Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Deixa-me ficar contigo

Sábado, 14.10.06

Minha alma sai pela noite escura à procura de teu ser distante
e tão perto porque não consigo ver-te...
absorto em devaneios, disperso na madrugada
amando quem sabe a musa de tuas fantasias
que inspira tua alma a compor poesias
e esquecido aqui
Como queria sentir-te...
ser um raio de luz ,  perder-me no luar
e pelo céu vaguear
à ti me entregar...
aparecer na tua frente
ser teu presente...
irei atirar-me em teus braços, despentear teus cabelos em carinhos e afagos...
beijar tua boca completamente louco olhar bem no fundo de teu olhar e em silêncio dizer vim aqui só para te amar...
mas vou ter que voltar...
Ah! porque fizeste isso comigo  quero-te amante além de amiga...
nesse instante esquecemos de tudo e pára o mundo...  atiras-me na cama rasgas minha roupa e amas-me
sentes um desejo enorme por mim
Não dá para conter tem que ser assim
Podes pensar o que quiseres só queria ser amante delirante
e cheio de desejo
ser teu homem
tudo o que tu quiseres
e, quando acordares
apenas uma recordação...
de uma deliciosa noite
de sedução
tu foste a minha
mais louca e doce paixão...
lembrarás de meu olhar
e um arrepio em teu corpo irá passar
é minha alma que nesse instante
te foi abraçar
e num sussurro ao teu ouvido
irei  falar-te
foi o prazer mais intenso
que contigo pude desfrutar
fui e sou o devaneio mais louco
e absurdo que um dia o destino
te fez conquistar
esquecer de mim?
só o tempo dirá...
enquanto ele não chega...
deixa-me ficar contigo

 

                                              

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 06:38


1 comentário

De Angelica Marques Sousa a 14.10.2006 às 18:12

Olha que texto lindo. Parabéns. Tu efectivamente tens uma magia na escrita que me encanta. Li um livro teu que me foi ofertado por um amigo meu no Brasil. Adorei o teu jeito de expressar desejo em todas as poesias. Tu és um fenómeno. É pena que não explores mais a tua faceta como escritor e não publiques mais. Ah e o teu livro no Brasil é carissimo, acho que isso faz de ti um escritor elitista. Poucas pessoas lá o comprarão certamente. Acho que a tua Editora deveria fazer uma edição popular que estivesse ao alcance de todos. Beijos

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes