Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Poder ...

Terça-feira, 29.03.11

 

Há muito , muito tempo, existiu um guerreiro muito forte , que era conhecido como invencível na guerra . Era um homem que não tinha compaixão , e pela sua crueldade era temido por todos . Mal ele se aproximava de uma localidade , todos os seus habitantes se escondiam , com medo das atitudes brutais do guerreiro , porque a fama de crueldade já o precedia por todo o lado . Um dia aproximou-se de uma aldeia onde viviam alguns agricultores e um velho bastante sábio . Quando as pessoas da pequena aldeia souberam que ele se aproximava , fugiram apavorados para as montanhas . Só o velho sábio ficou na aldeia , até porque pela sua idade não podia fugir . Quando o guerreiro chegou deu veracidade à sua fama de crueldade , incendiou todas as casas e matou os animais que os agricultores não tinham conseguido levar . Até que chegou à casa do sábio que ao ver o seu ar tirânico se assustou. Sem qualquer compaixão , disse ao velhinho que o mataria , mas que lhe concederia ainda um ultimo desejo . O sábio pediu ao guerreiro que o acompanhasse até a um bosque próximo e pediu-lhe que desembainhasse a espada e cortasse um pequeno ramo de uma árvore . O guerreiro estranhou , pensou que o velhinho devia estar já senil para pedir um tal desejo , mas se era isso que queria , ele achou que tinha o dever de o fazer . O guerreiro acompanhou o velhinho até ao bosque , desembainhou a espada e com um golpe certeiro cortou um ramo de uma árvore . O velhinho agradeceu , mas pediu ao guerreiro que voltasse então a colocar o ramo cortado na árvore . O guerreiro riu-se , agora ciente mesmo que o guerreiro tinha enlouquecido e explicou que isso é impossível . Ninguém jamais consegue recolocar  um ramo numa árvore após o ter colhido . E disse ao sábio que ele tinha gasto inutilmente o seu ultimo desejo com um pedido de louco . E o  sábio calmamente respondeu :- Louco é o homem que julga ter autoridade para subjugar os outros , que pensa que pode dar impunemente vazão à sua ira . Que pode matar quem se atravessa no seu caminho e destruir tudo o que encontra . Quem só sabe julgar , punir , destruir , não tem poder algum . Poder tem quem sabe perdoar , quem se coloca no lugar do outro , quem se faz respeitar por amor e não por medo , quem sabe juntar a si e não afugentar de si , quem sabe unir o que se quebrou , quem faz o milagre de dar vida ao que parecia morto . Só quem sabe estender a mão para amar e perdoar , é digno de ser tido como alguém com muito poder .

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 16:20


1 comentário

De valquiria a 30.03.2011 às 01:31

Boa noite Gonçalo!!! Lindo seu texto querido.Sim,Gonçalo quando as pessoas compreenderem que perdoar não é uma opção e sim um mandamento, a vida se transforma. Compreenderem que a raiva, a amargura, a falta de perdão te deixam preso em uma cela, num subterrâneo, úmido, imundo, escuro e o perdão é a chave que abre a porta desta cela, e quando você consegue, também, confessar esse sentimento que estava sentindo, a qualquer pessoa que possa entende-lo, e esquecer isso tudo que te aprisionou. Portanto o perdão faz muito bem. Exercite e verá uma nova vida a sua frente.

Beijos com carinho!!!

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes