Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Quanto suporta um coração?

Segunda-feira, 25.09.06

Ninguém sabe ao certo o quanto um coração pode suportar. Descobri que o meu pode suportar uma dor imensa sem deixar de amar, pode suportar uma traição sem deixar de acreditar, pode suportar mentiras sem nunca perder o rumo da verdade. Aprendi que no meu coração cabem tantas pessoas, quantas forem sinceras e autênticas a ponto de merecerem ser guardadas lá. Outras há que por lá passam baseadas em mentiras mas pouco é o tempo que ficam. Descobri que o meu coração é capaz de amar incondicionalmente, de entregar-se sempre com a mesma ingenuidade. Descobri que o meu coração é capaz de receber um golpe doloroso e continuar a bater. Descobri que tenho milhares de amigos guardados no meu coração o que certamente faz dele um espaço gigante de amor. Descobri que o meu coração mesmo maltratado continua a acreditar no amor. Descobri que não importa quantas vezes me decepcionei, chorei, sofri, o meu coração continua a acreditar e a sonhar. Descobri que não interessa o quanto eu esteja saturado da vida e o quanto tenha vontade de parar , o meu coração continua a bater. Realmente ninguém sabe o quanto um coração é capaz de aguentar, talvez aguente para lá do que a mente é capaz de suportar. No entanto um dia vem em que o coração deixa de acreditar, de lutar e de sonhar e entrega-se apenas à sua função de fazer girar sangue no nosso corpo, quando esse momento chega, embora vivos já morremos. Não se vive sem sonho, sem amor, sem alegria, por favor não esgotem a capacidade de sofrimento do vosso coração.

                                   

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 03:48


4 comentários

De Valquiria a 25.09.2006 às 11:32

Bom dia meu querido!!!
Eu queria que o Amor estivesse realmente no coração,
e também a Bondade,
e a Sinceridade,
e tudo, e tudo o mais, tudo estivesse realmente no coração tudo dá medo, tudo apavora!
As coisas que vêem algumas vezes fazem mal,
percebo então sair do normal,
Ora somos tomado de adrenalina pura,
outrora por tristeza insegura.
Por momentos saltito, deixamos de ser constante,somos felizes....só por um instante.
Momentos que desejamos parar.Uma saída Lute!!!
Sabe meu amigo esta sua força contagiante,
me guia, me leva adiante.
Estaremos sempre aqui meu querido.
Val







De Meiga a 25.09.2006 às 22:36

Dias de felicidade...

São lições necessárias que, na Terra
as experiências acumuladas.
já superadas,
que não há mal nem dor que dure para sempre.

Meiga




De claudia a 26.09.2006 às 12:36

Arranjaste um jeito muito especial de passar emoções. De repente atingiste uma maturidade de sentimentos que tudo parece questionar. Impressão minha ou estas numa encruzilhada??? Que Deus te guie a um bom porto. Se alguém merece ser feliz, esse alguém és tu.
Beijos

De Carlos palma Roquette a 26.09.2006 às 20:36

Parabéns pela escrita maravilhosa e sensível. Saiste da toca? Abraços e até um dia destes

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes