Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A Base Da Crise Portuguesa

Quarta-feira, 08.02.12
Portugal está em crise , todos o ouvimos diariamente e tanta vez , que nos entra à força toda dento do inconsciente , que de Nação honrada e altaneira já nada temos e que somos agora afinal os pobrezinhos da Europa e que nos vemos tão gregos quanto os propriamente ditos . E claro está que desatamos a desancar os políticos , aquela corja , que como é cómodo dizer nos levou à desgraça . Mas às vezes faz falta perguntar se é fácil seja a que politico for, erguer um País que se alicerça essencialmente na desqualificação de uma grande parte dos Portugueses . Temos um País bonito , muito mar , sol quente , ainda vamos tendo quem nos empreste dinheiro , a alto preço mas ainda temos . Até se tomam medidas e tudo , mas faltam valores a muita gente por ai . Valores morais e de ética , entenda-se . Dissemos que o Sócrates não servia e efectivamente não servia , mas agora com Passos Coelho também já se diz o mesmo . Já há quem apelide este Governo de farsa . E o que um dia vier após o Pedro Passos Coelho também irá ser crucificado de certeza absoluta . Mas o que os Portugueses esquecem é que um País não se faz só com governantes e que após tantos anos de suposta liberdade , se chega facilmente à conclusão que a culpa não pode ser só de quem nos gere . O problema está também no Povo que nós somos . Os Portugueses chamam ladrões a todos os políticos , e eu pergunto a mim mesmo , qual seria o politico capaz de passar pela gestão deste País , sem ser culpabilizado de tudo e mais alguma coisa . Todo o Português para além de egoísta quanto aos outros , tem também a estranha mania de se achar mais esperto que todos os outros . Um País em que se procura tirar proveito extremo do Estado Social . Um País em que muitos jovens se licenciaram , custando milhares de Euros ao Estado e que hoje porque optaram por licenciaturas já sem saída profissional estão no desemprego e clamam que seja o Estado a arcar com as suas decisões e problemas . Um País onde a outra metade dos jovens simplesmente se divorciou do trabalho , porque acha que é obrigação do Estado pagar-lhe um rendimento Social para que fiquem em casa . Um País onde os agricultores semeiam sem se preocuparem com a produção real , mas sim com os subsídios que podem receber . Com empresários que usaram o País e os subsídios da pior forma e hoje clamam falências a torto e a direito . Olhando tudo isto e apesar da apregoada escolaridade elevada dos Portugueses , sou obrigado a pensar que Portugal vive com uma mão de obra absolutamente desqualificada . Um Pais em que as suas maiores figuras democráticas ou que o deveriam ser , como os chefes militares de Abril , incitam o Povo ao incumprimento e a uma luta inglória por direitos que o Estado não pode mais sustentar . Um País onde os funcionários públicos não respeitavam horários ,e viviam emperrando a gigantesca maquina burocrática , fazendo tolerâncias de ponto a cada feriado possível . E isto deixa-me cansado e triste , porque mesmo que o Pedro Passos Coelho renunciasse ainda hoje e para o lugar dele viesse o próprio Jesus Cristo , nem assim daria conta e em pouco tempo seria também taxado de desonesto , dado que iria encontrar a mesma mentalidade . Talvez seja a hora de cada Português deixar de fazer dos políticos bodes expiatórios e dar um basta na esperteza saloia inerente . É hora de cada um de nós tomar consciência que a mudança tem que ser nas bases , que cada um de nós tem que ser responsável pelo que faz . Até agora temos tido um Estado Patriarcal para dar e democrático para gerir e os dois conceitos não se interligam . Para haver democracia tem que haver responsabilidade de cada um de nós perante a nossa própria vida e escolhas .
 
                                              Gonçalo Nuno De Assis

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 11:03


5 comentários

De Pedo . P. C. a 11.02.2012 às 15:02


Boa tarde caríssimo . Infelizmente o texto descreve a nossa realidade  e a essencia mais elementar do País . É um texto sincero de um homem de fibra , com uma integridade à toda a prova e uma capacidade única de dar nomes aos "bois". A crise não é só culpa dos políticos , mesmo que alguns não estejam isentos dela . No entanto quando se elabora uma lei com um fim social e todos se querem aproveitar , quando se vive numa realidade dourada construindo sonhos sobre bases de areia , quando tudo isso acontece , então não há País que aguente . O direito social passa por se dividir pelos que produzem ou por aqueles que estão fisicamente incapacitados de produzir . O direito social é amparar quem não pode e não amparar vicios . Quem come sem trabalhar , está evidentemente a tirar uma fatia a quem trabalhou.
Um abraço .

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes