Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Sabes amor...

Terça-feira, 09.06.09

 

 

 Meu amor,

Sei o quanto é importante para ti que eu escreva aqui, no Sonhos. Adoras que eu escreva para ti e eu gosto de o fazer, mas não sei colocar em palavras a intensidade dos meus sentimentos e emoções.

Dizer que te amo, por vezes parece tão pouco, amor. Amo-te infinitamente mais do que algumas letras colocadas por ordem podem alguma vez expressar. Digo-te sempre que és a minha vida, e é a mais pura verdade.

Não és só uma parte de mim, amor, acho que somos um só. Vives em mim na vida real, e preenches os meus sonhos também. És o sentido da minha vida, o meu norte, o meu porto seguro. És a minha referência em quase tudo, até nas coisas em que discordamos. Nutro uma profunda admiração por ti, porque sentes os sentimentos mais correctos e mais belos que um ser humano pode sentir.

Fico feliz perante as demonstrações de amizade sincera que os teus amigos te dedicam, perante o carinho e amor que a familia sente por ti. Adoro que o teu trabalho e criatividade sejam reconhecidos, amor, porque sei que tudo o que fazes é feito com alma e coração.

És a pessoa que melhor me conhece, amor. Nunca criei qualquer muro no meu coração, que te entreguei com total confiança. Para ser sincera, o teu jeito e sentido de humor que amo, o teu sorriso e esse olhar travesso que me encantam, sempre me desarmaram.

Dizes que nada fazes de mim...Mas sabes, amor, fizeste de mim uma pessoa muito mais feliz. E tudo o que desejo é saber fazer-te feliz também.

 

Que Deus te abençoe, meu amor

 

Maria Manuel Batista

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 07:30


6 comentários

De Miguel Falabella a 09.06.2009 às 15:46

Perdemos tanto de nosso tempo buscando a felicidade.
Quando ser feliz é tão fácil .</a>
O texto da esposa do poeta nos mostra o quanto é fácil .</a> ser feliz.
O quanto é importante amar de verdade.
O acreditar e ter fé.
Vivemos num mundo altamente materialista e se provou que quanto mais bens possuímos , mais desejamos e que essa capacidade de ser insaciável só nos escraviza.
Eu sei que ter conforto é bom.
Mas não dá felicidade.
Ser feliz é sentir outro ser em sintonia com a gente.
É olhar e saber que não estaremos sós nunca mais.
Amei o seu texto e sua sincera e terna verdade.
Um abraço Maria.
Abraço carinhoso ao poeta e que ele melhore rapidamente.
Que Deus vos abençoe.

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes