Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Resumo

Segunda-feira, 27.07.09

No amor que sinto em ti

encontrei o meu equilíbrio

o meu ser

e a minha força.

Foi no teu abraço

que encontrei o meu mundo perdido

o meu mundo

que já era teu

mesmo quando eu ainda não sabia

Nesse mundo sempre fui livre

para ser eu.

Contigo aprendi o prazer de ser homem

pelo prazer de me dar.

Por ti desci as escadas do orgulho

que julgara intransponíveis

e deixei de lado

muitos dos meus caprichos.

Reconheci a tua soberania

num reino de amor

que é apenas nosso.

Um amor que é o ar que respiro

que aquece a minha alma

fazendo de mim aquilo que sou

reconhecendo a tua força

na minha vida.

Sem ti a vida é vazia

porque és tu quem me completa

porque não imagino noutra

essa tua capacidade

que me faz viver.

É aquilo que sinto por ti

que me faz sorrir

que traz o sol à minha vida

e é a tua ausência

uma quase sentença de morte

porque é tua

a vida que tenho comigo.

Cada vez que sorrio é por ti

porque é de ti que vem a luz

que ilumina cada um deles.

Envolvo-me da tua energia

sinto-me feliz no momento da fusão

de uma energia que sendo nossa , nos transcende

e que me mostra

o quanto dependo de ti.

Entreguei-me à vida

que nunca aceitei

e vivo-a em ti

segui os meus sonhos

porque eles te buscavam

passei noites sem dormir

para que não te perdesse

separei-me de quase tudo

para me unir a ti.

Deixei que a sorte decidisse

aquilo que não deixei à sorte

e dei da minha vida tudo o que pude

em nome do nosso amor.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 23:37


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds