Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Pedro

Quinta-feira, 21.04.11

Tem dias que é quase impossível não pensar em ti

e as ideias atropelam-se quase sem sentido

numa tentativa inútil de apenas não sentir .

Tentei olvidar por um dia , por uma hora , por um minuto

afoguei dentro do meu peito os dias complicados do fim

mas não há como olvidar uma saudade

uma dor premente , que vive continuamente em mim ...

Gostaria de ser capaz de exorcizar num texto

a saudade suave que permanece calada

mas tão viva no meu pensamento .

Gostaria de poder expressar em palavras a minha lembrança

que encerra para sempre o brilho do teu olhar

e a doçura serena do teu enorme sorriso ...

A ternura da tua alma , que nunca floresceu para a adolescência

e que eu adivinhava no teu jeito de menino .

Gostava de adivinhar os sonhos que tiveste

e os projectos de vida que jamais te foi permitido ter .

Recordo o amor pleno e o carinho que havia no teu olhar

e que resplandecia no florescer do teu sorriso .

Gostava de te dizer hoje , aquilo que nunca te pude dizer

na singela inocência da tua tão pouca idade

e dizer-te que nunca entendi porque teve a vida que nos separar

levando-te de mim , tão friamente

sem que pudéssemos entender o motivo de tal despedida .

É tão dificil escrever para ti , porque todo o amor que sinto

não se traduz em palavras , apenas fica guardado em mim

e a saudade que me assedia constantemente

mistura-se na essência do meu ser mais profundo

na escuridão de uma alma que queria apenas receber a luz do teu sorriso

e fica a paz da certeza absoluta de que um dia nos iremos ver de novo .

E as lembranças que de ti guardo

são pequenos tesouros de uma alma despojada de tanto

que eu tento preencher com as cores de um arco-íris que reinvento dia a dia.

Meu filho pequenino , que não cresceu e não foi o homem que eu sonhei que seria

que o amor do Pai seja fonte da tua paz

E seja a continuação mais perfeita , do meu humano amor imperfeito

que toda a vida te dedicarei .

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 16:08


1 comentário

De valquiria a 24.04.2011 às 00:44

Boa noite querido Gonçalo!!!SEi que é dificil querido,pensar nele sempre com carinho,talves seja o caminho para diminuir sua dor.Seu amor sera eterno a seu filho Pedro querido.
Beijos com carinho!!!

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes