Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Sentir o Amor

Terça-feira, 05.05.09

Se alguém disser que me ama
não tenho que me sentir amado
porque o amor não nasce desse conjunto de palavras mágicas.
A célebre expressão "amo-te" não é um génio saído de uma lâmpada de sentimento que resolve tudo.
Para eu sentir amor
tenho que me sentir amado.
Para alguém mostrar que me ama
tem que ter mais que palavras bonitas
mais que abraços quentes
e uma montanha de beijos.
Nem o sexo ou o desejo enlouquecedor
significa amor.
Sinto-me amado pela minha esposa
porque ela nunca viveu de declarações
ela interveio directamente na minha vida.
Ela mostrou-me que amar
não é só bons momentos na cama
palavras doces
que fazem bem ao ego
mas sim preocupar-se quando dou o passo errado
zelar para que eu esteja feliz
mesmo que para isso saia uma tremenda briga.
Estar sempre disposta a ouvir-me
quando me sinto perdido
e a encontrar-me
mesmo que me mostre o caminho que preferia não ver.
Sinto-me amado
porque a minha mulher recorda em detalhes ínfimos
todas as nossas conversas.
Sinto-me amado
quando ela se esquece de si mesma
para só se lembrar de mim.
Quando vi que ela era capaz de dar a vida
para salvar a minha.
Quando vejo a união que ela promove
no seio da família.
Quando vejo a sua tristeza
perante a minha própria tristeza
ou quando vejo o seu sorriso maroto de menina
quebrando uma birra minha
e explicando
que afinal não valia a pena...
Sinto-me amado
porque tive o perdão dela quando precisei
e nunca os meus erros foram usados depois
como escudo ou arma de vingança.
Senti-me amado porque ela me aceitou como eu sou
não é amado quem tem que se ocultar
mostrar o que não é
em nome de um sentimento escravizante
que pode ser tudo
mas nunca será amor.
Quem se oculta para ser amado
não o é de facto
porque o outro ama uma mentira
alguém que não se mostra por inteiro
e escraviza-se à vontade do outro
em nome de um amor
que na realidade é apenas um vazio
Amar é amar o todo
o inteiro
e é assim que me sinto amado.
Senti-me amado pela minha esposa
quando vi que não se "apossou" de mim
que respeita as minhas ideias
que não invade o meu espaço
que não me neutraliza
que me dá direito à minha solidão
quando percebi que ela tudo compreende
tudo aceita, que tudo posso confidenciar
e ser compreendido.
No seio deste amor
sinto a segurança de ser como sou
sem ter que me recriar
sem ter que me omitir
porque ninguém é feliz
negando uma parte de si
e quem cria um personagem para manter uma relação
é um mentiroso triste
porque não há pior mentira
do que mentir a si mesmo
Senti-me amado quando não precisei temer
ou chorar
quando descobri
que para fazer valer a minha opinião
não tenho que gritar
nem magoar
basta ouvir com amor
e falar com carinho
E sei que mesmo que eu esteja errado
serei ouvido sem agressões
O amor é um sentimento pleno
que não cabe num simples " amo-te "
...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 07:44


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds