Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Às vezes

Sábado, 31.10.09


Às vezes pergunto a mim mesmo se os meus amigos e leitores ainda se interessam pelos meus textos , pelos meus poemas.

Algumas vezes penso , que cai a noite sobre a minha alma e que tudo o que digo,

são meras frases sem sentido, filhas de ideias pequenas.

Não pretendo escrever palavras sábias e muito menos indispensáveis,, são meros gritos de alma tudo o que digo, são apenas coisas minhas, sonhos perecíveis, envoltos de dores remotas, de momentos impossíveis.

Às vezes temo tornar distante a minha escrita, perdido nos meandros de mim, desnorteado porque sou humano e inconstante, vencido por desejos e dores, por sonhos que nascem e morrem em cada instante.
Falo-vos de uma alma desnuda , sem floreados de vã retórica, as minhas verdades tão óbvias e tão sentidas, que vivem , sem que eu as alimente , vivem , porque vivem , somente.

Não sou complicado , sou tão evidente, que me perco de mim , naquilo que sou, sou caçador e caça igualmente e que alegria o caçador sente, ao  sentir no seu peito que de repente, ele só é caçador porque a presa o consente.

As minhas palavras são gritos na noite, de um pensamento que muda subtilmente, que vive da alegria , da esperança e da dor, que é gerada apenas no amor, mas que nem sempre  o sonho me pertence.

E assim vou deixando aqui as minhas palavras, com ternura ou com dor, como o coração sente, num dia muito longo que caminha para o poente, que sobe e desce o morro da razão, pecados , torturas , são ilusão, porque tudo o que escrevo e tudo o que digo, frutos de um idílio entre o sonho e a razão, são pedaços arrancados de mim, doação plena de um coração.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 22:00


1 comentário

De Pedro Castro a 01.11.2009 às 22:52

Olá querido.
Li o teu texto com emoção e com a reverência com que se lê um texto de um verdadeiro artista.
Sei que o dizer que és alguém muito especial , já está muito sem expressão de tanto ser usado.
Mas és sim.
É as um humano de alma grandiosa e é uma pena que estejas inserido neste mundo actual de valores mesquinhos.
Penso que estás deslocado no tempo.
És sensacional como poeta e como pessoa,.
Que Deus te proteja meu querido.
Um abraço forte deste amigo que te adora.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds