Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Currículo da Alma

Sexta-feira, 26.03.10
Já fiz tanta coisa que não consta do meu currículo. Já ouvi piadas de amigos e dei gargalhadas até chorar de rir.
Já me deitei tão magoado com alguém , que chorei até adormecer e acordei no dia seguinte com o rosto inchado e vermelho.
Já fiz figuras "tristes" para que um amigo parasse de chorar.
Já comi comidas que não gosto para não ofender quem me convidou, já perdi todo o meu trabalho no PC porque me esqueci de o salvar, já disse mentiras que iriam doer menos que a verdade e já tirei muitos coelhos de uma cartola improvisada.
Sonhei ser um médico famoso mas não tive coragem de ver sangue , sonhei ser astronauta , mas não suportaria a sensação de estar fechado vogando pelo espaço, quando ía ao circo ainda menino , queria ser trapezista, mas não suportava as alturas.
Já tentei esconder-me atrás de uma mentira mas a verdade ficou a queimar-me na boca.
Já liguei para uma vizinha feia e anonimamente fiz-lhe a maior cantada só para que sentisse o gosto, já fugi para o mar , para tentar afogar uma dor e o mar aliviou-me.
Já dormi numa cama com o meu melhor amigo e abri-lhe o coração , sentindo-me compreendido , já dei beijos quando preferia dar estaladas.
Já me enganei em sentimentos e enrolei-me todo para me reencontrar.
Nunca sai de casa sem fazer a barba , acho falta de higiene e dá um ar desleixado , mas já saí com o rosto cortado por a fazer à pressa.
Já chorei muito para esquecer pessoas e depois descobri que essas não valiam as minhas lágrimas.
Já me imaginei voando no céu , em meio de estrelas e já caí de uma escada para apanhar fruta.
Já vi a morte na minha frente e aprendi a não a temer mas também a querer viver.
Já violei juramentos feitos a mim mesmo, já escrevi músicas de amor, já tomei duche misturando a água às lágrimas . Já fugi de um amor , para sentir que afinal não viveria sem ele.
Já me senti perdido na vida , caminhando ao acaso , procurando Deus.
Já me forcei a sair da cama, doente , para não preocupar ninguém, já me vi festejado por todos e senti falta de um abraço , aquele abraço...
Já viajei pelo mundo quase todo, já me joguei no mar com vontade de morrer, já me embebedei para não me suicidar e já olhei o mundo de cima sem ver onde me encaixar.
Já tive medo de mim mesmo e do escuro da minha alma nas horas piores, já senti medo perante o desconhecido e tremi de nervos diante de alguém.
Já um dia pensei que morreria de amor e senti-me vivo no sorriso especial da minha mulher.
Já me senti mal a meio da noite e tive medo de morrer.
Já corri descalço pela areia , feliz , jogando bola, já andei quilómetros de carro para comprar uma rosa azul, já pensei que me tinha apaixonado para sempre e só depois percebi que o meu para sempre , chegou muito depois.
Já vi nascer o sol , com o meu filho , deitado na grama do meu jardim, já chorei muito pela morte de amigos queridos e compreendi que a vida é apenas uma curta estada.
A minha vida é feita de retalhos bonitos , de emoções fortes e também de tristezas que ficaram na alma.
E essas coisas fazem parte de mim , são o meu verdadeiro currículo , muito mais importantes que a minha licenciatura , mais importantes que os títulos ostentados em papel.
Já sei que o meu currículo interior não conta para o meu status social , mas no dia que o mundo souber conhecer o sorriso eu terei experiência para semear um mar de emoções.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 15:02


1 comentário

De valquiria a 27.03.2010 às 00:22

Boa noite Gonçalo!!!Lindo seu currículo da alma!!O currículo da alma nos mostra as marcas em nosos corpos nos lembram fatos,artes e aventuras.Elas nos mostra que vencemos uma barreira.Enfim,sim Gonçalo,você terá um mar eterno de emoções.Beijos com carinho

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes