Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Reunião Fora de Horas

Terça-feira, 15.01.13

Uma noite igual a tantas outras . Depois de um dia cansativo , a noite avizinha-se igual, longa ,  e quase dolorosa para quem como eu tem uma enxaqueca monumental . Saio de casa com extrema má vontade, com uma tremenda tentação de mergulhar na minha caminha quente e esquecer tudo .Chego à sala de reuniões , o espaço é amplo, junto à enorme mesa central a maior parte das cadeiras ainda estão vazias . Fico furioso por verificar que como sempre há atrasos e a coisa se vai arrastar. Os participantes vão chegando a pouco e pouco , seguem-se os habituais cumprimentos , conversas de ocasião e o tempo passa. Para mitigar a minha irritação foco a minha atenção no enorme arranjo floral que enfeita a mesa . As rosas de um vermelho púrpura parecem orladas de veludo e sobressaem de forma forte contra a cor escura dos moveis circundantes . Os meus olhos passeiam-se pelo tecto ricamente decorado com pesadas flores de lis douradas. Olho os cortinados azuis , que cerram as janelas onde a noite se mostra raiada de estrelas. Ouço o som da garrafa de champanhe que se abre e penso :- Caramba , um aniversário , só me faltava essa . A minha cabeça dói , uma dor seca , entre os olhos , que me faz sentir náuseas . Seguro a taça de champanhe que me colocam nas mãos . Ergo-a num brinde distraído, nem sei o que foi dito . Vagarosamente todos se sentam e apetece-me gritar, "despachem-se". Mas em vez disso , sorrio alheio. Fala-se muito , ouço vagamente frases soltas , deixo que a minha mente divague por coisas minhas . Deixo de ouvir o burburinho na sala, não ouço nada do que é dito , fico quieto . De repente tocam-me no ombro, um colega sorridente , pergunta , então assinamos?

Olho para ele de olhos perplexos , não sei o que ele quer dizer com aquilo , não sei o que devo ou não assinar . Não sei o que se discutiu, o que foi aprovado . Penso que sempre é possível ler antes de assinar , mas reparo no enorme monte de folhas que me estendem . A dor de cabeça é aguda , irritante , sinto-me desconfortável , não consigo ler aquilo tudo . Pego na caneta que me estendem e assino . Aperto mãos que se estendem , quero sair dali . Quero dormir . No dia seguinte a dor passou e vem o embaraço pelo mau trabalho da noite anterior . Um dos presentes na reunião liga-me e diz entusiasmado : - Excelente trabalho o de ontem ...

Não arrisco comentar , falo um pouco e desligo .

Sento-me e mando SMS ao único amigo a quem ousaria confidenciar a minha falta de empenho .

O SMS sai simples e directo " M... não sei o que assinamos ontem".

Minutos depois a resposta : " Deixa lá , a minha namorada diz que para a porcaria que andamos a fazer, nem vale a pena lembrar-te o que assinamos".

Mais tarde com calma , li o que assinei e estava tudo certo e bem resolvido .

Há sempre quem goste de me assustar ...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Escrito por Gonçalo de Assis às 14:44





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  



comentários recentes