Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A minha paz

Terça-feira, 14.07.09

A paz que hoje carrego comigo

é em tudo diferente da paz que um dia idealizei.

Na minha juventude

eu acreditava que ter paz

era ser dono de mim mesmo

era fazer o que queria

na hora que me apetecesse

sem nunca ter de ouvir um não

sem ter que enfrentar problemas

ou ter que dar contas da minha vida a alguém.

Com o passar dos anos compreendi que a paz não é isso

aprendi com a vida que a paz é

acreditar na vida

é cultivar a esperança

lutar

e sobretudo ter fé.

Ter paz não é fazer-se o que se quer

mas sim

ter a consciência de que não se magoou ninguém inutilmente

é ter a certeza de que se fez o melhor pelos outros

por nós mesmos

ou que pelo menos tentamos fazer.

Ter paz não é ter liberdade total

é assumir responsabilidades

e cumprir com rectidão.

É saber enfrentar a dor

aceitá-la como fonte de crescimento interior.

Ter paz é saber ouvir os outros

saber falar-lhes ao coração

saber ver os outros para lá da camada superficial

ter um coração capaz de amar e perdoar.

Ter paz é crer como as crianças

deixar que o nosso coração voe como um pássaro

é deixar-nos guiar pelo sonho

e caminhar pelas trilhas da intuição.

Ter paz é respeitar os outros

a sua forma de ser

e não desejar fazer deles o nosso espelho.

É saber entender os motivos dos outros

ou respeitá-los quando não entendemos

é evitar ofender.

Ter paz é aprender para o futuro

com os erros do passado

é dizer Sim , quando sentimos que devemos.

Ter paz é ter coragem de gritar

de rir

de chorar

de não nos escondermos por trás de máscaras

e dizer tudo o que sentimos de verdade.

Ter paz é ter a coragem de voltar atrás

de emendar o erro

de pedir sinceramente perdão

saber refazer o caminho destruído

saber agradecer oportunidades.

Ter paz é aceitarmos sem panos quentes

a nossa própria imperfeição

reconhecermos os nossos limites

os nossos verdadeiros medos

as nossas fraquezas.

A paz que conquistei e trago comigo

é a capacidade de aceitar os outros

e as diferenças

e também a força de mudar

o que acho pior em mim.

É também reconhecer que sei muito pouco

e o estar disposto a aprender com tudo e todos.

É a capacidade de dividir o que tenho

e não ser escravo do que ainda sonho ter.

Aprendi que para ter paz

devo melhorar tudo o que estiver ao meu alcance

aceitar o que não posso e não sei mudar

e entender o que não deve nunca ser mudado.

Ter paz é também admitir que muitas vezes não tenho razão

e mesmo quando a tenho

sei que não devo brigar

para que os outros a tomem como lei.

A paz que aprendi a ter

é também reflexo da minha fé no Pai

na plena certeza que ele me guia.

A certeza que receberei da mão dele

tudo aquilo que tiver dado aos outros.

Muitas vezes para manter esta minha paz

eu recorro ao silêncio.

Fico em silêncio

quando escuto palavras agressivas

ou inconvenientes.

Fico em silêncio

quando alguém diz de mim

factos que não são verdadeiros

e me magoa

me fere e me calunia.

Quando a ignorância de alguém

me acusa de actos impensáveis

quando o orgulho dos outros

me deixa mal.

Muitas vezes o meu silêncio

tem o carinho de um terno perdão

que espera que o tempo mude

a pessoa que me feriu

e a faça compreender e ser na verdade diferente.

O meu silêncio

é o meu maior aliado

para manter a paz interior.

Texto de Gonçalo de Assis com edição de Pedro Lyon de Castro

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 00:05

A Um Anjo

Segunda-feira, 06.07.09

Numa tarde há muitos anos , conheci um menino que veio pela mão de seu pai para ter aulas particulares. Era um menino lindo , de imensos olhos azuis e que diziam ser muito traquinas. Que não tinha qualquer disciplina , nem parava quieto. Eu estava bastante cansado de meninos irreverentes, que no nosso colégio aprendiam a ter alguma ordem e alguma obediência. Nessa tarde eu estava também muito triste por problemas meus , de ordem particular. Olhei aquele menino , esperando ver o habitual olhar de desafio que via em tantos outros. Para minha surpresa , o menino segurou a minha mão e olhou dentro dos meus olhos , como se os seus olhos fossem dois pedaços de mar que me inundaram a alma.

Com uma voz de menino , meigo e carinhoso, ele disse que eu estava triste e que parecia ter um problema que me magoava. Estranhei tanta ternura de um menino que diziam ser tão irrequieto. Sentei-me com ele num banco do jardim e perguntei porque dizia aquilo. Ele disse-me que sentia e perguntou se me podia ajudar. Aquelas palavras apertaram-me a garganta e abracei ternamente esse menino. Aquele menino na sua inocência e ternura parecia-me um anjo. Falamos algum tempo e pude ver que era um menino muito carinhoso. De certa forma tímido e que tinha também uma energia incomum. Seria traquinas como qualquer criança daquela idade , mas era sobretudo um menino com um coração especial. Um menino que tocou para sempre o meu coração. Um menino que se mostrou um estudante aplicado e inteligente. Que apesar das muitas actividades escolares e desportivas , estava sempre com um sorriso. Um menino que de facto também mostrou ser traquina, que fazia muitas traquinices, mas que nunca mentiu para se defender ou fugir a um castigo. Pelo contrário , muitas vezes acusou-se para defender os amigos e colegas. Hoje esse menino é um homem , que criou e cria os seus filhos nos mesmos valores que sempre o regeram. Uma pessoa especial, que muitas pessoas dizem ter um jeito antiquado ou fora de moda , porque parece que a moda é enganar e ferir o próximo, coisa que ele nunca fará. Com esse menino aprendi a ser feliz, a acreditar que se pode ser feliz por motivos pequeninos, como ver desabrochar uma rosa ou por acarinhar quem amamos. Esse menino que um dia foi um anjo para mim , continua a ser um anjo no meio de nós. Um anjo que dá a todos que com ele se cruzam , lições de amor, de carinho e de lealdade. Agradeço ao Pai que um dia colocou esse menino na minha vida, que me permitiu ajudar a formar um ser humano excepcional. Para ti Gonçalo, que foste um menino anjo e que hoje és um homem verdadeiramente único, deixo aqui o meu abraço fraterno e o meu respeito sincero. Desejo que melhores rapidamente, que voltes ao convívio de todos os que te respeitam e te amam. Escrever neste teu espaço, é deixar-te expresso o carinho e respeito que sentimos por ti. Que Deus Pai te abençoe e permita uma rápida cura. Que o Pai Divino te abençoe.

Paulo Ribeiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 23:53


Pág. 2/2





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  


Caetano veloso

(Para escutar clic no video)

NAO2c.jpg

Proibida a cópia e ou a reprodução deste Site, sem a prévia autorização do autor, por quaisquer meios ou processos existentes ou que venham a ser inventados, especialmente por programas de computador de acesso à Internet ou não, sistema gráfico, micro filmagens, fotográficos, videográficos; bem como a inclusão de qualquer parte desta obra em qualquer sistema de processamento de dados. Estas proibições aplicam-se também às características da obra e à sua edição. A violação dos direitos autorais é punível como crime, com pena de prisão e multa, além da possibilidade de busca e apreensão dos exemplares reproduzidos e apetrechos utilizados na reprodução.

Curriculum Vitae do Autor do Blog

Licenciado em Direito pela Universidade de Yale
Pós-graduação em Direito Criminal
Doutoramento em Medicina Forense

Estudos de História de Arte

Estudos de RPG aplicados ao ensino de técnicas teatrais

Escritor de Poesias e textos de reflexão

Com vários artigos de opinião publicados em revistas

Autor de alguns estudos de Mitologia

Membro da Maçonaria

Membro das Ordens Inglesas de Aperfeiçoamento Maçônico.

Cavaleiro Templário, membro do Preceptório Madras

Membro Honorário do Priorado

Iniciado em estudos sobre a Magia Celta em Stonehenge no ano de 1990

Membro da Antiga e Mística Ordem Rosacruz

Membro da Ordem Martinista

Membro do Colégio dos Magos

Conhecedor de, Kabbalah, Astrologia e Numerologia, formado pelas escolas mais tradicionais do ocidente.

Faixa-Preta (10º grau) de Kung Fu

Praticante de Karate

Praticante de capoeira

Professor de Chi-Kung Técnicas de kung Fu

Deu cursos e participou em projectos urbanísticos usando conhecimentos de Feng-Shui

Gestor de empresa



comentários recentes



subscrever feeds