Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Cartas

Sexta-feira, 07.12.12

 

Procuro em mim as cartas de amor

Aquelas que um dia não escrevi

E todas as palavras sentidas

Que eu não disse , mas vivi ...

Procuro em mim sentimentos

Guardados , presos

Nas linhas traçadas pela emoção

Nas cartas, em que ouvindo o meu coração

Não hesitei e escrevi .

Procuro em mim palavras ditas

As mais sinceras , as mais bonitas

E até aquelas que disse

Apenas para me ouvir dizer ,

Sem sentir e sem sofrer .

Procuro em mim palavras esquecidas

Emoções perdidas

Momentos fugazes

De ilusão e de loucura

Procuro em mim

Momentos de sonho

De evasão e de ternura .

Procuro em mim , as tardes de sol

Os momentos de paz

As horas de contemplação

De sonho e de poder

Busco na minha alma

As linhas traçadas pelo tempo que se foi

E lamento os momentos que perdi

As cartas que nunca fiz

O tempo que me fugiu

As palavras que eu não disse

E algumas que lamentavelmente ousei dizer

Quero gravar em mim as palavras

Certos momentos , certas marcas

Deixar em mim traçado

Um caminho bem marcado

Que jamais me permita esquecer

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 12:24


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes



subscrever feeds