Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Falei com um anjo

Domingo, 11.11.07
Falei com um anjo que me disse
que a vida é feita de muitas lutas
pequenas vitórias e muitas derrotas
Falei com um anjo que me ensinou
que na vida devemos dizer a verdade
mesmo que essa verdade não agrade
a quem nos ouve
Com esse anjo aprendi que fechar
os ouvidos a verdades
só porque não nos agradam
não é o melhor caminho
Aprendi com ele que a vida
é feita de momentos
Que todos eles são irrepetíveis
que se perder um só sorriso
jamais o recuperarei
Aprendi com o anjo
que não tenho que me sentir culpado
se algo não deu certo
quando sentir em mim,
que dei todas as chances à vida
que não tenho que calar
para ganhar um sorriso
que não tenho que mentir
para merecer um abraço
Com esse anjo aprendi
que o melhor de mim
está naquilo que de verdade sou
que não me devo importar
com o que pensam de mim
mas sim com o que eu sinto
dentro do coração
Aprendi com esse anjo
que nem todas as vitórias
são ganhos
que nem todas as derrotas
são perdas
Que se perde na vitória
e se ganha na derrota
Com esse anjo aprendi
que o maior sonho cansa-se
e morre
quando a realidade é o oposto dele
Aprendi com esse anjo
que não sou nem melhor nem pior
que não sou dono da verdade
nem me entrego à mentira
Aprendi com esse anjo
que a minha vida será o que eu quiser
que posso ser feliz
que devo ser feliz
e que aos outros
devo dar uma oportunidade
mas não convencê-los a aceitá-la
Com esse anjo, o anjo da minha vida
eu aprendi a sorrir
e a viver

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 10:53

Descaso

Quarta-feira, 07.11.07

 

Que me interessa o que pensam de mim

os apaixonados que o julgam ser

as mulheres que nunca amaram

os homens que só souberam ter

Que me importa que riam de mim

que gritem bem alto ternura ou desdém

eu sou principio e fim

não sou diferente

sou apenas o que sou

 não sou igual a ninguém

Que me importa que me apelidem

de poeta ou de louco

para mim tanto faz

sou uma coisa e sou outra

quem de mim faz pouco

não sabe conhecer a paz

Sou o dono do mundo

quando num segundo

eu invento o riso

serei até Deus

se para seres feliz

isso for preciso

Que me importa a mim

ter honras e louvores

poder cantar vitória

não quero favores

sou louco de amores

porque dos ajuizados

ah dos ajuizados

nunca rezou a história

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 11:15

Carta de amor

Sábado, 03.11.07

Queria falar contigo

não talvez dizer palavras

mas falar

de coração para coração

Sabes

perco-me em frases soltas

palavras vazias

em que amordaço a minha alma

por medo

o medo de te perder

Queria não te fazer sofrer

queria dar-te um sorriso

em cada raio de sol

Às vezes sinto-me desajeitado

frio

porque calo na minha boca

as palavras que quero soltar

Sou louco talvez

mas se amar é ser louco

eu perdoo a mim mesmo

a loucura que sinto

quando te apossas de mim

É breve a madrugada

quando o dia nasce

no sol do teu sorriso

e doce a noite

quando embalada

ainda no calor da tua ternura

Deveria gritar o quanto te amo

e não me calar

não ficar impávido e sereno

quando o amor dói

é fogo no fundo da minha alma

Dói cada palavra que te fere

cada lágrima que soltas

dói dentro de mim

um perdão que preciso

mas cujas palavras me escapam

e eu não sei pedir

ou temo pedir

Amo-te em cada minuto que passa

em cada hora sem ti

em cada grito preso

no calor do meu peito

Amo-te

Deveria gritar-te a cada instante

fazer desse sentimento a luz

para guiar os meus passos

Sou teu

rendo-me a ti

à força de um amor que não nego

à dor de te fazer doer

quando o meu medo me cala

quando o ciúme me vence

e cai a noite

sobre meus olhos fechados

Amo-te

Mas será que preciso dizer-to

será que não sentes em mim

o fogo preso de um desejo

que de tão latente é loucura

caiem-me muitas vezes lágrimas

mas essas não

não são de dor

são lágrimas de ternura

que coloco a teus pés

oferta de um amor que me transcende

de um amor que me possui

sem que eu possa escolher

o querer ou não amar-te

Amo-te como à vida

mais do que à vida

porque eu não tenho vida

se te afastas de mim

Amo-te num sentimento sincero

num estado de alma pleno

que não tem principio

nem fim

E tu amor és só minha

trago-te no peito guardada

por muitas lágrimas velada

minha dor e minha paz

minha prisão e liberdade

sempre dentro de mim

guardada como jóia rara

sem preço que a possa comprar

meu tesouro, minha cruz

meu pequeno paraíso

às vezes inferno de amor

onde mergulho e me queimo

Senhora da minha vida

amor que desafia a morte

porque respiro em ti

o ar que me faz viver

morrerei sim para sempre

no dia que definitivamente

sem saber

o destino me enfrente

e me obrigue a te perder

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 10:59

Olá

Sábado, 03.11.07

Olá amigos, quero agradecer a todos as palavras de carinho e os votos de melhoras que fizeram chegar até mim

Senti muito a falta de todos

Estou bastante melhor, a pouco e pouco retomarei o meu trabalho e também a vossa companhia

Passarei por todos os blogs dos meus amigos e retribuirei todo o carinho que aqui recebi

E para retoma do blog nada melhor que uma carta de amor

Não existe nada de mais belo na vida que o amor quando ele é forte e sincero

Quero deixar aqui um agradecimento muito , muito especial

ao Pedro que para além de ser um dos promotores da futura edição deste blog, é também quem não deixa o blog parar quando não posso postar

Que para além de Editor , é meu amigo , meu confidente, quase um irmão

Para ti Pedro o meu obrigado por tudo, especialmente nesta fase que tanto precisei de ti.

Obrigado pela tua disponibilidade e pelo teu carinho, pela tua amizade sincera

Os meus votos de boas férias amigo, descansa e volta renovado

Que Deus te abençoe e que tenhas umas férias de sonho,

meu querido amigo

Aquele abraço para ti e um abraço especial a todos os meus leitores e amigos, para as senhoras, um beijo com todo o carinho

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 10:27


Pág. 3/3





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds