Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Marcas na Alma

Domingo, 30.09.12

 

Num colégio havia um aluno que era muito inteligente, mas que ao mesmo tempo era inconsequente nos seus actos. E geralmente não prestava atenção ao que lhe mandavam fazer , dando isso origem a tarefas incompletas ou muito mal terminadas.

Cansado desse comportamento , um dia o Director chamou-o e disse: - Meu filho , apesar de seres tão inteligente , és inconsequente e distraído e por isso fazes tanta coisa errada . Para que tenhas a noção das asneiras que fazes , por cada tarefa mal feita ou incompleta , eu vou colocar uma agulha espetada num pedaço de sabão , que ficará visível a todos , junto ao quadro negro na sala de aula .

O Director fez o que prometeu e a cada dia o pedaço de sabão se ia enchendo de montes de agulhas .  O Director acrescentou que por cada tarefa certa e completa que o menino terminasse retiraria uma agulha , mas a verdade é que por cada uma que retirasse , tinha que colocar duas ou três. O menino começou a ver que o sabão mal tinha espaço para novas agulhas e começou a sentir vergonha. Resolveu ser mais atento , mais consequente, mais ponderado e a pouco e pouco as agulhas começaram a ser retiradas . Até que finalmente o sabão ficou sem uma única agulha . O Director chamou-o e disse; - Vês meu filho , já não existe uma única agulha , estas de parabéns .

O menino olhou para o pedaço de sabão , mas em vez de ficar feliz , começou a chorar .

O Director intrigado quis saber porque chorava , uma vez que já não havia qualquer agulha lá .

O menino olhou e disse : - As agulhas saíram , mas as marcas ficaram ...

E isto acontece com os erros que cometemos na nossa vida .

Podemos tentar corrigir , fazer melhor , mudar o nosso rumo , mas as marcas dos nossos erros vão ficar para sempre .

Por isso devemos ponderar bem os nossos gestos , os nossos caminhos e as nossas escolhas .

Porque cada vez que agirmos inconsequentemente estaremos espetando uma agulha na nossa alma , que mais tarde pode até ser retirada, mas a marca , essa ficará para sempre .

E cada marca é uma consequência a mais ...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 11:27

Há Dias

Terça-feira, 25.09.12

Há dias que nos sentimos menos nós , porque nos perdemos num ponto obscuro daquilo que somos nós mesmos . Há dias em que o dia nos parece mais cinza, como se as nuvens escondessem o sol, que por vezes , parece brilhar menos . Há dias , que o dia parece mais longo  que o seu tempo normal . Há dias , em que o medo não deixa crescer a coragem ,e que a força parece perdida numa encruzilhada qualquer. Há dias em que a paciência se esgota , perante a nossa intolerância à estupidez habitual . Há dias , em que decidimos não querer , não ver , não perdoar . Há dias em que não me apetece passar por cima dos erros dos outros e apetece-me sim , apontar-lhes a incompetência, a indignidade, a preguiça mental . Há dias , em que até consigo perdoar , porque perdoar é um acto de amor , e porque tenho que passar por cima de erros e contradições , para ficar com as pessoas que amo . No entanto dias há , em que se agudizam os meus limites , as minhas fronteiras, e são elas o meu amor- próprio . Consigo relevar um erro , ainda que grave , porque errar é humano , em casos muito especiais , perdoo até duas vezes, porque às vezes confesso que sou meio estúpido e dou a toda a gente o direito que suponho terem de mudar e de se redimirem . Mas não posso passar a vida perdoando , porque isso seria sinal de burrice da minha parte e de estúpida incompetência minha. Há dias em que o mundo parece menos humano e a esperança parece menos verde, assim como a paz parece menos branca . Há dias em que apetece jogar tudo para o alto e ficar a olhar a realidade quebrar-se igual a vidro estilhaçado e rir das nossas grandes verdades desfeitas . Há dias em que Deus parece ser mera figura abstracta e em que a fé , parece ser um lindo e fantasioso conto de fadas . Todos sabemos que há dias...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 16:04

A Isto Se Leva Portugal

Segunda-feira, 17.09.12


Jovem Bracarense escreve a Passos Coelho a contar a sua situação alarmante 
 
12/09/2012
 

  


Criança Bracarense escreve um mail ao Primeiro Ministro Pedro Passos Coelho a apelar a situação financeira em que vive a sua família.

"Ola Sr.Passos Coelho, Chamo-me Rita e tenho 12 anos venho aqui junto de Vossa Excelência contar um pouco da minha vida desde que este País se tornou no que tornou, o meu Pai Infelizmente está desempregado como muitos milhares de Portugueses a minha Mãe desempregada está pois trabalhava mas derivado ao bom trabalhado que os governos tem feito neste País , foi despedida tenho um irmão com 10 anos que anda na escola e que ele como eu temos tido boas notas, mas a nosso dia de amanha é e será uma incógnita pois até ao dia 15 deste mês e derivado a termos rendas em atraso já que é muito pouco o dinheiro que entra nesta casa somente 150 € de uns biscates que o meu querido Pai vai fazendo e 80 € de abono de família que o Senhor ainda não nos tirou graças a Deus, pagamos cerca de 220 € de renda da casa mais agua e luz e alimentação diga-me por favor como vamos viver depois tanto corte que nos tem feito ao longo deste ano. Sabe por vezes e quando o vejo na televisão de mão dada com as suas filhas me pergunto a mim mesma se o senhor se sente bem, pois se o senhor quiser pode muito bem melhorar isto, pois saiba de uma coisa o meu almoço de hoje foi somente 2 salsichas frias com um pão e um copo de agua pois não ha mais nada para comer em casa o meu jantar o que será??...não sei se calhar um copo de Leitre como muitas vezes é."

De Salientar que a TV MINHO ja reenviou este mail a quem de direito mas até ao momento nada foi feito e no próximo dia 15 esta jovem vai viver na rua.

 

 

***

A isto chegará a realidade do nosso País. Neste momento , entre outros caminhos , deveria passar-se pela investigação das fortunas pessoais de todos os governantes pós 25 de Abril e todos que não pudessem provar a origem da sua fortuna , e não tivessem como mostrar que ela foi ganha por meios honestos , deveria ser judicialmente penhorado e essas fortunas serem usadas para abater a nossa dívida externa. Enquanto se retirar dos impostos e de quem trabalha , nunca haverá justiça , nem a precariedade económica , as fraudes e desvios , terão um fim .

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 15:25

A Pedro Passos Coelho

Sábado, 15.09.12

 

Pedro , ainda se lembra do seu tempo de menino . Quando acreditava que tinha direito ao sonho e à felicidade? Ainda se lembra da capacidade de sorrir e de falar com o coração? Provavelmente neste momento , há outros meninos que esperam que o Pedro tome as decisões certas para não verem os seus sonhos gorados . E pelos vistos , o caminho que está a seguir , está a colocar em causa o direito legitimo que assiste aos jovens de pelo menos sonhar . Estes meninos , têm pouca noção ainda do que querem para o mundo , mas sabem que têm o direito a viver e a trabalhar com esperança no seu próprio País. Desde o início que festejei a vitória do Pedro , torci por ela , empenhei-me nela , defendi-a, mas agora, agora o Pedro entrou num caminho que se afasta muito da Social Democracia em que acredito . Eu nunca fui da linha liberal do PSD , sempre fui da Social democracia . Não concebo democracia, sem uma componente profundamente humana e social , ainda que devidamente gerida . Gerida e não destruida , sem opções à vista . Neste momento , Pedro , tenho medo da vitória que tanto apregoei e senti. Não sou pessoa de sentir medo seja do que for, na vida já levei muitas rasteiras , já acreditei em pessoas que não valiam nada , já pedi ajuda a pessoas que ma negaram , mas estou aqui , firme e acima de tudo , com a minha dignidade e o respeito por mim mesmo . Ouço com extrema atenção, as suas comunicações ao País e vejo a linha politica que segue , e aquilo que tenho ouvido , deixou-me imensamente preocupado . Surge sempre no seu discurso , Pedro , uma chamada de atenção , à Sociedade, para como diz , a criação do homem novo . E vem esse discurso inserido , num quadro feliz , de um futuro País desenvolvido e sem carências económicas . Mas o discurso do homem novo , esse discurso já vem do tempo dos soviéticos . E o tão proclamado homem novo , deu origem à morte de milhões , que acreditaram num mundo feito de "homens novos". Em Portugal , tivemos o Salazar , que tomou o Poder em nome de um Estado novo , de um novo homem e o que aconteceu . Tivemos uma política de repressão , que levou à morte boa parte da nossa juventude , para defender o Império desse mesmo Estado , do qual só conheceram a miséria e a morte . Na Alemanha tivemos também a apologia ao "homem novo" , nascido na cabeça de um jovem visionário , que sonhava com um mundo novo , estruturado , com valores novos, e o que aconteceu? Levou à morte muitos milhões de pessoas , e nada ficou resolvido , tudo ficou como antes ou  não , pelo contrário , tudo ficou pior que antes. E tenho medo , quando vejo a destruição do estado social do País , sendo feito de forma indiscriminada. Tenho medo , pelos milhares de Portugueses , que vêm o seu ordenado mínimo , ficar ainda mais mínimo , sentindo-se peças de um jogo financeiro , que não entendem , e que da sua derrapagem nunca foram culpados. Eu sei , que muitos , para não dizer todos ,os antigos governantes Portugueses tiveram culpa do estado a que o País chegou . Com especial relevancia , para aqueles que venderam a terceiros a nossa economia , em troca de milhões de euros , pelo sacríficio das nossas frotas pesqueiras , da nossa produção agrícola , fazendo de nós os mendigos da Europa. Entendo que deveriam ser criminalizados e punidos.  Por isso Pedro , as suas propostas eleitorais , a sua juventude , foram na altura uma lufada de ar fresco . Mas hoje tenho medo , Pedro . Não que o compare a visionários que marcaram negativamente a nossa história , até acredito nas suas boas intenções e na sua vontade de erguer o País . Mas ... mas Pedro , um chefe de Estado tem que ter mais que uma palavra imperativa , uma determinação ferrenha , tem que ter humanidade , sensibilidade e capacidade de dizer NÃO. Eu sei que muitos do pontos de vista que o Pedro defende , são pontos de vista da Troika, dos parceiros Europeus, mas o Pedro tem que ter a força e a coragem de dizer NÃO, quando essas ideias ou determinações nos deixam cada vez mais sem saída . Eu gostava de amanhã , depois de amanhã , um dia destes , voltar a ouvir o Pedro e poder sentir que efectivamente caminhamos para um ponto de restauro do País . Mas um restauro que seja humano , que não seja só e apenas números e que não satisfaça apenas interesses dos usurários que tentam comprar-nos a alma . Vale a pena o sacrificio que nos conduz a uma saída , mas neste momento , estamos a ser conduzidos ao massacre . E por isso agora tenho medo , e acima de tudo , Pedro , tenho pena , muita pena ...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 19:49





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds