Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



AMAR-TE É ...

Quinta-feira, 20.10.11

Amar-te é ser novamente menino

É fazer nascer um jardim

No deserto que antes era a minha alma

Amar-te é como ter a certeza de chegar a um porto

E ancorar em segurança o meu navio

Perdido e estraçalhado em tantas tempestades

Esperar por ti , em cada dia que passa

É esperar a cor do amor , da realidade

Tal como o azul intenso e mágico

Com que cubro as minhas telas

É sentir perto de mim a tua alma

E voar solto pelos caminhos que só eu conheço

Envolto na brisa suave

Que se escapa do teu sentir

E entrego a cada dia , na tua mão

O meu coração , certo que o guardas e proteges

E fechas só para ti

Os segredos que nos unem

E abraçar este meu amor

É como abraçar uma rocha salvadora

No meio a uma corrente forte

Que teima em querer arrastar-me

Amar-te é ter feito mil descobertas

É ter vivido no sonho como os poetas

É ser feliz e não ter sabido

É ter encarado de frente o Sol

O mar , as fúrias da natureza

E ter sobrevivido

E enfim , é no fundo da minha alma

O ter simplesmente ...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 11:48


2 comentários

De Maria Manuel Batista a 20.10.2011 às 15:44

Também te amo muito, meu amor querido.

De valquiria a 21.10.2011 às 00:32

Boa noite Gonçalo!!!Lindo seu poema,que Deus o faça sempre assim,capaz de amar e ser amado.Parece ser mais do que um poema
Parece ser uma oração de amor !Um sentimento puro palavras ditada pelo coração.Que seus dias sejam regado de muito amor.
Beijos com carinho!!!

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes