Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O Sonho Da Borboleta

Segunda-feira, 16.05.11

 

O que torna os nossos sonhos impossíveis é o medo . Mais que um medo difuso , é o medo de não ser capaz , de fracassar . Conta uma velha história , que certa borboleta , muito jovem e de corpo muito frágil , aproveitava numa noite de Verão , a cálida e perfumada aragem , quando , reparando no céu , viu uma linda estrela , cujo brilho de imediato a apaixonou . Muito feliz , correu para casa , para contar à sua mãe que finalmente tinha encontrado o amor , mas  a mãe , retirou o encanto ao relato , dizendo que as estrelas estavam longe em excesso para que lhe fosse permitido amar uma delas . Que se contentasse com alguma candeia ou candeeiro de poste que era o que estava ao seu alcance .  No entanto a jovem borboleta ignorou as palavras da mãe e achou lindo poder acalentar no seu coração esse amor . Na noite seguinte voltou a olhar o céu e lá estava a sua amada estrela e para si mesma jurou  voar até ela para lhe demonstrar o seu amor sincero . De início era muito difícil ultrapassar a altura a que estava habituada a voar , mas entendeu que se a cada dia , apesar do sacrifício pessoal que isso representava , se elevasse um pouquinho mais , acabaria por chegar junto da sua estrela . Encheu-se de paciência , e devagarinho foi tentando chegar cada vez mais perto do seu amor . Em cada noite esperava ansiosa que a sua estrela brilhasse e então iniciava o seu voo cada vez mais alto . A mãe ficou furiosa com a determinação da jovem borboleta e dizia , que as filhas das suas amigas , tinham já os seus amores seguros e possíveis e só ela continuava naquela ilusão , lutando por algo muito acima do seu alcance . A jovem e temperamental borboleta , irritada porque ninguém ligava ao que sentia , saiu de casa e foi viver a sua vida . Mas como sempre acontece , as palavras da mãe ficaram a soar na sua cabeça e começou a achar que ela afinal podia ter toda a razão . Cheia de bom senso comum , resolveu esquecer a estrela , mas lá no fundo o seu coração permanecia vazio sem esse amor . E com o passar do tempo , a saudade era maior que tudo e de novo decidiu procurar  a sua estrela. Noite após noite tentou reiniciar o seu voo cada vez mais alto , mas quando a manhã chegava , poucos tinham sido os progressos e muito era o cansaço . Nessas tentativas o tempo foi passando e a jovem borboleta foi ficando cada vez mais madura e prestando mais atenção a tudo que a cercava . Lá de cima via a cidade cheia de luzes , muitas delas seriam certamente os amores das suas amigas e familiares , mas ao olhar as montanhas , os Oceanos e as nuvens , ela amava cada vez mais a sua estrela , que era quem lhe tinha feito voar mais alto e assim poder observar de cima todas as belezas que o mundo tinha para lhe mostrar e que as outras borboletas , encandeadas pelas luzes das cidades , jamais veriam . Mais tarde voltou à sua casa , mas ao regressar soube que a sua mãe e as suas primas tinham morrido , com as asas queimadas pelas luzes das velas , destruidoras , amores que elas tinham achado tão fáceis de alcançar . Embora a borboleta jamais tenha alcançado a sua estrela , viveu muitos anos , descobrindo assim , que muitas vezes os amores difíceis , trazem mais benefícios e alegrias que os amores ditos fáceis e acessíveis , que por não serem nada de especial , estão por força ao alcance da mão . Esta borboleta ensina-nos duas verdades importantes , uma é que devemos sempre lutar pelo nosso amor , por mais difícil que seja , porque é realizar um sonho , que nos pode oferecer a maior felicidade . E segundo , que tudo que é fácil demais , tem sempre algo de mau . O que é bom não está dando sopa por ai . O mundo pertence a quem tem coragem de sonhar e não vira a cara aos seus sonhos .

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 14:16


1 comentário

De valquiria a 18.05.2011 às 21:49

Boa noite Gonçalo!Lindo o texto da borboleta.
Gonçalo nunca devemos seguir os caminhos impostos pelos outros...
Desistir dos sonhos é o mesmo que desistir da vida!Sempre temos que fazer tudo por amor! É um constante aprender...

Beijos com carinho


Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes