Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Virando a Página

Sábado, 21.04.12

 

Há coisas que nos deixam com um sabor amargo na boca . Estive aqui a ler o comentário do Dado no meu post anterior . Hoje a frio , senti essencialmente um vazio triste ao reler tudo . Não estou na Net para magoar ninguém , Deus me livre , mas já fui magoado e enganado aqui e como tal estou com um pé atrás . Apesar do comentário amigável do Dado , nada justifica que tenha excluído a minha dupla , sem que nada se tivesse passado para tal . Mas seja como for quero esquecer este episódio que me cansou e deixar para lá . As intenções e os actos ficam por conta de quem os pratica . Eu tenho um código de honra que me obriga a defender aquilo que eu acho certo . Sempre levo em conta os sentimentos alheios , salvo se me ferirem gratuitamente . O meu conhecimento de ética e valores também se aplica aqui na net , sendo que para muitas pessoas a Net é mero passatempo e esquecem que aqui passam vidas e sentimentos reais . Há coisas que eu sei e uma delas é que não devo entrar neste tipo de concursos , porque sempre saio ferido e acho que acabo ferindo as pessoas , porque espero delas normas , que por isto ser um universo virtual , muitas pessoas acham que não se aplicam . Acho que eu aqui na net funciono num tempo diferente , com pontos de vista mais rígidos e talvez deva ser eu a aprender a não me entregar tanto ao que faço aqui . Acho que os meus sentimentos são por vezes um vespeiro , que ataca sem piedade quem os fere ou manipula . Defendo com unhas e dentes o meu ponto de vista , fecho o meu coração e mundo a todos, e quando os abro a alguém , creio que exijo verdade e lealdade . Os meus sentimentos não aceitam meros turistas . Tenho medo de ser ferido , e por isso levanto um cerco e me protejo , mas quando baixo as guardas sou integro e espero integridade . A transparência sempre foi e será a minha lei . Também enfrento os meus erros quanto os pratico e só fico descansado quando os conserto de algum jeito . Muitas vezes fico magoado e reajo a quente , mas depois o tempo passa e não guardo rancor por ninguém , salvo raríssimas excepções . Sei que tenho medo de me dar a amigos virtuais e depois decepcionar-me , como já me decepcionei . É difícil entender neste mundinho de areias movediças onde estão os locais seguros e para evitar afundar , escondo-me dentro da minha fortaleza . Para mim os amigos que fiz aqui na net não são seres imaginários , são pessoas reais e não posso sair e entrar da vida delas , quando estou ou não a fim . Hoje as coisas estão mais claras e menos pesadas e vou esquecer o que houve sem guardar ressentimentos de ninguém . Deixo aqui os meus cumprimentos sinceros a quem comentou o texto , não tive comentários negativos , mas se os tivesse recebido , teria respeitado tanto essas pessoas , quanto respeito as que ficaram ao meu lado . Eu não sou o dono da verdade e estou sujeito a criticas como toda a gente . O meu repúdio fica com aqueles que ficaram em cima do muro . Com aqueles que se apressam a empolar os acontecimentos , que incendeiam os ânimos às escondidas de todos , aqueles que deitam gasolina na fogueira e depois na hora de fazerem um juízo seja qual for , fogem da raia . Eu não sou infalível e recebo tão bem quem me elogia , como quem me critica . Agora não tolero os dissimulados e os cobardes , por isso acho que a net de facto possibilita a proliferação de pragas difíceis de exterminar . Quanto ao Dado , o assunto morre aqui . Este site sempre terá as portas abertas às suas visitas , assim como eu sempre passarei pelo site dele se estiver lá algo que me interesse ver ou ler . Um abraço a todos , especialmente aos que tal como eu , têm coragem para expressarem o que sentem .

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 11:33


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds