Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Perde-se ...

Quinta-feira, 11.03.10

 

Perde-se o tempo que nos escorre pelas veias

perde-se o tempo do sangue perdido

perde-se o tempo das palavras vãs

perde-se o tempo das noites , sem manhãs.

Perde-se o tempo dos sonhos adiados

perde-se o tempo dos momentos perdidos

perde-se o tempo dos sorrisos vãos

dos abraços gorados

dos passos perdidos.

Perde-se o tempo das palavras gastas

perde-se o tempo , dos tempos não vividos

perde-se o tempo das manhãs de sol

em que continuamos na noite , perdidos...

Perde-se o tempo dos risos claros

perde-se o tempo no viver sem sentido

perde-se o tempo das almas paradas

perde-se o tempo do tempo perdido...

Perde-se a vida nos som dos passos idos

perde-se a vontade, nas correntes que aprisionam

perde-se o sonho

na covardia constante

perde-se a luta na nossa incapacidade

perde-se a vitória, na falta de lutar

perde-se o melhor da nossa história

numa história perdida

que ficará por contar .

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 14:51


4 comentários

De Rafael Gomes Souto a 11.03.2010 às 18:32


É verdade amigo perdemos tanto tempo.
Ou gastamos o nosso tempo da maneira mais errada.
Se juntássemos todo o tempo mal gasto , teríamos o tempo de outra vida.
Acho que só sabemos viver sabiamente quando afinal já estamos no fim da vida.
Um abraço de amizade

De Fátima a 11.03.2010 às 19:28


Perde-se a vida na vida que não ousamos viver...
Perde-se a realidade de um sonho por concretizar...
Perde-se o futuro quando ficamos presos no passado...
Perde-se a esperança quando o mundo parece cinzendo...
Mas ganha-se tudo de novo quando um amigo nos abraça num sorriso radiante e nos abençoa com o mais belo sentimento...AMIZADE!
Só se perda na verdade, aquilo que não soubermos guardar...o resto não se perde, está ainda por conquistar, descobrir e sentir...
Um beijo infinito de carinho.

De Ana Castro a 11.03.2010 às 21:38

olá poeta.
Espero que estejas melhorzinho.
Tive que vir ao Centro , mas desejo que a dor tenha atenuado.
Beijo .
Tudo de bom

De Paulo Ribeiro a 12.03.2010 às 17:17

Na verdade filho não perdemos muito tempo , porque todo o tempo que nos é dado tem que ser por nós vivido e mesmo quando pensamos que nada fizemos , há tantos gestos importantes que foram feitos. Olhamos o sol, sorrimos a alguém, beijamos quem amamos, fizemos um poema , fizemos alguém sorrir... Sabes filho o tempo não tem que ser sempre gasto em feitos heróicos , em gestos fulgurantes , o tempo também se vive no quotidiano , na mansa rotina do dia a dia tão importante também. nenhum tempo que nos é dado se perde meu filho. Um abraço forte de amizade

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes