Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Não adie sonhos

Terça-feira, 20.10.09

Havia um menino que ambicionava muito ter um par de patins.

Tanto pediu, insistiu, que um dia acabou por ganhar os tão desejados patins.

Ficou eufórico.

Dormia com os patins, adorava os patins, até ao dia em que a brincar com o seu tão desejado par de patins, ele caiu e esfolou os joelhos.

Depois de cair e apesar de gostar muito dos patins teve medo e não voltou a tocar-lhes.

Ele continuou a adorar os patins , a querer tê-los tanto como antes , mas sempre desistia de lhes tocar com medo de se ferir.

Os anos passam mas ele não consegue esquecer esse sonho de infância e um dia enche-se de coragem , vai ao velho armário onde guardará os patins.

Procura afincadamente e depois de remover muito pó e coisas velhas , acha-os finalmente.

Depois de os limpar , olha-os feliz, por estar a vencer um velho medo, mas quando tenta calçá-los descobre que todo o trabalho para os encontrar e os limpar , foi inútil.

Eles já não lhe servem.

Sentado no chão , ele olha os patins e chora.

Claro que pode comprar outros , mas não serão os mesmos , aqueles que preencheram os seus sonhos e desejos.

Naquele choro ele recorda os momentos que perdeu , as horas de alegria que poderia ter vivido , os sonhos que ficaram enterrados no armário.

E isso tudo porque um dia após ter-se ferido , faltou-lhe a coragem de se reerguer e continuar.

E se repararmos bem , todos somos parecidos com aquele menino.

Todos guardamos e escondemos sentimentos por medo de nos ferirmos.

E quando um dia ganhamos coragem e resolvemos arriscar e viver aquilo que sentíamos poder fazer-nos felizes, descobrimos que o sentimento sufocou pelo tempo que permaneceu escondido num recanto do coração.

Descobrimos que um sentimento que se sufoca , morre e não retorna à vida nunca mais.

Por isso é vital que deixemos de lado o medo, que não fiquemos presos a ideias de outros ou a regras que não regem nada e possamos viver o melhor de cada dia sem enterrar os sonhos.

O que importa é ser feliz agora, é acreditar hoje, o amanhã virá talvez... ou não.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 11:29


2 comentários

De valquiria a 20.10.2009 às 23:18

Boa noite Gonçalo!!!Enfim,acredito que  confiar em si mesmo ,reconhecer seus valores,expressar seus  sentimentos sem medo .Com certeza  o primeiro passo  realizar a busca da realização  de seu sonho.Devemos sempre pensar que somos capazes  de conseguir  aquilo que tanto queremos ,mas devemos ir na busca.Quere é poder!!!Sim,Gonçalo o que importa é ser feliz agora,e e acreditar hoje,o amanhã virá talvez ou não.
Beijos com carinho a vocês.

De Paulo Ribeiro a 21.10.2009 às 11:54


É verdade Gonçalo , amar não é só sentir , é mais que isso , muito mais.
É  acreditar , lutar , sofrer , e vencer.
Quem só sente mas não luta, quem ama ,mas não está quando é preciso , não ama, fantasia um amor.
Um forte abraço

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes