Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A Vida Moderna

Quinta-feira, 29.07.10
Espantosamente ninguém , salvo excepções , nega a existência de Deus , muitos até frequentam as celebrações Eucarísticas das diferentes religiões . Alguns até afirmam seguir as leis de Deus e enchem a boca para falar de Cristo . Alguns até rezam , pedem ,  mas não se dão conta que a sua vida os afasta de Deus cada vez mais . As pessoas estão vocacionadas para o consumismo exagerado . Por isso as esposas são obrigadas a trabalhar fora de casa , às vezes em horários absurdos e os homens trabalham exaustivamente, muitos em mais que um emprego , somente para terem duas ou três horas no mês para gastarem o dinheiro quase como um vicio . Pelo excesso de trabalho , perdeu-se o hábito de passear com a esposa e os filhos , descontraidamente . A família deixa de ser o refugio e perde-se a cumplicidade e a sensação de amparo , o abrigo no regresso ao lar . Perdeu-se o hábito de meditar , de falar em família , de ouvir as histórias dos filhos , o primeiro gesto ao chegar a casa é ligar o PC e a TV. Deixamos os nossos filhos adolescentes , fechados no quarto horas a fio , a ouvirem musica aos berros e tantas vezes com letras que incitam à violência . Os pais acham que estão bem , desde que não incomodem e deixam que cresçam com valores deturpados . Ao pequeno almoço de Domingo , também se perdeu o hábito de falar , de ouvir , a mesa fica cheia de revistas e jornais e a conversa morre, a atenção vai toda para o futebol , para a moda ou para os romances das revistas rosa . Vive-se de forma alienada , com a mente povoada de noticias , de resultados de futebol e novelas . Quando vamos a conduzir os nossos olhos são inundados de apelativa publicidade espalhada nas ruas . As caixas de correio são invadidas regularmente com publicidade, com promoções , com revistas onde a mulher é mostrada como objecto e passa a mensagem que para ser desejada tem que ser perfeita . Isso amargura as mulheres que gastam dinheiro e tempo tentando ficar parecidas com as mulheres exibidas nas capas de revista . Até mesmo o desporto e o lazer são encarados com consumismo e competitividade . Para praticar surf não interessa apenas amar o mar , tem que ter a prancha mais cara , para uma simples corrida há que ter o fato de treino da marca mais em moda e há que vencer sempre , ser o melhor em tudo . Assim sendo não há lazer , há competição , e o suposto momento de prazer deixa-nos exaustos . Ninguém opta por um calmante passeio pelo campo , para ouvir os pássaros , escutar o riacho , ficar em paz com Deus e a Natureza, isso é visto como antiquado , moderno é ir para parques de diversão , ir para estádios repletos onde existe tudo menos desportivismo verdadeiro , e ao cinema , mas só se for para ver os filmes violentos , filmes de amor estão fora de moda . Na vida moderna estamos sempre ocupados , não há tempo para nada e os encontros sociais , jantares , festas, não são um encontro de amigos , um momento de comunhão , são apenas um desenrolar de coscuvilhices , de boatos, de intrigas e conversas fúteis , que nos deixam a alma azeda , a consciência de não poder confiar em ninguém e as emoções transtornadas . Se perguntarmos às pessoas se desejam amar a Deus , quase todos dirão sim , mas muito poucos reservam um tempinho para Deus em suas vidas . A vida moderna apenas nos leva a destruir a família e a vida por um sonho de luxo insaciável .

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 17:06


1 comentário

De valquiria a 02.08.2010 às 00:42

Boa noite Gonçalo!!!Concordo com seu texto querido!Seu texto vem de encontro com escolha de minhas férias,com passeios a suavidade  das aguas,a tranquilidade imensa mata,varias especíes de aves e animais.Lá podemos contemplar a natureza e sentir que a vida tão simples e tão bela.Realmente a vida moderna só nos leva a destruir a familia e um sonho de luxo insacpiavel.
Querido ja estou de volta.
Beijos com carinho

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes