Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O Peso Dos Insultos e Da Mentira

Quarta-feira, 13.04.11

Certo dia um ainda jovem Mestre viu-se confrontado com um problema de certa forma grave . Era alvo de invejas e mentiras , porque corria o boato de que ele era incapaz de se vingar fosse de quem fosse , por mais mal que lhe fizessem . Uma tarde , alguém sem qualquer escrúpulo resolveu testar o Mestre fazendo uso da sua melhor arma , a provocação e a injuria . Esperava que o Mestre já farto , tomasse alguma atitude para se vingar de sua rede de intrigas , porque se julgava dono de uma inteligência privilegiada e contava contra atacar com a sua habitual capa de dissimulação e falsidade . Era uma pessoa habituada a mentir , jamais tendo sido apanhado no meio dos seus fantasiosos enredos . E confiante na sua habilidade estava ali por pura maldade para ferir quem nunca lhe tinha feito mal algum . Os colegas do Mestre e discípulos , ficavam revoltados com a inércia do Mestre que tudo permitia e de nada se defendia .  E ciente dessa inércia , o mentiroso voltou a acusar o Mestre de coisas inconcebíveis , destilou todo o veneno possível , usou de um ódio que tocava as raias da loucura . Foi de uma falta de ética e de respeito totalmente incomuns . E sentindo que o Mestre não reagia perante aquela torrente de mentiras e já exausto e sem mais ter que inventar , calou-se desanimado por não ter tido luta . Completamente atónitos perante a aparente serenidade do Mestre um dos discípulos inquiriu : - Mestre , Como pode o Senhor ouvir tanta indignidade sem reagir ? Porque não lutou para provar cada falsidade , cada mentira? Porque se cala como se na verdade tivesse medo ?

O Mestre com infinita paciência perguntou : - Se alguém chega junto a ti com um copo de água , e o recusas , em que mãos o copo vai permanecer?

- Nas mãos de quem o trouxe , respondeu o discípulo . O Mestre sorriu e explicou que o mesmo vale para a mentira , para a inveja , para o ódio e para a raiva . Quando não encontram eco na pessoa a quem são dirigidos , continuam a pertencer a quem os carrega consigo . Pessoas há , que pela sua baixeza moral , a sua falta de dignidade , não merecem sequer receber uma resposta , ou ao menos ser ouvidos . O lixo deve ser tratado como aquilo que é , apenas lixo  e existe algum lixo tão lixo , que nem vale a reciclagem . Que as nossas mãos conservem a pureza de quem nunca mexeu naquilo que não tem valor ou mérito .

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 16:09





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes