te com raiva

que o meu corpo

te domine

e te conceda um prazer

não isento de dor

e que cada gemido nosso

seja mais uma nota

na musica do amor

Quero possuir-te

com a intensidade

da primeira vez

em que nos tocamos

corpos frementes

num desejo atroz

que ali matamos

Nesse acto consumado

que uniu

nossos corpos

numa louca chama

que o prazer extinguiu

loucura de quem ama

nessa agonia doce

que nunca mais sumiu

Quero entrar em teu corpo

como dono

senhor

e fazer-te minha

como na vez primeira

em que foste minha escrava

e minha rainha

Quero que me sintas

em ti

que me sintas teu

sobre esse teu peito

amado

que me acolheu

neste amor terno

que nos sorriu

e que se um dia

eu não não mais viver

possas tranquila dizer

não, ele não morreu

esta aqui comigo

jamais partiu

Quero ter-te esta noite

casta

pura

toda minha

levando-me à loucura

à insanidade

no teu coração

um dia

a leve dor

de uma doce saudade

e eu

nunca mais perdido

levando comigo

este amor

tão sofrido

desejado

vivido

para a eternidade

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

Escrito por Gonçalo de Assis às 09:23


33 comentários

De Pestinha2 a 31.08.2006 às 11:32


Meu irmão o que é isto?
Estamos observando que sua febre abaixou,compensação vc,esta com outro tipo de calor.
Caramba que foto e esta,recados a nossas esposas não entrem,pois pegara fogo este blog.
Achei engraçado uma imagem que colocou o que esta tentando insinuar?
Passarinho espero que fique bonzinho ai hoje.
Um abraço
Pestinha2

De Passarinho a 31.08.2006 às 11:48


Vocês ainda não aprenderam enviar os comentarios tomem vergonhava no rostinhos de vocês.
Agora se o passarinho ficará bonzinho é outra historia.
Estou sabendo que suas esposas entraram hoje,tome cuidado.
Bom dia a vocês.
Passarinho

De Gonçalo de Assis a 31.08.2006 às 13:05

Bom dia passarinho. Conta mais uma história da turminha ai. Aguardo beijos

De Gonçalo de Assis a 31.08.2006 às 12:43

Olá pestinha 2. Respondendo à pergunta a febre baixou sim, mas o ambiente por aqui é tórrido, muito quente. Por isso é chamado de sonhos-secretos.. Agora eu acharia melhor vc deixar sua esposa ver. Adinal ela certamente gostará da sensualidade do blog.. Corre o risco de ela cobrar,
Que é isso meu irmão?
Fugindo da raia?
Abraço

De Pestinha2 a 31.08.2006 às 12:58


Sua resposta meu irmãozinho!

Queremos que elas particpem sim,se quiseres colocar outros tudo bem.
Darei uma susgetão a elas entrem com nome as esposas .
Até que sera divirtido seus textos são eroticos e duvido que alguém acredite no a cegonha tras no bico um bebê.
Como ando comendo espinafre estou me fotalecendo ,ela que tera que se cuidar.
Amor lhe encontro mais tarde.
Pestinha2

De Anónimo a 31.08.2006 às 13:10

Comentário apagado.

De Gonçalo de Assis a 31.08.2006 às 13:11

Assim é que se fala irmão. Força- Ah, há pouco esqueci de responder. A imagem que vc viu não insinua nada.
Afirma
Um abraço
Coma muito espinafre vai precisar

De Gonçalo de Assis a 31.08.2006 às 13:15

Assim mesmo é que é meu irmão. Força. Haja coração e espinafres.
Há pouco esqueci de responder sobre a imagem. Claro que não é insinuação.......é constatação.
Abraço

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes