Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O Meu Caminho

Sábado, 01.10.11

 

Todos nascemos como um mapa em branco onde todos os caminhos nos são permitidos . Ninguém traça a nossa caminhada , ninguém determina o nosso caminho, somos nós que traçamos as linhas por onde queremos ir . Muitas vezes diz-se que cada um nasce já com o seu destino traçado , não é verdade . Se assim fosse , vir à Terra não teria sentido porque viríamos apenas fazer o determinado , sem sequer podermos ser acusados e culpados pelos nossos actos , fossem eles até criminosos, uma vez que apenas estaríamos a cumprir a vontade de uma entidade superior que assim tinha determinado . Essa desculpa serve apenas para nos desresponsabilizar de actos nossos  cuja responsabilidade é e será sempre nossa . Por isso cabe a cada um de nós escolher um caminho , aquele que quisermos percorrer , tendo a certeza que a opção é apenas e só nossa . Eu decidi desde pequeno escolher o caminho do amor . É claro que com o tempo essa escolha trouxe-me dores e desilusões , sobretudo quando o meu caminho cruzou com outros caminhos meio perdidos na vida . Mas nenhuma dor me fez arrepender da decisão tomada . Escolhi ser sincero e verdadeiro no meu caminho , por isso de mim nunca ninguém terá mentira ou hipocrisia . Só abraço quando sinto vontade e nessa altura o meu abraço é sincero e apertado . Quando conheço alguém o meu cumprimento é sincero , o aperto de mão é firme e quando me apaixono , entrego-me sinceramente sem evasivas ou premeditações . Algumas pessoas acham-me fora de moda porque vivo a sorrir e a desejar o bem dos outros e sinceramente desejo-o. Por isso sou aquela pessoa simples que gosta de ouvir e ajudar os outros , aquele que se emociona e chora perante o final feliz de um filme ou perante a dor alheia , aquele que se encanta com um dia de céu azul , com um arco-íris ou o cantar feliz de um pássaro. Afinal eu sou um ser humano comum , mas um ser humano que optou por acreditar , por ser sincero e amar. Há pessoas que me dizem que não têm amigos , que não confiam em ninguém , eu respeito , mas não concebo viver assim . Eu vivo de coração aberto , de mente aberta também , pronto a acreditar na sinceridade dos outros , só assim a vida vale a pena ser vivida . Só é vida quando se vive com amor , sinceridade e emoção . Sei que por ser assim muitas vezes fui enganado pelas pessoas ditas espertas , que se acham no direito de trapacear porque também não confiam em ninguém . Mas nesses casos eu não perdi nada , porque eu fui eu mesmo , fui o que sempre sou e o peso da mentira ou da falsidade fica com quem o pratica . Porque para mim é infeliz quem trai um sentimento , porque é sinal que não o sabe sentir e muito menos respeitar. Infeliz é quem julgando-se esperto , moderno , inatingível , passa sobre os sentimentos e as emoções dos outros , provando que nunca merecerá a confiança ou o amor sincero de alguém . Pobres daqueles que nunca souberam amar e que sendo amados não souberam respeitar e retribuir esse amor . Para mim o mais pobre de entre todos os pobres é sem duvida o ser que passou pela vida e nunca amou . O mundo será melhor quando soubermos deixar por onde passarmos um rasto de confiança , carinho , maturidade , esperança e amor .
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 15:40


Pág. 2/2





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds