Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Para ser sincero...

Terça-feira, 21.07.09

 

Prometo a mim mesmo não mais viver o Futuro dependendo do passado.

Porque o Passado foi o que já se viveu e que não se conseguiu mudar

portanto não mais terá solução.

Os factos do Passado não mudam

eu sim posso mudar a minha forma de os ver

e de viver com eles.

Aprendi a não querer fazer o meu Futuro

porque ele sempre estará um passo na minha frente

e só posso lutar para que ele seja o melhor possível.

Mas não posso viver criando o Futuro

se não viver o Presente de forma correcta.

Aprendi a olhar-me e a ter orgulho do que sou

das qualidades que criei

aprendi a aceitar-me e a conhecer-me muito melhor.

Aprendi que cada dia da minha vida é uma bênção

uma dádiva Divina

que devo partilhar com quem amo.

Aprendi que não posso caminhar sem cair algumas vezes

mas sei que cair é o tempo exacto de que preciso

para retomar o fôlego.

Aprendi a enfrentar os desafios com coragem

e a vencer a minha insegurança

que tolhia a minha realização pessoal.

Aprendi que não posso prever o amanhã

que é apenas um dia após o outro.

Aprendi que ainda vale a pena acreditar no próximo

e que devo enterrar o ressentimento

de males já sofridos.

Acredito na Esperança

e é a ela que abro o meu coração diariamente.

Aprendi que há sempre um espaço em branco na minha alma

para novas descobertas e novas pessoas.

Aprendi que nunca serei perfeito

e desisti de encontrar alguém perfeito.

Procurarei fortalecer em mim

as minhas maiores fraquezas, evitando-as.

Não devo esperar que os outros me façam feliz

sou eu que tenho que estar feliz comigo mesmo.

E para isso basta olhar um raio de sol

o abraço de quem amo

a ternura dos amigos

uma tarde de chuva .

Todos os dias estarei disposto a aprender

a crescer um pouco mais.

Em mim mudarei apenas o que eu quiser

e o que eu quiser mudar

os outros aturem-me assim.

Agradeço a Deus por tudo que tenho de bom

e pela minha capacidade de melhorar.

Prometo que encararei a vida como um menino

que correrei por ela

sem pensar muito

até ao dia que a mão do Pai me mostre

No seio da sua casa

o que de facto aprendi.

Texto de Gonçalo de Assis com edição de Pedro Lyon de Castro

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 19:11


1 comentário

De valquiria a 22.07.2009 às 00:01

Boa noite Gonçalo!Lindo seu texto,na realidade o unico que existe éo presente.A felicidade consiste em pequenas coisas da vida do cotidiano.Se qulaquer aspecto do passado ou futuro condiciona nosso presente,que é o unico que existe,então estamos equivocando da raiz e perdendo o presente.Enfim,temos que recordar o passado,ja que nele reside experiências,e temos que prever o futuro,mas sempre sem condicionar o presente.AH!Menino poeta!!!Todos somos meninos e meninas...entre inocentes palavras demostramos o que vem do coração e dar sentido a nossa vida.Você é o poeta menino, menino das palavras lindas.
Beijos com carinho

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes