Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Feliz 2014

Terça-feira, 31.12.13

 

Neste novo ano que se inicia não me apetece fazer um discurso sério e pesadão. Até porque um novo ano , é tempo de paz , de amor e espero eu , que de alguma leveza . Pelo menos é o meu maior desejo . Por isso para ilustrar o post deste novo ano que se iniciará à meia noite , escolhi uma foto da minha sobrinha e da mãe , sem pose , um mero instantâneo captado pela câmera indiscreta do computador da Inês . Desejo que o novo ano , nasça com a inocência desta criança e cresça com a sua alegria e irreverência . Problemas de certo haverá , não conheço ano nenhum em que não surjam , mas desejo a todos a capacidade de os enfrentar com um sorriso , de os encarar , não como muralhas intransponíveis , mas si, como meros desafios facilmente ultrapassáveis . Que cada um de nós , neste novo ano , carregue sobre os seus ombros a capacidade de vencer , a fé de ultrapassar e a vontade de erguer os braços e lutar . Que nenhum coração entre sem fé em 2014 , que todos os corações criem uma corrente de fé capaz de abraçar o mundo .Que o ano de 2014 não seja visto como um muro de lamentações , mas sim, como um livrinho em branco , oferecido por Deus , em que cada página será escrita com aquilo que nós quisermos e formos capazes de fazer e de ultrapassar . A maior parte das correntes que nos prendem , muitas vezes são mais psicológicas que reais . Deus dotou-nos de uma fé e de uma coragem que muitas vezes esquecemos de utilizar . Uma coisa que eu aprendi na vida e que sempre me serviu de apoio , é que na vida nunca se aceita um não . Claro que ao longo da vida, ouvir um não é inevitável , mas aceitá-lo é opcional . Quando me dizem um não , eu penso imediatamente na forma de tornar esse não , num sim . Há sempre vários caminhos para chegar onde se deseja , quando um deles se cerra sobre a nossa vontade , cabe-nos tentar todos , até encontrar a porta aberta . E posso garantir a todos , que se não desistirmos , se nos fizermos ouvir , uma porta se abrirá . O ser humano só fracassa quando se acomoda , quando perante uma dificuldade acha que não vale a pena . Acreditem que as portas só se fecham se não tivermos paciênciae força para as abrir . Podem fechar-se , três , quatro vezes , as vezes que for , mas se em vez de ficarmos lamentando a injustiça que nos foi feita , se em vez de acharmos porque várias vezes foi assim , que sempre assim será , se em vez de tudo isso gritarmos um não bem audível e nos agarrarmos ao fecho da porta cerrada com razão e coragem, ela abrir-se-á. Perante a injustiça cabe a nós repor justiça . A inércia , o medo, o cansaço , o achar que será sempre igual , não nos leva a lugar nenhum , jamais . Não podemos esperar que sejam os outros a reconhecer o nosso valor , somos nós , que temos que compreender o que somos e o que valemos e fazer com que os outros também nos vejam e nos valorizem . Se não soubermos o que valemos e sobretudo se não os mostrar perante os outros , ninguém nos dará importância . Da pior forma aprendi , que tentar ser modesto, trabalhar bem mas sem alarde , faz com que nos vejam como tolos, meros objectos de usar e jogar fora . Meios para obterem o que querem , mas depois facilmente descartáveis . Por isso aprendi a saber o meu valor , a mostrá-lo, a valorizá-lo e a exigir em nome dele, a saber o que mereço e a lutar até conseguir , isto obviamente sempre respeitando os direitos também . Que o ano de 2014 seja um Ano de Fé , Capacidade e Prosperidade para todos .

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 11:35

Silêncio de Prata

Quinta-feira, 26.12.13
 

 

É de prata o silêncio que me envolve , quando a muralha da não vontade se ergue e me defende daquilo que já não sei dizer . É madrugada e o frio agita o meu cabelo e abraço a prata que a noite lança sobre mim , num momento de perfeita equilíbrio entre eu e o negro que me envolve . Cai sobre os meus ombros a chuva fria que me lava a alma e deixa no meu coração resquícios da prata de que é feito o abraço da noite . É de prata a máscara que me protege o rosto , qual elmo que me defende daquilo que não quero ou contra o qual já não sei lutar . É de prata a muralha que me aprisiona num silêncio que me isola das palavras que ninguém entende , talvez porque elas há muito morreram e estão envoltas numa mortalha de prata . É de prata a madrugada que lança sobre mim as primeiras luzes do amanhecer , trazendo de volta a vida que pulsa lentamente nas minhas artérias , preparando-me para mais um dia de silêncios de prata e de sorrisos vazios , tão cheios de ... prata . O dia corre no seu ritmo agitado e é de prata a minha indiferença perante o tempo que se vai , que se escoa pelos meus dedos frios , que já não lutam para segurar as rédeas de tempos que apenas se foram e jazem enterrados sob a prata da memória . Cai a tarde , cheia de luzes cintilantes que se tornam prata perante os meus olhos cansados e a minha boca onde só surgem expressões que ninguém parece entender e cuja vontade de as fazer viver no meio de explicações coerentes há muito já se perdeu , não sei se por incapacidade minha ou mera falta de interesse dos que não me ouviram . A tarde aprisiona-me num cansaço feito de correntes de prata , de algemas que prendem os meus gestos , e a minha força , o meu animo , perdem-se na imensidão de prata gélida que me cerceia . O sorriso em que se transformou a minha máscara de prata , permanece firme , isento de sentimentos ou dores, fica ali , qual sentinela que afasta olhares mais atentos ou mais curiosos . E a noite chega de novo , acolhendo-me no seu seio de prata, acolhendo em si a minha fragilidade, a minha falta de vontade de continuar por caminhos tão cheios de prata , a noite embala-me, eleva-me a mundos que só eu conheço, onde a prata se dilui no calor de mil sóis e eu sou enfim livre . Mas a noite é efémera e quando partir , o meu mundo encantado feito de prata brilhante vai ressurgir ... Por isso não me acordem ... Deixem-me dormir... Porque logo a manhã virá , mais uma vez , envolta nos seus longos e infindos cabelos de prata .

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 10:49

Boas Festas

Terça-feira, 24.12.13

 

E porque hoje é véspera de Natal e de tanto se desejar feliz Natal e mandar cartões todos cheios de brilhos dourados, tornou-se repetitivo . Não vou voltar a usar palavras já gastas , apenas quero desejar que o verdadeiro Espírito de Natal nos envolva a todos e nos mostre o real sentido do Natal . Que este dia seja visto como um dia de amor , de paz entre os homens, onde nem que seja por breves horas , os desentendimentos entre Povos atenuam-se e onde a humanidade sente o verdadeiro sentido da palavra fraternidade . O problema é que isto só por si não chega e o homem mostraria ter crescido , se nos restantes dias do ano conseguisse sentir o mesmo espírito fraternal . Infelizmente para muitas pessoas , o espírito de Natal só se sustenta no fascínio das decorações , nas luzes que brilham , nos pinheiros enfeitados, nas prendas , em tudo que faz destes dias uma época de sonho . Para a qual muito contribuem também os comerciantes , que claro está , apelam ao consumismo , que aliás nada tem de errado . O que há de verdadeiramente errado nisto tudo , é quando o homem confunde a ceia regada com bons vinhos , o champanhe e a troca de presentes com o espírito de Natal . Apesar de termos em nossas casas tudo isso , nós não somos crianças e o nosso Natal não pode resumir-se somente a isso . O Natal deverá ser um momento de presentear familiares e amigos , claro , mas também o momento de carregar baterias de amor para o resto do ano . Não é só nesta pequena quadra que se resume a pouco mais que uma semana que as instituições que apoiam carenciados o ano inteiro , devem ser lembradas , nem amparados os sem abrigo , nem feitas doações para os acolhimentos de animais. Concordo plenamente que se façam doações nesta época , mas que isso não sirva como um sacudir de água do capote e uma hipócrita paz de consciência . Os sem abrigo , os carenciados de toda a espécie , os animais recolhidos em abrigos , todos eles precisam de um apoio continuo ao longo de todo ano . Que a nossa caridade Cristã não dure o tempo efémero do brilho das luzes de Natal , que ele perdure pelos restantes dias do ano . A doação feita na empolgação do amor fantasista que nos une por breves dias , não exime ninguém do seu dever social e fraternal ao longo de todo o ano . Boas Festas a todos .

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 11:11

Para a minha nova amiga Célia Lima

Sábado, 21.12.13

 

Para A Minha Nova Amiga Célia Lima

 

O Natal é uma época que nos traz magia e presentes e como o melhor presente é a amizade , este ano trouxe-me uma nova amiga . Uma amiga que à primeira visita ao seu blog me cativou,

Cativou-me pela sua alegria de viver , pela sua frontalidade e pela sua genuinidade . Tive o privilégio de ler palavras muito belas , muito genuínas e ao mesmo tempo tão simples como a vida o deve ser .

Li palavras genuínas vindas de uma alma franca , de uma mulher bem resolvida consigo mesmo .

Todos os anos eu peço a Deus que o meu presente de Natal , seja ter na minha vida , novos amigos especiais .

Este ano sinto que Deus mais uma vez realizou o meu desejo trazendo até mim uma nova amiga . Uma amiga da qual não posso falar muito porque não a conheço , mas que certamente adorarei conhecer em cada dia que virá .

Tenho o prazer de ter uma nova amiga , que pensa como eu , quando se ama não há lugar para duvidar , descrer ou reclamar . O amor é o maior presente nas nossas vidas .

Que o ano de 2014 seja para a minha nova amiga Célia Lima , realmente o tempo certo de amar … sonhar … viver e realizar .

Um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo

Convido todos os meus amigos a visitarem o Blog desta nova amiga no endereço : http://celialima35.blogspot.com.br/

 

Gonçalo Nuno de Assis

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 15:18

A Saga Do Natal Da Inês

Quinta-feira, 19.12.13

 

Continuando a saga do Natal da Inês , devo dizer que ela resolveu testar o Pai Natal e para isso arranjou esta segunda arvore.

Duvido que o Pai Natal procure a segunda arvore, porque a primeira aguçando a curiosidade da Inês já vai tendo muitos embrulhinhos . Ela mesma tirou umas fotos a sua arvore para partilhar com os amigos , que deixo aqui .

 

A mãozinha treme um pouquinho na hora de tirar a foto .

 

Muito tremidinha mas fica a boa vontade da miuda .
 

 

E pronto as crónicas do Natal da Inês ficam por aqui . Por hoje .

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 18:11

A Magia Do Natal da Inês

Segunda-feira, 16.12.13

O Natal sempre foi para mim uma época mágica , de tradições que passam de geração em geração . O Natal tem uma magia peculiar para as crianças e detesto ver como nas famílias "modernas" se rouba a essas mesmas crianças aquilo que de mais belo a infância tem , a magia , a fé a inocência , e o encantamento . É com tristeza que vejo cada vez mais crianças com quatro ou cinco anos que dizem que não acreditam no Pai Natal , para quem o Natal afinal nada mais é, que um dia em que os pais se reúnem com familiares ou amigos e lhes compram um presente . Ora isso nada tem de Natal, é apenas mais um dia comum, igual aos restantes dias do ano . Eu faço questão que as crianças da minha família vivam o Natal como eu o vivi em criança , um momento de encantamento e magia . E é junto à minha sobrinha Inês que encontro essa apetência para o sonho e a sensibilidade de abarcar no seu coração toda a magia do verdadeiro Natal . Não há Pai Natal? Claro que há , e quem não crê nele , não recebe prendas . E Por isso hoje deixo aqui para todos os meninos um pouco da Magia de Natal da Inês .

 Este é o Pai Natal da Inês , que dança e toca , celebrando a magia unica do Natal .

 

 

A Arvore de Natal , onde amigos e familiares começam a deixar presentes e que como é tradição , só serão abertos dia 24 após a ceia .

Mas é de noite com as iluminações que o Natal adquire toda a sua magia , por isso deixo aqui algumas das iluminações que trazem a magia do Natal ao coração da Inês e de toda a Família .

 

 

Iluminações de interior que fazem sonhar com a vinda do Pai Natal .

 

 

Cascata de Luz azul que torna a realidade em sonho .

 

 

Não será por falta de sinalização que o Pai Natal não vai encontrar a àrvore .

 

E o Pai Natal encontra a árvore e juntamente com os amigos e familiares vai depositando presentes até dia 24 . Claro que a Inês visita a árvore muitas vezes por dia e fica excitada e radiante à medida que os presentes aumentam . Mas nada de rasgar as pontinhas dos embrulhos Inês, que o Pai Natal não gosta nada . Ver o que ali está só mesmo no dia 24 .

 
E Junto ao Portão de Entrada e à cave da vivenda , o Pai Natal ao fundo das escadas ilumina a Noite numa promessa de amor e Paz.
 
 

 

E a noite ilumina-se numa magia de luz .

Que essa magia exista em todos os corações ...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 10:53

Para os Maçons

Terça-feira, 10.12.13

 

Todos os anos nesta época se tornou usual desejar Boas Festas , Um feliz Natal e um Bom Ano Novo , de tantas vezes dito , acabamos por esquecer o que realmente se deseja . Ainda faltam uns diazinhos para o Natal , mas hoje quero dedicar este texto a todos os Maçons, meus irmãos de fé e de ideal . Antes de mais desejo que o Natal comece no coração de todos , que todos tenham um Natal repleto de Paz e de Amor , que sintam o amor de todos os que amam e descubram a capacidade de amar a todos . Que o Ano de 2014 não seja recebido com temor , mas sim com fé . Que no Ano de 2014 , saibamos ouvir , amar , sorrir , aprender , compartilhar , ensinar , aconselhar, sendo ao mesmo tempo humildes e fraternais . Que cada um de nós entenda , que o que nos faz crescer como pessoas , é ajudar o próximo com amor e sem soberba . Que as nuvens de medo e de dor que ao longo deste ano se formaram , se transformem em nuvens de esperança , que cada coração albergue a bondade que transforme a vida de cada um de nós . Que o sorriso brote sem mágoa , sem inveja , sem maldade , porque essa é a chave para a harmonia no mundo . Que o Natal não seja apenas o dia comercial e o momento esperado dos presentes , que saibamos encontrar dentro de nós o significado puro da essência do amor que deveria unir a humanidade. Que o Natal seja o símbolo da doação , da fraternidade mais pura , da capacidade de amar sem interesses de outra ordem. Que a alegria venha pura , sem ser uma máscara para esconder a tristeza. Que nasçam os gestos de pura solidariedade e que a fraternidade não volte a ser uma palavra vã. Que a nobreza da alma não seja embaçada por ironias disfarçadas em sorrisos , ou invejas escondidas em abraços. Que cada um de nós saiba mostrar e preservar a sua verdade interior . Que o Novo Ano traga muita Paz.

TAF

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 11:18





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds