Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Sempre

Quinta-feira, 30.07.09

Quero que saibas meu amor

que quando acordas

e o sol parece não brilhar,

eu estou aqui.

Se no dia a dia

te deparares com o medo

esquece-o

segura a minha mão

eu estou aqui

Eu estou aqui

quando preferes ficar em silêncio.

Estou aqui quando precisas falar

e estarei sempre aqui

quando precisares de chorar.

Na batalha da vida

feita de tentar

de perder e ganhar

sempre estarei contigo.

Se o amanhã se revelar incerto

eu serei a tua certeza.

Podem mudar os factos

os acontecimentos

e todos os argumentos

mas eu estarei aqui.

Estarei contigo quando precisares

de gritar

de chorar

ou de sorrir.

Quando o espelho nos mostrar

  a nossa idade

a aumentar

e a vida a escassear

eu estarei aqui.

Estarei aqui para te admirar

para te dizer o que és para mim

E fiel que sou à minha palavra

o tempo pode passar

a vida pode mudar

Mas para ti meu amor

sempre aqui vou estar...

Aqui vos deixo mais um texto de Gonçalo de Assis , com edição minha , Nuno Mello. E hoje para além da edição quero deixar umas palavras também. Quero dizer que foi uma honra para mim fazer a edição destes textos. Sempre se aprende ao ler o que de bom existe neste blog. Quero deixar ao Gonçalo , um mestre muito especial, os meus respeitos e o meu carinho. Segundo sei talvez e graças a Deus este seja o ultimo texto com edição minha. O Gonçalo melhorou e penso que a partir de hoje poderá ir ao pc editar os seus próprios trabalhos. Seja como for , foi uma honra esta oportunidade. Fiz o melhor que sabia. É difícil fazer a edição correcta porque o Gonçalo escreve no hospital os textos à mão que o Sr Dr Oliveira depois nos envia por fax. Muitas vezes é difícil passar o texto para aqui , porque basta uma virgula a mais para mudar o sentido totalmente. Fiz o melhor que sei e fiz com prazer. Para o Gonçalo um abraço de muita amizade e as melhoras meu querido.

A musica que toca no Sonhos , é uma dedicatória especial para ti , querido. Não te queremos ver triste. Mereces aquilo que dás e tu dás o melhor que um ser humano pode dar. Adoro-te, amigo!

 

 

Nuno Ferraz de Mello

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 09:29


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds