Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Há cada uma ...

Quarta-feira, 22.01.14


Cada vez vejo grassar mais ainda a falta de cultura que assola as nossas gentes . Mas se acaso se pensa que esse é um problema exclusivamente português , desenganem-se . Em tempos idos , quando as pessoas tinham orgulho em falar correctamente e em escrever de igual forma , não se assistia à pouca vergonha em que a mídia se transformou . Um dia destes , em que assistia distraído ao telejornal , ouço uma apresentadora dizer o seguinte: " Estão cerca de 3 pessoas...". Que eu saiba, usa-se esse termo , quando nos é impossível determinar o numero de pessoas presentes e se faz um calculo por estimativa. Mas se estavam três , então estavam três e nada mais havia a dizer . Num programa de televisão Brasileiro, ouvi uma outra informação que me surpreendeu , dizia a apresentadora , com ar muito entendido , que um individuo havia sido acusado por roubo e furto . Pensava eu na minha ignorância , que roubo e furto é a mesma coisa , mas segundo essa senhora são crimes diferentes . Num outro programa , este bem português , dizia um comentador, falando sobre o caso de um emigrante Português que foi assassinado no Reino Unido , que a vitima tinha sido atacada quando ainda estava viva . Eu gostava de saber , se existiria algum criminoso, que se dedicasse a atacar e a matar vitimas já mortas . Eu penso que se instalou uma mediania tão grande , uma incompetência tão grande , que já é normal o erro e a asneira . Vi em algumas escolas , trabalhos de alunos e professores , expostos nas paredes para que os visitantes pudessem ver , com tremendos erros de português . Tive a oportunidade de ler mails , tanto de professores , quanto de formadores da Formação profissional , carregados de erros . Pergunto a mim mesmo , de onde saiu esta fornada de professores, como podem eles preparar jovens ou adultos , se eles mesmo não estão preparados . Já ouvi da boca de professores, e de formadores , expressões como "puse-a", "traze-a"... Perante isto, sinto-me perplexo . Sinceramente não sei como algumas pessoas chegaram aos postos de trabalho onde se encontram . Tenho pena que cada vez mais se dê valor a partidarismos , a cunhas, a jogos de bastidores e os candidatos sejam escolhidos para cargos, por tudo,menos pela sua competência . 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 19:25

POETA

Sábado, 11.01.14

 

O poeta procura no tempo , um tempo em que só ele acredita. O poeta vê no tempo, o tempo que ninguém vê . Talvez os poetas sejam loucos ou louco seja o mundo que os não entende . Não se escolhe ser poeta , a poesia nasce na alma e jorra para o mundo sem que nada a detenha . O poeta vê estrelas onde os outros nada vêm ou nem se dão ao trabalho de olhar . O poeta é um ser diferente, daqueles que nascem sentindo as dores que mais ninguém entende e dando valor ao que mais ninguém dá . O poeta perde-se na noite das lembranças ou passeia na paisagem dos sonhos que ele mesmo inventou . O poeta é efémero como o voo de um pássaro e livre como o horizonte que se perde ao longe e que a nossa vista não consegue alcançar . Ser poeta é saber rir , saber chorar , saber esperar , aceitar e inventar . O poeta cria uma paleta imaginária e com ela retoca as cores do céu . O poeta grita verdades com um sorriso e inventa mundos que não abre paraninguém . O poeta tem uma alma com a alvura de uma rosa branca e com a inocência de uma criança que olha só o que a vida tem de belo . Ser poeta é ser capaz de abraçar o mundo , de abraçar a Natureza e ser capaz de ter a audácia de envolver Deus nesse seu abraço . Ser poeta é sonhar com um mundo melhor e acreditar que cada homem é capaz de dar um pouco de si , para um todo perfeito . Ser poeta é entender o valor de um sorriso e o peso de uma lágrima , é chorar sem sentir vergonha , porque são também poesia as lágrimas dos poetas . Ser poeta é sentir-se gigante , num pequenino e efémero instante , quando elevado nas suas rimas , o poeta se sente maior entre os seus , tão grande que chega a imaginar-se um deus . Mas ser poeta é sentir-se também pequenino , perdido nas encruzilhadas da vida , sem saber em que esquina virar , em que rua seguir , exausto , sedento de carinho . Ser poeta é ser gigante , ser sábio , ser coerente , mas ser poeta é também , ser menino , ser pequenino , ser um pingo de gente . O poeta cresce e agiganta-se nas suas verdades gritadas , nas suas penas passadas , porque é de penas que se faz a grandeza do poeta. Mas quando um dia , porque há sempre um dia , o poeta se cansa , o sonho termina, o dia cai e as nuvens da cor de chumbo , toldam e cerceiam a manhã primaveril do poeta, nesse dia o sonho morre e a alma do poeta cai em farrapos de uma fantasia morta . Nesse dia a natureza clama e Deus do seu Celestial aposento , solta de leve um lamento , porque até Deus lamenta , quando se perde um poeta . As fadas terminam as suas danças e tristes recolhem-se num silêncio pesado , que cheira a adeus e a morte. A chuva cai , escorre lentamente sobre a face pálida do poeta que já não sente, a natureza chora , e o vento grita num longo clamor " Hoje morreu um poeta". As rosas deixam cair as pétalas e os ribeiros choram no correr lento das suas mágoas , porque morreu um poeta . Então , quanto vale um poeta? Muito , dirão vocês , se até Deus o lamenta , se a natureza chora , se as águas deixam de cantar ... Nada , direi eu ... Um poeta não vale nada , é apenas um cristal bonito , um coração triste e cansado, que sempre acreditou que a sua missão era amar. Quem liga para um poeta, que passa a vida a sonhar?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 20:41

O Meu Caminho

Sábado, 11.01.14

 

Todos nascemos como um mapa em branco onde todos os caminhos nos são permitidos . Ninguém traça a nossa caminhada , ninguém determina o nosso caminho, somos nós que traçamos as linhas por onde queremos ir . Muitas vezes diz-se que cada um nasce já com o seu destino traçado , não é verdade . Se assim for , vir à Terra não teria sentido porque viríamos apenas fazer o determinado , sem sequer podermos ser acusados e culpados pelos nossos actos , fossem eles até criminosos, uma vez que apenas estaríamos a cumprir a vontade de uma entidade superior que assim tinha determinado . Essa desculpa serve apenas para nos desresponsabilizar de actos nossos, cuja responsabilidade é e será apenas nossa . Por isso cabe a cada um de nós escolher um caminho , aquele que quisermos percorrer , tendo a certeza que a opção é apenas e só nossa . Eu decidi desde pequeno escolher o caminho do amor . É claro que com o tempo essa escolha trouxe-me dores e desilusões , sobretudo quando o meu caminho cruzou com outros caminhos meio perdidos na vida . Mas nenhuma dor me fez arrepender da decisão tomada . Escolhi ser sincero e verdadeiro no meu caminho , por isso de mim nunca ninguém terá mentira ou hipocrisia . Só abraço quando sinto vontade e nessa altura o meu abraço é sincero e apertado . Quando conheço alguém o meu cumprimento é sincero , o aperto de mão é firme e quando me apaixono , entrego-me sinceramente sem evasivas ou premeditações . Algumas pessoas acham-me fora de moda porque vivo a sorrir e a desejar o bem dos outros e sinceramente desejo-o. Por isso sou aquela pessoa simples que gosta de ouvir e ajudar os outros , aquele que se emociona e chora perante o final feliz de um filme ou perante a dor alheia , aquele que se encanta com um dia de céu azul , com um arco-íris ou o cantar feliz de um pássaro. Afinal eu sou um ser humano comum , mas um ser humano que optou por acreditar , por ser sincero e amar. Há pessoas que me dizem que não têm amigos , que não confiam em ninguém , eu respeito , mas não concebo viver assim . Eu vivo de coração aberto , de mente aberta também , pronto a acreditar na sinceridade dos outros , só assim a vida vale a pena ser vivida . Só é vida quando se vive com amor , sinceridade e emoção . Sei que por ser assim muitas vezes fui enganado pelas pessoas ditas espertas , que se acham no direito de trapacear porque também não confiam em ninguém . Mas nesses casos eu não perdi nada , porque eu fui eu mesmo , fui o que sempre sou e o peso da mentira ou da falsidade fica com quem o pratica . Porque para mim é infeliz quem trai um sentimento , porque é sinal que não o sabe sentir e muito menos respeitar. Infeliz é quem julgando-se esperto , moderno , inatingível , passa sobre os sentimentos e as emoções dos outros , provando que nunca merecerá a confiança ou o amor sincero de alguém . Pobres daqueles que nunca souberam amar e que sendo amados não souberam respeitar e retribuir esse amor . Para mim o mais pobre de entre todos os pobres é sem duvida o ser que passou pela vida e nunca amou . O mundo será melhor quando soubermos deixar por onde passarmos um rasto de confiança , carinho , maturidade , esperança e amor .
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 20:36





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds