Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Existem dias ...

Segunda-feira, 23.04.12
Há Dias Assim

Há dias assim , complexos , cinzentos , chatos , dias em que apetece ficar quieto e não falar com ninguém . Mas claro que isso não é possível , e depois de me forçar a levantar , a sorrir , lá vem alguém dizer :- Mas que se passa contigo , estas com uma cara!

Apetece-me dizer um monte de coisas incorrectas , se eu fiz tudo para criar uma máscara para esse dia , lá vem um chato cutucar o meu mau humor . Agarro-me ao verniz social , tão necessário nessa hora e respondo , com um sorriso que tenta ser alegre :- É impressão tua , estou bem , fica tranquilo .

Mas claro que nestas coisas nunca desistem à primeira e lá vem o célebre :- Eu sei que estás a esconder algo , mas tudo bem , se quiseres falar estou aqui ...

Conto até duzentos para não me sair nenhuma coisa da qual depois me arrependa , faço um sorriso idiota , daqueles que dá para tudo e saio de mansinho , para bem longe do curioso . Há dias em que não dá para explicar porque amanhecemos cinza . Nem dá para descrever porque estamos azedos . Pode ser um acumular de aborrecimentos que formam uma nuvem sobre a nossa cabeça e que nesse exacto dia eclodiu e nos encharcou de mau humor . Pode ser uma noite mal dormida , pode ser uma dor vaga na alma , que nesse dia se intensifica . Ou pode simplesmente ser vontade de ficar só,  nesse dia . Nem tudo o que sentimos dá para explicar em palavras . Nem todos os sentimentos são traduzíveis em palavras ou até mesmo em gestos . Sei que tenho dias em que fico quieto , calado , não por estar zangado com alguém , ou porque alguém me feriu , mas simplesmente porque desacelero , desço às minhas bases e renovo-me . Todo o crescimento ou renovação é um acto doloroso e solitário e de facto existem dias tristes , em que não dá para explicar o motivo . Outras vezes até existe um motivo real , uma dor tangível , mas explicar isso a outra pessoa será reviver de novo essa dor . E muitas vezes fazer entender aos outros os nossos sentimentos , é uma luta árdua e que em certos dias nos parece uma barreira intransponível . Por isso quando vejo um amigo de olhar triste , que me diz que não tem nada , eu não faço perguntas , simplesmente lhe dou um abraço bem firme e saio . Ele saberá sempre onde estou , quando e se precisar conversar .

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 11:21


4 comentários

De Anónimo a 23.04.2012 às 17:58

Oi Gonçalo quero ver um sorriso em teu semblante, pois é uma pessoa linda tanto por dentro, quanto por fora, tenha um ótimo dia, beijos e Shalom!
Simone butterfly

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes