Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Maria , Meu Amor

Sábado, 14.08.10
És tão mulher e tão menina
tão criança e sonhadora
tens algo de Divino e de profano
tanto de Deusa e de humano ...
És tanta vez o meu poema
a minha inquietação , paixão , loucura
e outras tantas és porto de abrigo , dilema e ternura .
És a minha paz
e a minha inquietude permanente
és a minha presença mais forte
mesmo quando estas ausente ...
És a sensação de intensidade mais fremente
és o meu Inverno mais suave
e o meu Verão mais quente .
A tua voz tem o som das fontes
tem a harmonia de uma valsa de amor
tem o murmúrio do cristal
o som do meu futuro e do meu presente .
És a minha meta , a minha chegada
o meu ponto de equilíbrio , o meu freio , a minha estrada
o meu mais doce prazer
e a minha mais profunda sobriedade .
És menina e és mulher
tens em ti a doçura da inocência
e a dureza pura da maturidade
és a minha força vital
meu eixo interior
o meu caminho certo de entrega
somos união e cumplicidade .
És o meu aconchego , o meu lar
o encontro comigo mesmo
onde me confundo contigo
és a minha fronteira e o meu abrigo .
O núcleo da tentação ,
a minha força interior
o meu desejo guardado
o meu limite sempre alerta
vulcão em ebulição ...
És desafio e sedução
és sonho , realidade , enigma
o sinónimo do amor ,
contigo oscilo entre o Divino e o profano
entre o Paraíso e a tentação
entre a santidade e o pecado
meu ponto de encontro
onde sou homem maduro
e menino sem juízo
Meu amor
outra parte de mim
tens tudo aquilo que eu preciso

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 16:42


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds