Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



ABRAÇO

Terça-feira, 17.10.06

Por amor eu corro para os teus braços

enleado num abraço

que não quero mais perder

nele esqueço o cansaço

nesse teu terno abraço

onde acaba o meu sofrer

Vou aninhar-me em teu regaço

e sentir o meu medo

lentamente a desaparecer

no calor do teu abraço

que encerra o meu segredo

meu medo de te perder

Vamos ficar até à madrugada

entregues ao delírio deste doce

carinho

Sem ti , sou pó, não sou nada

Quem dera que sempre assim fosse

que esse carinho que anseio

seu abraço fosse o primeiro

a nunca me deixar sozinho

Vem amor devagarinho

com a luz desses teus olhos

para sempre

iluminar o meu caminho

                               

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 23:14


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds